Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/39458
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018_LidianeRochadeOliveiraMelo.pdf5,45 MBAdobe PDFView/Open
Title: Formação da agenda governamental para mudança do clima no estado de Mato Grosso
Authors: Melo, Lidiane Rocha de Oliveira
Orientador(es):: Ávila, Mário Lúcio de
Assunto:: Mudanças climáticas
Mudanças climáticas - política governamental
Mato Grosso (MT)
Agenda climática
Issue Date: 24-Sep-2020
Citation: MELO, Lidiane Rocha de Oliveira. Formação da agenda governamental para mudança do clima no estado de Mato Grosso. 2018. 125 f., il. Dissertação (Mestrado Profissional em Gestão Pública)—Universidade de Brasília, Brasília, 2018.
Abstract: O estudo em questão tem por objetivo analisar quais seriam as eventuais motivações, as tendências de articulação e os interesses estabelecidos durante o processo de adoção das iniciativas sobre mudança do clima no estado de Mato Grosso, por meio da abordagem dc modelo de múltiplos fluxos de Kingdon (2003). O estudo foi organizado conforme a técnica conhecida como multipaper, na qual consta um capítulo introdutório, que apresenta a estrutura da dissertação, o problema de pesquisa, os objetivos e a justificativa. Os demais capítulos estão estruturados em formato de artigo que juntos conformam o referencial teórico do estudo e, ao final, consta um capítulo com conclusões e recomendações gerais a partir do cruzamento dos desdobramentos dos capítulos anteriores. A trajetória do estado de Mate Grosso está atrelada às contradições amazônicas, que envolvem desde políticas públicas de incentivos migratórios, políticas de colonização e agrárias, políticas de fomento agropecuário, políticas e programas de investimento para infraestrutura, assim como políticas de comando e controle visando coibir o desflorestamento, bem como programas de integração da floresta, da pecuária e da agricultura, projetos de manejo florestal sustentável, entre outras iniciativas ambientais. De modo geral, a agenda mato-grossense para mudança do clima tem como base as questões ambientais e constitui-se enquanto um processo derivado de inúmeros aspectos, como a capacidade empreendedora de certos atores em influir na agenda pública, que oscilou ao longo do período observado de 2003 a 2014, entre organizações não governamentais socioambientais, representantes do poder público do governo federal e estadual, bem comc atores do setor privado. Aparentemente, tal agenda é fruto da combinação de aspectos como c alinhamento estadual com as políticas e marcos regulatórios nacionais, a necessidade de resposta a um mercado externo consumidor com um perfil mais exigente, a tentativa de se adequar aos padrões de produção internacional para não perder competitividade, bem como o surgimento de organismos financeiros propícios a subsidiar as iniciativas de cunhe sustentável e as atividades socioeconômicas do estado.
Abstract: This study aims at analyzing which would be the potential motivations, interaction trends and interests established during the process to adopt climate change initiatives in the state of Mato Grosso, via Kingdon's Multiple Streams approach (2003). The study was organized by using a technique known as multipaper, in which there is an introduction section presenting the structure of the text, the research problem, objectives and justification. The other sections are organized as an article, and together make up this paper’s theoretical reference, in the end there is a section with conclusions and general recommendations building from crossing over the developments of previous sections. The Mato Grosso’s state background is linked to Amazonian contradictions, ranging from public policies of migratory incentives, colonization and agrarian policies, agricultural promotion policies, investment policies and programs for infrastructure, as well as command and control to curb deforestation, as well as forest, livestock and agriculture integration programs, sustainable forest management projects, among other environmental initiatives. The Mato Grosso’s agenda for climate change is broadly based on environmental issues, and is a process resulting from countless aspects such as the entrepreneurial capacity of certain stakeholders to influence the public agenda, which swayed among social and environmental nongovernmental organizations, representatives of the Federal, State and state government, as well as private sector stakeholders throughout the period from 2003 to 2014. It appears that this agenda is derived from the combination of aspects such as state alignment with national regulatory policies and frameworks, the need to respond to a more demanding consumer external market, the attempt to adapt to international production standards in order not to lose competitiveness, as well as the emergence of financial institutions that are likely to support sustainable initiatives and the socioeconomic activities of the state.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Planaltina, Programa de Pós-Graduação em Gestão Pública, 2018.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:FUP - Mestrado Profissional em Gestão Pública

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/39458/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.