Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/40083
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2020_PedroErnestoFreitasLima.pdf10,43 MBAdobe PDFView/Open
Title: “Nordestinidade” quando? : identidade estratégica em curadorias de Moacir dos Anjos
Authors: Lima, Pedro Ernesto Freitas
Orientador(es):: Oliveira, Emerson Dionisio Gomes de
Assunto:: Anjos, Moacir dos, 1963- crítica e interpretação
Curadoria - artes
Identidade
Exposições de arte
Issue Date: 19-Feb-2021
Citation: LIMA, Pedro Ernesto Freitas. “Nordestinidade” quando?: identidade estratégica em curadorias de Moacir dos Anjos. 2020. 338 f., il. Tese (Doutorado em Artes Visuais)—Universidade de Brasília, Brasília, 2020.
Abstract: Essa tese se interessa pelo modo como a curadoria interpela trabalhos de arte contemporânea a partir da questão identitária. Partimos de um conjunto de curadorias de Moacir dos Anjos, realizadas entre 1998 e 2007, especialmente em instituições das cidades de Recife e São Paulo, nas quais discute-se a proposição “artista nordestino” a partir da produção de artistas que nasceram e/ou atuam no Nordeste, interessados em linguagens associadas à arte contemporânea. A interpelação identitária de Anjos confronta essas obras com uma série de discursos e narrativas – inicialmente associados ao regionalismo proposto, entre outros, por Gilberto Freyre – que, ao longo do século XX, constituíram o que podemos denominar como “nordestinidade”, modos de agenciamento importantes para a legitimação de obras dessa região. Discutiremos como trabalhos desses artistas respondem, reverberam e rejeitam essa interpelação identitária. Para isso, identificaremos artistas e obras recorrentes e mapearemos suas trajetórias de modo a confrontar a perspectiva curatorial – de Anjos e de outros curadores – com a perspectiva das obras, constituída por suas fortunas críticas e pelas narrativas dos artistas. Ressaltando duas dimensões da curadoria que parte do Nordeste – referentes à produção de sentidos e ao modo estratégico e político de dar a ver obras –, discutiremos como o agenciamento identitário vincula-se à “promiscuidade” relacionada ao modo como agentes da arte se (des)acoplam a narrativas, propriedade comum aos envolvidos nesse processo e importante para a circulação de obras, acompanhada de produção crítica. Colocando a interpelação de Anjos em perspectiva, demonstraremos como seu projeto curatorial se constitui como um vértice, entre vários, de um processo do qual participam outros agentes e exposições responsáveis por desdobrar a “nordestinidade” em outros topoi, linguagens e corpos.
Abstract: This thesis is interested in the way in which curatorship questions contemporary art works based on identity question. We started with a set of Moacir dos Anjos’s curatorships, carried out between 1998 and 2007, especially in Recife and São Paulo institutions, in which the “artista nordestino” (“northeastern artist”) proposition is discussed based on the artists production who were born and / or work in the Brazilian region called Northeast, interested in contemporary art. The Anjos’s identity interpellation confronts these works with discourses and narratives – associated initially with the regionalism proposed, among others, by Gilberto Freyre – which, throughout the 20th century, constituted what we can call “nordestinidade” (“northeasternness”), modes of agency important for the works legitimation produced in that region. We will discuss how the works of these artists respond, reverberate and reject this identity interpellation. For this, we will identify recurring artists and works and map their trajectories in order to confront the curatorial perspective – of Anjos and other curators – with the works’s perspective, constituted by their critical fortunes and by the artists' narratives. Highlighting two curatorship dimensions that leave from the Northeast region – related to the production of meanings and the strategic and political way of showing works – , we will discuss how identity agency is linked to “promiscuity” related to the way art agents are coupled and uncoupled from narratives, a common property to those involved in this process and important for circulation works, accompanied by critical production. Putting the interpellation of Anjos in perspective, we will demonstrate how his curatorial project is constituted as a vertex, among several, of a process in which other agents and exhibitions responsible for unfolding “nordestinidade” in other topoi, languages and bodies.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Artes, Departamento de Artes Visuais, Programa de Pós-Graduação em Artes, 2020.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Agência financiadora: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).
Appears in Collections:IdA - Doutorado em Artes Visuais (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/40083/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.