Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/40481
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2020_StephanieMoreiraGutierres.pdf909,16 kBAdobe PDFView/Open
Title: Trabalho e empregabilidade de travestis, transexuais e não-binárias : desafios e perspectivas de ação
Authors: Gutierres, Stephanie Moreira
Orientador(es):: Santos, Silvia Renata Magalhães Lordello Borba
Assunto:: Travestis - mercado de trabalho
Transexuais - mercado de trabalho
Pessoas não-binárias - mercado de trabalho
Promoção de saúde
Empregabilidade
Issue Date: 9-Apr-2021
Citation: GUTIERRES, Stephanie Moreira. Trabalho e empregabilidade de travestis, transexuais e não-binárias: desafios e perspectivas de ação. 2020. 104 f., il. Dissertação (Mestrado em Psicologia Clínica e Cultura)—Universidade de Brasília, Brasília, 2020.
Abstract: Tratando-se de empregabilidade, travestis, transexuais e pessoas não-binárias revelam a exclusão simbólica e material que as impedem de atuar em espaços de pertencimento e de decisão. A literatura aponta que cerca de 90% dessa população tem a prostituição como fonte de renda. Esse dado alerta para baixas taxas de emprego e alto índice de trabalho insalubre ou exploratório. O presente estudo objetivou investigar as trajetórias de trabalho de travestis, transexuais e não-binárias, identificando os desafios presentes neste percurso. A pesquisa é composta por três estudos que serão aqui apresentados. O primeiro estudo é uma revisão bibliográfica, com foco em artigos latino-americanos, que abordam a promoção de saúde de travestis e transexuais; possibilitando familiaridade com o tema e discussão de conceitos necessários. A revisão permitiu analisar como as categorias identitárias são utilizadas atualmente na academia, corroborando o histórico dessas identidades, com maior incorporação dos termos travesti e transexual em trabalhos da América Latina e maior utilização do termo transgênero em artigos da América do Norte e Europa. Reitera-se a importância desse recorte, devido às particularidades históricas que incidem em diferenças de trajetórias, de lutas, de conceituação e incorporação dos termos. O segundo estudo trata-se de uma revisão de literatura que se expande para além da América Latina, focada em empregabilidade, com a inclusão de identidades não-binárias. São discutidas as relações de trabalho e emprego para essa população, a partir de uma perspectiva de promoção de saúde. Nessa revisão, trabalhos diversos apontaram um crescimento de artigos sobre o tema, apesar de ainda muito focados em modelos biomédicos. Sobressaíram-se trabalhos avaliativos, com poucas propostas efetivas de intervenção na área. Foi apresentada pouca conceituação, nesses artigos, sobre as identidades abarcadas; e as encontradas nos trabalhos corroboraram as referências e discussões aqui apresentadas. Há relevância de reunir elementos comuns às identidades, especialmente sobre políticas públicas, sem negar diferenças, com cuidado em que sejam definições legítimas. O terceiro estudo, uma pesquisa empírica, exploratória, qualitativa, com desenho transversal, considerou o trabalho como subjetivante e constituinte da identidade. As sete pessoas que participaram se autodeclararam travestis, transexuais e não-binárias, com idades entre 19 e 37 anos e responderam a um questionário semi-estruturado. Foi utilizada a análise temática de Braun e Clarke aplicadas às narrativas. O mapa mental construído pelas autoras apresentou os temas: violências, estratégias, conquistas e políticas públicas, que foram discutidos a partir da literatura sugerida e dos estudos anteriores. A importância do local de trabalho na trajetória de travestis, transexuais e não-binárias mostrou-se de extrema relevância, apresentando-se como espaço de adoecimento e violências, bem como protetivo e promotor de autonomia e empoderamento. Numa perspectiva de promoção da saúde, os resultados discutiram as possibilidades de intervenções psicossociais na área, a fim de embasar e fomentar políticas públicas e difusão dos direitos conquistados que precisam ser garantidos em todos os espaços. A relevância social da presente dissertação se concentra nos processos de conscientização social que visam a erradicação da transfobia e de outras posturas estigmatizadoras.
Abstract: In terms of employability, travestis, transsexuals and non-binary people reveal the symbolic and material exclusion that prevents them from working in spaces of belonging and decision-making. The literature points out that about 90% of this population has prostitution as a source of income. This data warns of low employment rates and a high rate of unhealthy or exploratory work. The present study aimed to investigate the work trajectories of travestis, transsexuals and non-binary, identifying the challenges present in this path. The research consists of three studies that will be presented here. The first study is a bibliographic review, focusing on Latin American articles, which address the health promotion of travestis and transsexuals; enabling familiarity with the topic and discussion of necessary concepts. The review made it possible to analyze how identity categories are currently used in academia, corroborating the history of these identities, with greater incorporation of the terms travesti and transsexual in works in Latin America and greater use of the term transgender in articles in North America and Europe. The importance of this cut is reiterated, due to the historical particularities that affect differences in trajectories, struggles, conceptualization and incorporation of terms. The second study is a literature review that expands beyond Latin America, focused on employability, with the inclusion of non-binary identities. Labor and employment relationships for this population are discussed, from a health promotion perspective. In this review, several studies pointed to an increase in articles on the topic, although they are still very focused on biomedical models. Evaluation studies were highlighted, with few effective proposals for intervention in the area. Little conceptualization was presented in these articles about the identities covered; and those found in the works corroborated the references and discussions presented here. It is relevant to gather elements common to identities, especially on public policies, without denying differences, with care in what they are legitimate definitions. The third study, an empirical, exploratory, qualitative research, with a cross-sectional design, considered work as subjectivating and constituent of identity. The seven people who participated declared themselves to be travestis, transsexuals and non-binary, aged between 19 and 37 years old and answered a semi-structured questionnaire. Thematic analysis by Braun and Clarke was applied to the narratives. The mental map constructed by the authors presented the themes: violence, strategies, achievements and public policies, which were discussed based on the suggested literature and previous studies. The importance of the workplace in the trajectory of transvestites, transsexuals and non-binaries proved to be extremely relevant, presenting itself as a space for illness and violence, as well as being protective and promoting autonomy and empowerment. From a health promotion perspective, the results discussed the possibilities of psychosocial interventions in the area, in order to support and promote public policies and the dissemination of conquered rights that need to be guaranteed in all spaces. The social relevance of this dissertation focuses on the processes of social awareness that aim to eradicate transphobia and other stigmatizing attitudes.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Programa de Pós-Graduação em Psicologia Clínica e Cultura, 2020.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Agência financiadora: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).
Appears in Collections:PCL - Mestrado em Psicologia Clínica e Cultura (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/40481/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.