Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/40575
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2020_AlbertodoNascimentoSilva.pdf2,35 MBAdobe PDFView/Open
Title: Alterações morfofisiológicas e qualidade de grãos em culturas com potencial para cultivo em safrinha no Cerrado
Other Titles: Morphophysiological changes and grain quality in crops with potential for growing in the off-season in the Cerrado
Authors: Silva, Alberto do Nascimento
metadata.dc.contributor.email: albertosilvaagro@gmail.com
Orientador(es):: Ramos, Maria Lucrécia Gerosa
Coorientador(es):: Ribeiro Junior, Walter Quadros
Assunto:: Déficit hídrico
Segunda safra
Culturas alternativas
Trocas gasosas
Área foliar
Issue Date: 19-Apr-2021
Citation: SILVA, Alberto do Nascimento. Alterações morfofisiológicas e qualidade de grãos em culturas com potencial para cultivo em safrinha no Cerrado. 2020. xxii, 136 f., il. Tese (Doutorado em Agronomia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2020.
Abstract: No contexto das mudanças climáticas, as previsões apontam para uma diminuição das precipitações e uma extensão dos períodos de seca, com forte impacto na agricultura e, pelo fato da safrinha ser uma época com menor disponibilidade hídrica e com ocorrência frequente de veranicos, tem-se, atualmente, como um dos grandes desafios da agricultura no Cerrado, a obtenção de espécies tolerantes ao estresse hídrico e com elevado potencial de produção de grãos para o período de safrinha. Assim, o objetivo do trabalho foi avaliar o efeito do estresse hídrico na morfologia, fisiologia, produtividade e qualidade física e química de grãos de culturas já utilizadas ou com potencial para cultivo na safrinha na região do Cerrado. O experimento foi conduzido na estação experimental da Embrapa Cerrados, em Planaltina, DF, Brasil, entre maio e outubro dos anos 2017 e 2018. O delineamento experimental foi em blocos ao acaso, em esquema de parcelas subdivididas, com quatro repetições. As parcelas foram compostas pelas culturas do feijão (Phaseolus vulgaris) – cultivar BRS Realce; amaranto (Amaranthus cruentus); quinoa (Chenopodium quinoa “Genótipo derivado do BRS Piabiru”), trigo sarraceno (Fagopyrum esculentum), dois genótipos de trigo – CPAC 0544 e BRS 404 (Triticum aestivum); triticale (Triticosecale wittmack) e canola (Brassica napus) e as subparcelas por quatro regimes hídricos (187 mm; 304 mm; 410 mm; 535 mm no ano de 2017 e 196 mm; 320 mm; 424 mm; 576 mm no ano de 2018). No ano de 2017, foram avaliados a fisiologia, produtividade de grãos e de biomassa do feijão, amaranto, quinoa e trigo sarraceno e produtividade de grãos e qualidade física e química dos grãos de feijão, triticale e trigo (CPAC 0544 e BRS 404) . No ano de 2018 foram avaliados a morfologia e a produtividade de grãos de todas as culturas. Em geral, o estresse hídrico afetou negativamente a produtividade de grãos e as variáveis fisiológicas, entretanto, em graus diferentes nas culturas estudadas. Todavia, o amaranto e a quinoa se destacaram, pois mantiveram alta produtividade em regimes iguais ou superiores a 304 mm, situação hídrica de ocorrência comum no período da x safrinha na maioria das regiões produtoras de grãos no Cerrado. Quanto a qualidade dos grãos, em geral, as condições de estresse hídrico afetaram negativamente a qualidade física, a composição química e a qualidade nutricional dos grãos, mas em graus diferentes nas espécies e genótipos estudados. No entanto, o genótipo do trigo BRS 404 se destacou, pois a qualidade física do grãos não foi afetada pelas condições de estresse. O feijão, apesar da redução no peso dos grãos, teve as concentrações macrominerais mantidas e a concentração de proteínas aumentada sob condições de estresse. O estresse hídrico impactou negativamente os atributos morfológicos de todas as culturas estudadas, com destaque para a drástica redução na área foliar nas culturas do feijão, amaranto, canola, trigo sarraceno e Trigo CPAC 0544. Entretanto, apesar da redução nos atributos morfológicos, o amaranto e o feijão apresentaram bons potenciais produtivos, tendo o feijão alcançado produtividade superior a média nacional, em condição hídrica semelhante a observada na safrinha. Assim, percebe-se que o amaranto e a quinoa apresentaram bom potencial para cultivo em safrinho, pois, mesmo tendo alguns dos seus atributos morfológicos (amaranto) e fisiológicos (quinoa) afetados significativamente pelo estresse hídrico, mantiveram produtividade de grãos superior as demais espécies. O feijão também apresentou bom potencial, pois, além de ter apresentado boa produtividade de grãos, houve melhoria na qualidade dos seus grãos em situação de estresse.
Abstract: In the context of climate change, forecasts point to a decrease in rainfall and an extension of drought periods, with a strong impact on agriculture and, since the off-season is a time with less water availability and with a frequent occurrence of summer, there are Currently, as one of the great challenges of agriculture in the Cerrado, obtaining species tolerant to water stress and with high potential for grain production for the off-season. Thus, the objective of this work was to evaluate the effect of water stress on the morphology, physiology, productivity and physical and chemical quality of grains of crops already used or with potential for growth in the off-season in the Cerrado region. The experiment was carried out at the Embrapa Cerrados experimental station in Planaltina, DF, Brazil, between May and October of 2017 and 2018. The experimental design was in randomized blocks, in a split-plot scheme, with four replications. The plots were composed of beans (Phaseolus vulgaris) - BRS Realce cultivar; amaranth (Amaranthus cruentus); quinoa (Chenopodium quinoa “Genotype derived from BRS Piabiru”), buckwheat (Fagopyrum esculentum), two wheat genotypes - CPAC 0544 and BRS 404 (Triticum aestivum); triticale (Triticosecale wittmack) and canola (Brassica napus) and the subplots by four water regimes (187 mm; 304 mm; 410 mm; 535 mm in 2017 and 196 mm; 320 mm; 424 mm; 576 mm in 2018 ). In 2017, the physiology, grain yield and biomass of common bean, amaranth, quinoa and buckwheat and grain yield and the physical and chemical quality of common bean, triticale and wheat (CPAC 0544 and BRS 404) were evaluated. In 2018, the morphology and grain yield of all crops were evaluated. In general, water stress negatively affected grain yield and physiological variables; however, to different degrees in the crops studied. However, amaranth and quinoa stood out, as they maintained high productivity in regimes equal to or greater than 304 mm, a common water situation during the off-season in most grain-producing regions in the Cerrado. As for the quality of the grains, in general, water stress conditions negatively affected the physical quality, chemical composition and nutritional quality of the grains, but to xv different degrees in the species and genotypes studied. However, the BRS 404 wheat genotype stood out, as the physical qualities of the grain were not affected by stress conditions. The common bean, despite the reduction in grain weight, had their macromineral concentrations maintained, and the concentration of proteins increased under stress conditions. Water stress negatively impacted the morphological attributes of all the crops studied, emphasizing the drastic reduction in the leaf area in the cultures of beans, amaranth, canola, buckwheat, and wheat CPAC 0544. However, despite the reduction in morphological attributes, amaranth and beans had good productive potentials, with beans reaching higher productivity than the national average, in a water condition similar to that observed in the off-season. Thus, it is clear that amaranth and quinoa showed good potential for growth in the off-season . Even though some of their morphological (amaranth) and physiological (quinoa) attributes were significantly affected by water stress, they maintained grain yield higher than the other species. The common bean also showed good potential because, in addition to having good grain productivity, there was an improvement in the quality of its grains under stress.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, Programa de Pós-Graduação em Agronomia, 2020.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Agência financiadora: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).
Appears in Collections:FAV - Doutorado em Agronomia (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/40575/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.