Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/39725
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2020_AnneKarolyneMendesPereira.pdf3,56 MBAdobe PDFView/Open
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorSouto, Virgínia Tiradentes-
dc.contributor.authorPereira, Anne Karolyne Mendes-
dc.date.accessioned2020-12-16T14:17:28Z-
dc.date.available2020-12-16T14:17:28Z-
dc.date.issued2020-12-16-
dc.date.submitted2020-07-15-
dc.identifier.citationPEREIRA, Anne Karolyne Mendes. D’Stim: framework para o desenvolvimento de produtos únicos para adultos autistas com transtorno de processamento sensorial. 2020. 127 f., il. Dissertação (Mestrado em Design)—Universidade de Brasília, Brasília, 2020.pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.unb.br/handle/10482/39725-
dc.descriptionDissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Artes, Programa de Pós-Graduação em Design, 2020.pt_BR
dc.description.abstractEssa pesquisa faz uma análise da relevância do pensamento em design para a construção de ferramentas que auxiliem no processo de criação de produtos para autistas. Assim, a questão norteadora do estudo é: o que deve ser levado em consideração no processo de desenvolvimento de produtos únicos para adultos autistas com transtorno de processamento sensorial? Para responder a essa pergunta, inicialmente é apresentada uma revisão de literatura sobre autismo, transtornos de processamento sensorial, o pensamento em design, co-design, design especulativo e cultura maker. Em seguida, é realizada uma triangulação de como esses conceitos podem servir para a criação de produtos únicos e, a partir disso, propõe-se um framework com ferramentas que podem ser utilizadas na hora de desenvolver produtos para autistas. Elas são propostas em um processo iterativo, composto por entrevistas, canvas, painel semântico, matriz de viabilidade, jogo especulativo e produção. O framework, denominado D’Stim, tem como objetivo auxiliar designers e autistas a especular, a imaginar e a concretizar produtos únicos para autistas com transtorno de processamento sensorial. Foram realizados testes com 11 participantes adultos com diagnóstico tardio de autismo, que explicaram suas dificuldades e desafios no dia a dia devido a transtorno de processamento sensorial. Com isso, fez-se uma lista com as propostas sugeridas pelos entrevistados e as soluções imaginadas a partir dos dados colhidos, que foram analisadas conforme a necessidade e a viabilidade, e criaram-se ilustrações de como poderiam ser os objetos especulados. Como próximas etapas, propõe-se o teste de jogo especulativo em contexto presencial e a etapa de prototipação. A partir dos resultados, comprovou-se a eficácia do framework e a necessidade de entender o usuário como especialista de sua própria vivência do começo ao fim de qualquer projeto.pt_BR
dc.language.isoPortuguêspt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.titleD’Stim : framework para o desenvolvimento de produtos únicos para adultos autistas com transtorno de processamento sensorialpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.subject.keywordAutismopt_BR
dc.subject.keywordAutistaspt_BR
dc.subject.keywordDesign de produtopt_BR
dc.subject.keywordDesign especulativopt_BR
dc.rights.licenseA concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.pt_BR
dc.description.abstract1This research analyzes the relevance of thinking in design for the construction of tools that assist in the process of creating products for autistic people. Thus, the guiding question of the study is: what should be taken into account in the process of developing unique products for autistic adults with sensory processing disorder? To answer this question, initially a literature review on autism, sensory processing disorders, design thinking, co-design, speculative design and maker culture is presented. Then, a triangulation of how these concepts can be used for the creation of unique products is carried out and, based on that, a framework with tools that can be used when developing products for autistic people is proposed. They are proposed in an iterative process, consisting of interviews, canvas, semantic panel, viability matrix, speculative game and production. The framework, called D’Stim, aims to help designers and autistic people to speculate, imagine and realize unique products for autistic people with sensory processing disorder. Tests were carried out with 11 adult participants with a late diagnosis of autism, who explained their difficulties and challenges on a daily basis due to sensory processing disorder. With this, a list was made with the proposals suggested by the interviewees and the solutions imagined from the collected data, which were analyzed according to the need and viability, and illustrations were created of how the speculated objects could be. As next steps, it is proposed to test the speculative game in person and the prototyping stage. From the results, the effectiveness of the framework and the need to understand the user as an expert of their own experience from the beginning to the end of any project was proven.pt_BR
Appears in Collections:DIN - Mestrado em Design (Dissertações)

Show simple item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/39725/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.