Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/3957
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2008_MarianaMachadoSarmento.pdf186,05 kBAdobe PDFView/Open
Title: Construções entre narcisismo e perda na depressão
Authors: Sarmento, Mariana Machado
Orientador(es):: Celes, Luiz Augusto Monnerat
Assunto:: Depressão mental
Narcisismo
Issue Date: 11-Mar-2010
Citation: SARMENTO, Mariana Machado. Construções entre narcisismo e perda na depressão. 2008. 80 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia Clínica e Cultura)-Universidade de Brasília, Brasília, 2008.
Abstract: Este trabalho propõe-se a apresentar construções teóricas em psicanálise a respeito da depressão como expressão de sofrimento psíquico. Para isso, busca-se investigar a dinâmica do psiquismo na depressão e seus efeitos na transferência. Partindo da experiência da clínica psicanalítica, são destacados aspectos que correspondem ao conceito de narcisismo e à perda, elementos que ecoam a situação do deprimido. Qualificando-se a depressão como neurose narcísica, propõe-se uma aproximação da descrição do estado deprimido ao melancólico conforme apresentado na obra freudiana. Considerando o narcisismo como mecanismo central na depressão, relaciona-se a questão da constituição do eu com a noção de vinculação aos objetos no estado deprimido. Concebendo que o investimento no eu como único objeto pulsional indica um funcionamento narcisista, questiona-se acerca da restituição do objeto na fantasia nas neuroses narcísicas. Propõe-se, então, uma problemática entre fantasia, angústia e perda, sugerindo que a fantasia tenha uma função de reorganizar a perda, inscrevendo-se aí uma relação de temporalidade. Em função da organização narcisista e sua relação com a perda de amor, supõe-se que na depressão haja uma recusa à ligação ao outro como dispositivo de defesa. A desconsideração ao outro leva a problematizar a questão transferencial com deprimidos, tendo como núcleo o narcisismo como obstáculo à transferência. Assim, discute-se a constituição do eu nas neuroses narcisistas e suas implicações no processo analítico, apontando-se caminhos para a efetividade do trabalho psicanalítico com pacientes deprimidos, tendo como eixo o amor de transferência. __________________________________________________________________________________________ ABSTRACT
This work intends to present theoretical constructions in psychoanalysis in what respects depression as the expression of psychic suffering. In order for this to be achieved, it investigates the dynamics of the psychism in depression and its effects in transference. Starting from the experience of psychoanalytical clinic, aspects corresponding to the concepts of narcissism and loss are enhanced. These elements echo the situation of the depressed subject. In qualifying depression as a narcissistic neurosis, the present works proposes an approximation of the description of the depressive condition to the melancholic one as presented in Freudian works. Considering narcissism as the central mechanism in depression, the issue of the constitution of self is linked to the notion of connection to objects in the depressive state. Considering that the investment in the self as the only driving object indicates a narcissistic functioning, it raises questions about the restitution of the object in fantasy in the narcissistic neurosis. A problematic relation between fantasy, anguish and loss is then proposed, suggesting that fantasy has as a role the reorganization of the loss, which inscribes in it a temporality relation. Due to the narcissistic organization and its relation to the loss of love, it is supposed that, in depression, there is a denial in connecting to the other as a defense mechanism. The disregard for the other leads to the problematization of the issue of transference in depressed subjects, being narcissism, as an obstacle to transference, the core issue of this matter. Thus, the present work discusses the constitution of self in narcissistic neuroses and its implications in the psychoanalytical process, pointing out paths for an effective psychoanalytical work with depressed patients, which will have as axis the love of transference.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, 2008.
Appears in Collections:PCL - Mestrado em Psicologia Clínica e Cultura (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/3957/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.