Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/40349
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2020_JessicaCostaLemos.pdf1,03 MBAdobe PDFView/Open
Title: Os narradores em Gone Girl de Gillian Flynn, na tradução e na adaptação
Authors: Lemos, Jessica Costa
metadata.dc.contributor.email: jessicacostalemos@gmail.com
Orientador(es):: Hatje-Faggion, Válmi
Assunto:: Tradução literária
Adaptação literária
Flynn, Gillian Schieber, 1971- crítica e interpretação
Narradores
Issue Date: 26-Mar-2021
Citation: LEMOS, Jessica Costa. Os narradores em Gone Girl de Gillian Flynn, na tradução e na adaptação. 2020. 113 f., il. Dissertação (Mestrado em Estudos da Tradução)—Universidade de Brasília, Brasília, 2020.
Abstract: A obra Gone Girl (2012), de Gillian Flynn (1971), mostra os dois lados de um casamento com problemas e reviravoltas no romance surpreendente dos narradores manipuladores, Nick e Amy, além de outras questões problemáticas que envolvem o casal. Essa obra foi publicada nos Estados Unidos em 2012 e reescrita para o cinema como roteiro em 2013, pela própria autora Gillian Flynn. A tradução da obra para o português do Brasil foi realizada por Alexandre Martins e publicada com o título de Garota exemplar, pela editora Intrínseca, em 2013. Gone Girl (FLYNN, 2012) mostra o casal Amy e Nick em seu aniversário de casamento de 5 anos, quando a esposa desaparece e o marido é acusado, durante as investigações, pelo seu homicídio. Amy elabora um plano de vingança quando descobre que Nick tem uma amante; ela desaparece e deixa pistas que o incriminam pelo seu homicídio. O objetivo desta dissertação é analisar os dois narradores da obra literária Gone Girl (FLYNN, 2012), sua tradução correspondente, Garota exemplar, (MARTINS, 2013) e sua adaptação, o roteiro Gone Girl (FLYNN, 2013). A narrativa em primeira pessoa apresenta narradores manipuladores e não confiáveis, que buscam convencer o receptor a tomar posição a favor de um lado ou de outro dos narradores personagens. O modelo teórico-metodológico utilizado na análise desta tradução/adaptação é o de Lambert e Van Gorp (1985), que permite investigar questões relacionadas a dados preliminares, nível macroestrutural, nível microestrutural e contexto sistêmico a partir de uma perspectiva sociocultural. Para essa análise, a fundamentação teórica considera ainda pesquisadores de outras áreas, como adaptação, cinema e literatura, e incluem Lefevere (2007), Bazin (1991), Gambier (2003), Díaz-Cintas (2010), Plaza (1987); Santaella (1992), dentre outros. Os dados obtidos tanto da obra literária Gone Girl (FLYNN, 2012), como de sua tradução (MARTINS, 2013) e de seu roteiro Gone Girl (FLYNN, 2013) revelam que os narradores manipuladores e não confiáveis de obra Gone Girl (FLYNN, 2012) tendem a ser mantidos nas duas reescrituras.
Abstract: Gone Girl (2012) by Gillian Flynn (1971) shows both sides of a troubled marriage in a surprising romance with two manipulative narrators, Nick and Amy, as well as other troublesome issues surrounding the couple. This work was published in the United States in 2012 and it was rewritten as a script (2013) by the author Gillian Flynn herself. The novel was translated into Brazilian Portuguese by Alexandre Martins and was published as Garota exemplar by Intrínseca, in 2013. Gone Girl (FLYNN, 2012) presents the couple Amy and Nick on their 5th anniversary, when Amy disappears and her husband is charged with her murder during the investigations. Amy discovers that Nick has a mistress, then, she disappears and leaves traces to charge Nick with her murder. The aim of this dissertation is to analyze the first-person narrators in the novel Gone Girl (FLYNN, 2012), in its corresponding Brazilian Portuguese translation Garota exemplar (MARTINS, 2013), and also in the script Gone Girl (FLYNN, 2013). Both narrators are manipulative and unreliable in order to convince the receiver to take a position on either side of the character narrators. For this analysis Lambert and Van Gorp’s model (1985) will be used, since it investigates issues related to preliminary data, macro level, micro level and systemic context from a socio-cultural perspective. Other areas are also considered and include adaptation, film and literature. Researchers include Jakobson (1959), Lefevere (2007), Sanders (2006), Bazin (1991), Bassnett. (2003), Gambier (2003), Díaz-Cintas (2010), Chiaro (2009); Plaza (1987); Santaella (1992), and Peirce (1992). Data obtained regarding the work Gone Girl (FLYNN, 2012), the translation of the literary novel into Portuguese Garota exemplar (MARTINS, 2013) and the script Gone Girl (FLYNN, 2013) indicate that both new works tend to keep the manipulative and unreliable narrators present in the source text.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Línguas Estrangeiras e Tradução, Programa de Pós-Graduação em Estudos da Tradução, 2020.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:POSTRAD - Mestrado em Estudos de Tradução

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/40349/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.