Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/39824
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2020_JúlioCésarPifferodeSiqueira.pdf2,33 MBAdobe PDFView/Open
Title: O embate com a verdade em Luciano de Samósata e nos apologistas cristãos
Authors: Siqueira, Júlio César Piffero de
metadata.dc.contributor.email: jcesarps2004@gmail.com
Orientador(es):: Rocha, Sandra Lúcia Rodrigues da
Assunto:: Pensamento filosófico
Dogmas
Luciano de Samósata - crítica e interpretação
Retórica
Issue Date: 29-Dec-2020
Citation: SIQUEIRA, Júlio César Piffero de. O embate com a verdade em Luciano de Samósata e nos apologistas cristãos. 2020. 225 f. Tese (Doutorado em Literatura)—Universidade de Brasília, Brasília, 2020.
Abstract: Nesta tese, estuda-se o tratamento que Luciano e os apologistas cristãos do segundo século dão ao que consideram ser a verdade, levando-se em consideração o pensamento sofístico e filosófico e a abordagem historiográfica antiga. O método consiste em trazer Luciano e os apologistas para um mesmo campo de discussão, sob a perspectiva de um movimento literário mais amplo, a Segunda Sofística, com a finalidade de analisar as maneiras que suas obras se iluminam reciprocamente. Nota-se que em Luciano a noção do termo “verdade” basicamente se dá no nível de duas dimensões investigativas: uma filosófica e outra histórica. Não se verifica na produção literária dos apologistas, por sua vez, uma separação análoga àquela observada em Luciano. No campo da investigação histórica, a obra Como se deve escrever a história, de Luciano, parece associar a verdade aos fatos e aos eventos assim como estes se passaram, dispensando a participação da opinião. Para os apologistas, por sua vez, a verdade parece estar associada não aos fatos e aos eventos, mas à interpretação que fazem destes, incorporando a participação do “mito” e do “fabuloso”, ainda que possam não estar totalmente cientes do valor fictício que seus relatos possuem tal como de imediato perceberia Luciano. No âmbito da investigação filosófica, analisa-se como Luciano alicerça o seu entendimento da verdade, não em dogmas manipuláveis pela δόξα em associação à πίστις, mas, sim, na vida de indivíduos e na coerência de suas atitudes, no presente. Os apologistas, por outro lado, alicerçam sua compreensão da verdade na filosofia dogmática e passam a apreendê-la por meio do protagonismo de sua πίστις.
Abstract: In this thesis, we study the treatment that Lucian and Christian apologists of the second century give to what they consider to be the truth, taking into account the sophistic and philosophical thought and the ancient historiographical approach. The method consists of bringing Lucian and the apologists to the same field of discussion, from the perspective of a broader literary movement, the Second Sophistic, in order to analyze the ways that one sheds new light on the other’s work. It is noted that in Lucian the notion of the term “truth” basically occurs at the level of two investigative dimensions: one philosophical and the other historical. In the apologists’ literary production, there is no separation analogous to that observed in Lucian. In the field of historical investigation, Lucian’s work Quomodo historia conscribenda sit seems to associate what is the truth with facts and events as they happened, dispensing with the participation of opinion. For apologists, in turn, the truth seems to be associated not with facts and events, but with their interpretation of them, incorporating the participation of “myth” and “fantastic”, even though they may not be fully aware of the fictitious value that their reports have as Lucian would immediately have perceived. In the scope of philosophical investigation, we analyze how Lucian bases his understanding of what is the truth, not in dogmas manipulable by δόξα in association with πίστις, but in something more noticeable, such as the individual's life and the coherence of his attitudes, in the present. Apologists, on the other hand, base their understanding of truth on dogmatic philosophy and come to apprehend it through the protagonism of their πίστις
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Teoria Literária e Literaturas, 2020.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:TEL - Doutorado em Literatura (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/39824/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.