Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/39602
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018_AlessandraGasparSousa.pdf1,33 MBAdobe PDFView/Open
Title: Consumo de alimentos e suplementos em adultos de Brasília relacionado ao estado nutricional e a atividade física
Authors: Sousa, Alessandra Gaspar
Orientador(es):: Costa, Teresa Helena Macedo da
Assunto:: Consumo usual
Inadequação
Suplementos alimentares
Dieta
Adultos
Citation: SOUSA, Alessandra Gaspar. Consumo de alimentos e suplementos em adultos de Brasília relacionado ao estado nutricional e a atividade física. 2018. xv, 124 f., il. Tese (Doutorado em Nutrição Humana)—Universidade de Brasília, Brasília, 2018.
Abstract: Introdução: A avaliação do consumo de alimentos/nutrientes em populações é considerada um passo fundamental na avaliação da saúde. Contudo, existem dificuldades presentes neste tipo de avaliação, pois a alimentação é um fenômeno complexo tornando os dados de consumo alimentar complicados de analisar. O objetivo do estudo foi avaliar o consumo alimentar e de suplementos alimentares na população adulta de Brasília relacionando esses fatores com a prática de atividade física e o estado nutricional. Métodos: Estudo observacional, do tipo transversal baseado em uma amostra por conglomerados de endereços residenciais de Brasília, conduzido de 2016 a 2017. A amostra foi composta por 506 indivíduos com idade média de 40 anos [Desvio padrão (DP) = 15.6]. O consumo alimentar foi avaliado a partir de dois dias não consecutivos de recordatório de 24 horas. O método proposto pela Iowa State University – ISU foi usado para estimar a distribuição da ingestão usual de nutrientes (fonte alimentar e suplementar). Além disso, os nutrientes foram analisados segundo sexo, faixa etária, estado nutricional e prática de atividade física. Os grupos alimentares foram identificados e analisados o consumo usual de acordo com o Guia Alimentar para a População Brasileira 2006. Resultados: O maior consumo de energia e nutrientes foi observado entre indivíduos do sexo masculino, indivíduos com sobrepeso e praticantes de atividade física. A maior prevalência de inadequação de consumo foi encontrada em ambos os sexos para a vitamina D (>90%) e E (>80%), e para o consumo de sódio excessivo (>70%). Foi observado o consumo usual dos grupos de cereais (96%), vegetais (74%), leite e derivados (87%) abaixo das porções diárias; enquanto que os grupos das carnes (97%), leguminosas (93%) e gorduras (99%) apontam um consumo acima das porções do Guia Alimentar. Além disso, o consumo de suplementos alimentares contribuiu significativamente (p≤0.02) para o maior consumo de nutrientes e diminuição da prevalência de inadequação, em todas as faixas etárias, com consumo acima dos níveis toleráveis de ingestão (UL) menor que 5%, exceto para o cálcio nos homens com mais de 50 anos. Conclusão: As escolhas alimentares da maioria dos indivíduos refletem uma alimentação com necessidade de melhoria na qualidade nutricional. Os suplementos alimentares foram benéficos para aumentar a adequação de nutrientes na dieta, mas precisam ser corretamente indicados para evitar consumo excessivo de nutrientes. Orientação nutricional também deve ser conduzida para as escolhas dos grupos alimentares. Assim, é necessário investimentos em estudos na área de avaliação do consumo alimentar com maior precisão e qualidade dos dados para formulação de políticas e ações de saúde.
Abstract: Introduction: The assessment of food/nutrient intake in populations is considered a fundamental step in health assessment. However, there are difficulties present in this type of evaluation, since feeding is a complex phenomenon making dietary intake complicated to analyze. The aim of the study was to assess food and dietary supplements intake in an urban adult population, relating these factors to the practice of physical activity and nutritional status. Methods: This is a cross-sectional observational study based on households’ clusters from the city of Brasília, conducted from 2016 to 2017. The sample consisted of 506 individuals with a mean age of 40 years [Standard deviation (SD) = 15.6]. The dietary intake was evaluated from two nonconsecutive days of 24-hour recalls. The method proposed by the Iowa State University - ISU was used to estimate the distribution of the usual intake of nutrients (food and supplemental source). In addition, the nutrients were analyzed according to sex, age group, nutritional status and physical activity practice. The usual food groups intake were calculated and analyzed following the 2006 Brazilian National Dietary Guidelines (2006-BNDG). Results: The highest intake of energy and nutrients was observed among males, overweight and physically active. The prevalence of inadequate intake was highest for vitamin D (> 90%) and E (> 80%) and for excessive sodium intake (> 70%) in both men and women. The usual intakes of cereals (96%), vegetables (74%), dairy products (87%) were lower than daily serving recommendations; while the groups of meats (97%), pulses (93%) and fats (99%) was above servings according to the 2006-BNDG. In addition, dietary supplement use consistently contributed to increase intakes of nutrients and decreased population prevalence of inadequacy among all age groups with only small (typically < 5%) increases in the population exceeding the Tolerable Upper Intake Level (UL), except for calcium among men over 50 years old. Conclusion: Majority of individuals ́ food choices need quality nutritional improvement. Intake of dietary supplements increased nutrient adequacy but needs to be corrected target to avoid excessive intake. Nutritional education is warranted for selection of dietary food groups. Thus, it is necessary to invest efforts to conduct accurate and high quality dietary assessment studies to improve formulation and health policy actions.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Programa de Pós Graduação em Nutrição Humana, 2018.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Agência financiadora: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal (FAP/DF).
Appears in Collections:NUT - Doutorado em Nutrição Humana (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/39602/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.