Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/40283
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2020_ThaísKristineMilhorim.pdf2,83 MBAdobe PDFView/Open
Title: À flor da pele : um estudo sobre aspectos psicológicos em doenças cutâneas
Authors: Milhorim, Thaís Kristine
metadata.dc.contributor.email: thais.milhorim@gmail.com
Orientador(es):: Araujo, Tereza Cristina Cavalcanti Ferreira de
Assunto:: Psicodermatologia
Psoríase
Alopecia areata
Vitiligo
Pele - doenças
Issue Date: 22-Mar-2021
Citation: MILHORIM, Thaís Kristine. À flor da pele: um estudo sobre aspectos psicológicos em doenças cutâneas. 2020. 180 f., il. Dissertação (Mestrado em Psicologia Clínica e Cultura)—Universidade de Brasília, Brasília, 2020.
Abstract: A pele é um órgão de percepção, expressão e comunicação, sendo o primeiro meio de contato com o mundo e tendo importância primordial na constituição psíquica. Diversos trabalhos apontaram a relação entre pele e aspectos psicológicos e o potencial dessa compreensão no melhor manejo de doenças. Apesar disso, é escassa a compreensão sobre a construção e a constituição dos aspectos psicológicos relacionados ao desenvolvimento de um adoecimento cutâneo considerando a perspectiva e história de vida de quem padece dessas condições. A partir disso, empreendeu-se uma investigação com o objetivo geral de identificar e analisar estresse, ansiedade, depressão e alexitimia em pessoas com adoecimento de pele, e compreender como esses aspectos estão relacionados à eclosão e/ou curso/desenvolvimento do adoecimento a partir da percepção e perspectiva dos pacientes. Foram entrevistados 14 usuários de ambos os sexos, com diagnósticos clínicos dermatológicos de psoríase, vitiligo e alopecia areata. A pesquisa teve como campo de investigação o Ambulatório de Dermatologia do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Goiás (HC/UFG). Os instrumentos utilizados na coleta de dados foram: Questionário Sociodemográfico e de Informações Clínicas, Roteiro de Entrevista Semiestruturada, Escalas de Alexitimia (Toronto Alexithymia Scale – TAS; e Observer Alexithymia Scale – OAS) e Depression, Anxiety and Stress Scale (DASS-21). Os dados dos instrumentos Questionário Sociodemográfico e de Informações Clínicas, DASS-21, TAS e OAS foram submetidos à análise estatística descritiva e inferencial, e os dados obtidos a partir da entrevista ao software NVivo e à análise de conteúdo temática de Bardin. Observou-se que as dimensões de estresse, ansiedade e depressão organizaram-se de maneira moderadamente difusa entre as três doenças, com características sobrepostas entre si. Com relação à alexitimia, observou-se uma predominância de pacientes alexitímicos segundo a TAS-26 (79%); e uma menor frequência de acordo com a OAS (50%). A análise estatística indicou uma correlação negativa entre os participantes com vitiligo e o escore TAS-26, sugerindo que a ocorrência do escore de alexitimia é menor se o paciente possui vitiligo. A categorização dos dados das entrevistas evidenciou aspectos relacionados à eclosão da doença (circunstâncias de vida no surgimento da enfermidade, condições de vida na infância/adolescência e vivências de estresse e responsabilidade); aspectos vividos após a manifestação do adoecimento (estigma e preconceito, limitações e impacto da doença); e aspectos relacionados à percepção e expressão dos afetos (percepção sobre a relação entre a doença e aspectos psicológicos e expressão/verbalização dos afetos). Assim, observou-se a existência das variáveis elencadas em todas as fases que envolvem o adoecimento, do período anterior à manifestação da doença até o momento atual, que impactam e atuam sobre a vulnerabilidade e saúde dos participantes. Cumpre ressaltar o papel do estresse nas vivências anteriores à eclosão ou desenvolvimento das enfermidades; e da ansiedade e depressão como fatores de maior expressão após os adoecimentos, compreendendo o impacto das limitações advindas e experiências de preconceito e estigma. Ressalta-se, ainda, dificuldade de verbalização dos afetos, mas também uma identificação dessa dificuldade e a percepção sobre a influência entre o desenvolvimento do adoecimento e os estados emocionais vividos, sendo colocado em discussão o conceito de alexitimia.
Abstract: The skin is an organ of perception, expression and communication, being the first way of contact with the world and having primary importance in the psychic constitution. Several studies have pointed out the relationship between skin and psychological aspects and the potential for this understanding in better disease management. Despite this, there is still little understanding about the construction and constitution of aspects related to the development of a skin disease, especially considering the perspective and life history of those who suffer from these conditions. From this, an investigation was undertaken with the general objective of identifying and analyzing stress, anxiety, depression and alexithymia in people with skin disease, and understanding how these aspects are related to the outbreak and/or course/development of the disease from patients perception and perspective. 14 participants of both sexes were interviewed, with clinical dermatological diagnoses of psoriasis, vitiligo and alopecia areata. The research had as a field of investigation the Dermatology Clinic of the Hospital das Clínicas of Federal University of Goiás (HC/UFG). The instruments used in data collection were: Sociodemographic and Clinical Information Questionnaire, Semi-structured Interview Guide, Alexithymia Scales (Toronto Alexithymia Scale - TAS; and Observer Alexithymia Scale - OAS) and Depression, Anxiety and Stress Scale (DASS-21). The data from the Sociodemographic Questionnaire and Clinical Information instruments, DASS-21, TAS and OAS were submitted to descriptive and inferential statistical analysis, and the reports obtained from the interview with NVivo software and the thematic content analysis. In general, it was observed that the dimensions of stress, anxiety and depression were organized in a moderately diffuse manner among the three diseases, with overlapping characteristics. Regarding alexithymia, there was a predominance of alexithymic patients according to TAS-26 (79%); and a lower frequency according to OAS (50%). In addition, statistical analysis indicated a negative correlation between participants with vitiligo and the TAS- 26 score, suggesting that if the patient has vitiligo, the lower the occurrence of the alexithymia score. The categorization of the interview data showed aspects related to the outbreak of the disease (circumstances of life in the onset of the disease, living conditions in childhood and adolescence and stress and responsibility); aspects experienced after the manifestation of illness (stigma and prejudice, limitations and impact of the disease); and perception and expression of affects (perception of the relationship between the disease and psychological aspects and expression/verbalization of affects). Thus, it was observed the existence of the variables listed in all phases that involve the disease, from the period prior to the manifestation of the disease to the present moment, which impact and act on the vulnerability and health of the participants. It is important to highlight the role of stress in experiences prior to the onset or development of diseases; and anxiety and depression as factors of greater expression after the illnesses, understanding the impact of the limitations arising and experiences of prejudice and stigma. The observation about a difficulty in verbalizing the affects is highlighted, but also an identification of this difficulty and the perception about the influence between the development of the illness and the emotional states experienced, with the concept of alexithymia being discussed.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Programa de Pós-graduação em Psicologia Clínica e Cultura, 2020.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Agência financiadora: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).
Appears in Collections:PCL - Mestrado em Psicologia Clínica e Cultura (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/40283/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.