Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/39479
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2020_PedroCavalcantedeMiranda.pdf1,02 MBAdobe PDFView/Open
Title: Memória educativa : da constituição à atuação docente
Authors: Miranda, Pedro Cavalcante de
Orientador(es):: Almeida, Inês Maria Marques Zanforlin Pires de
Assunto:: Docentes
Inconsciente (Psicologia)
Psicanálise
Memória educativa
Professores - formação
Issue Date: 29-Sep-2020
Citation: MIRANDA, Pedro Cavalcante de. Memória educativa: da constituição à atuação docente. 2020. 136 f., il. Dissertação (Mestrado em Educação)—Universidade de Brasília, Brasília, 2020.
Abstract: Em trabalhos sobre o processo constitutivo docente, para além da formação acadêmica, é importante reconhecer a trajetória percorrida e as marcas simbólicas inscritas em sua dimensão existencial. A escolha pela docência desvela decisões que, possivelmente, repercutem e estão imbricadas com a constituição de sua subjetividade. Nesse sentido, esta pesquisa apresentou como objetivo geral compreender como a constituição subjetiva do professor se manifesta na atuação docente a partir da escrita da memória educativa, da fala na entrevista e da atuação observada em sala de aula. A fim de propiciar essa compreensão dentro de uma abordagem qualitativa, referenciada no aporte teórico psicanalítico, a escrita da memória educativa ocupou lugar especial entendida como a palavra contida na enunciação mínima do professor, com o poder de construir novas relações com o vivido e uma possível releitura de suas práticas. As leituras de Freud, pautadas no inconsciente humano, desvelam possibilidades de como o sujeito percebe o mundo e de que maneira ele é percebido pelo mundo a partir de marcas simbólicas. Nesse caminho de busca, realizou-se a pesquisa com duas professoras dos anos iniciais do ensino fundamental em uma escola da rede pública de ensino do Distrito Federal. Investigou-se, também, a respeito das expectativas lançadas sobre a figura docente que se deslocam em idealizações e que repercutem na condição subjetiva em seu trabalho na sala de aula. Esse enfoque de investigação se mostrou necessário, pois, a partir da perspectiva psicanalítica, a falta é inerente ao ser humano, o erro integra a sua ação e a incompletude caracteriza uma busca incessante. Na procura de outro olhar e leitura sobre as possíveis idealizações e o mal-estar docente implicados na trajetória desse profissional, foram sistematizados trabalhos acadêmicos com temáticas afins. As elaborações teóricas de Sigmund Freud articularam-se aos estudos de alguns autores da educação que evidenciaram como o inconsciente proporciona compreender as significações da construção psíquica do ser e como isso o coloca à frente de sua constituição histórica. Essa pesquisa permitiu aos sujeitos participantes um possível encontro, a partir da escrita da memória educativa, com aquilo que talvez não tenha feito sentido no passado, mas que, no tempo presente, evidenciou inquietudes de experiências contidas no inconsciente. Desvelou, ainda, que algumas práticas pedagógicas das professoras repercutiram em reproduções de experiências e outras como reinvenção criativa. Isso evidenciou que as imagens mnêmicas desvelaram um possível reencontro com o tempo passado na percepção de preenchimento de uma falta. Nesse caminho, foi possível refletir, como premissa fundamental, que, antes do professor conhecer o seu estudante e caminhar na tentativa de alcançá-lo no processo de aprendizagem, é importante que ele mesmo compreenda sobre sua própria constituição subjetiva na escolha profissional, um dos momentos mais significativos da vida, pois escolhemos não só o que fazer, mas, de forma singular, quem Ser.
Abstract: In works on the constitutive teaching process, in addition to academic training, it is important to recognize the trajectory followed and the symbolic marks inscribed in its existential dimension. The choice of teaching reveals decisions that, possibly, have repercussions and are implicated with the constitution of his subjectivity. In this sense, this research had as a general objective to understand how the subjective constitution of the teacher is manifested in the teaching performance from the writing of the educational memory, the speech in the interview and the performance observed in the classroom. In order to provide this understanding within a qualitative approach, referenced in the psychoanalytical theoretical contribution, the writing of the educational memory occupied a special place understood as the word contained in the teacher's minimum enunciation, with the power to build new relationships with the lived and a possible rereading of their practices. Freud's readings, based on the human unconscious, reveal possibilities of how the subject perceives the world and how he is perceived by the world from symbolic marks. In this search path, research was carried out with two teachers from the early years of elementary school in a public school in the Federal District. It was also investigated about the expectations thrown on the teaching figure who move in idealizations and which reflect on the subjective condition in their work in the classroom. This research focus was shown to be necessary, because from the psychoanalytic perspective, the lack is inherent to the human being, the error integrates its action and the incompleteness characterizes an incessant search. In the search for another look and reading about the possible idealizations and the teacher malaise involved in the trajectory of this professional, academic works with similar themes were systematized. The theoretical elaborations of Sigmund Freud were linked to the studies of some authors of education that showed how the unconscious allows us to understand the meanings of the psychic construction of being and how this puts it ahead of its historical constitution. This research allowed the participating subjects a possible encounter, based on the writing of the educational memory, with what may not have made sense in the past, but which, at the present time, showed concerns about experiences contained in the unconscious. He also revealed that some pedagogical practices of teachers had repercussions on reproductions of experiences and others as a creative reinvention. This showed that the mnemic images revealed a possible reunion with the time spent in the perception of filling a gap. In this way, it was possible to reflect, as a fundamental premise, that before the teacher meets his student and walks in an attempt to reach him in the learning process, that he himself understands about his own subjective constitution in professional choice, one of the most significant moments of your life, because we choose not only what to do, but in a unique way, who to be.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação, 2020.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:FE - Mestrado em Educação (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/39479/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.