Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/39247
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2019_BrunoLeonardoFischer.pdf10,61 MBAdobe PDFView/Open
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorOliveira, Ricardo Jacó de-
dc.contributor.authorFischer, Bruno Leonardo-
dc.date.accessioned2020-07-09T16:22:01Z-
dc.date.available2020-07-09T16:22:01Z-
dc.date.issued2020-07-09-
dc.date.submitted2019-12-09-
dc.identifier.citationFISCHER, Bruno Leonardo. Comparação do desempenho e qualidade muscular dos extensores de joelhos entre indivíduos com doença de Parkinson e indivíduos neurologicamente estáveis. 2019. 72 f., il. Tese (Doutorado em Educação Física)—Universidade de Brasília, Brasília, 2019.pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.unb.br/handle/10482/39247-
dc.descriptionTese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação Física, Programa de Pós-Graduação em Educação Física, 2019.pt_BR
dc.description.abstractA doença de Parkinson (DP) é uma patologia neurodegenerativa progressiva, idiopática é caracterizada pela perda seletiva de neurônios dopaminérgicos, localizados na substância negra do mesencéfalo, acometendo principalmente idosos. Objetivo: Analisar o desempenho e qualidade muscular dos extensores de joelhos de indivíduos com doença de Parkinson (GP) e compará-los a indivíduos neurologicamente estáveis (GNP). Métodos: Trinta e quatro indivíduos, do sexo masculino, foram avaliados, sendo 17 com DP (63,66 ± 8,06 anos; 169,91 ± 9,30 cm; 77,62 ± 16,13 kg) e 17 sem a DP (61,39 ± 4,36 anos; 173,55 ± 8,12 cm; 82,93 ± 15,53 kg). A força muscular foi avaliada através do pico de torque (PT) isométrico e isocinético em duas velocidades distintas (60 e 240º/s) em ambas as pernas. Também foram avaliados o trabalho total (TT) e índice de fadiga (IF) durante a execução de uma série de 30 repetições máximas na velocidade de 120º/s. Para a qualidade muscular, utilizou-se os parâmetros de Echo intensity (EI), espessura muscular (EM) e Torque Específico (TE), medidas por meio do ultrassom. Foi utilizada a Two-Way Mixed ANOVA 2 X 2 para verificar a interação entre Grupos (GP vs GNP X Forte vs Fraco) e um ANOVA univariada para verificar a significância entre as diferenças encontradas. Resultados: Foi demonstrado uma diferença expressiva (p > 0,05) no pico de torque realizado em maior velocidade (PT240º/s). Não houve interação estatisticamente significativa nas demais variáveis analisadas, tais como pico de torque isométrico, trabalho total, índice de fadiga, espessura muscular, echo intensity e torque específico. Conclusão: Os resultados do presente estudo demonstram que o déficit central parece ser o fator mais importante na manifestação dos sintomas motores observados em indivíduos com doença de Parkinson em estado inicial, uma vez que que não foram identificadas alterações periféricas, tais como diminuição da espessura muscular ou piora na qualidade do tecido. No estágio inicial da doença a maior perda está relacionada à execução da força em alta velocidade, já que apenas na variável PT240º/s se observou diferença entre os grupos Parkinson e não Parkinson.pt_BR
dc.language.isoPortuguêspt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.titleComparação do desempenho e qualidade muscular dos extensores de joelhos entre indivíduos com doença de Parkinson e indivíduos neurologicamente estáveispt_BR
dc.typeTesept_BR
dc.subject.keywordJoelhospt_BR
dc.subject.keywordForça muscularpt_BR
dc.subject.keywordFadigapt_BR
dc.subject.keywordAvaliação isocinéticapt_BR
dc.subject.keywordParkinson, Doença dept_BR
dc.subject.keywordMúsculos - fadigapt_BR
dc.rights.licenseA concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.pt_BR
dc.description.abstract1Parkinson's disease (PD) is a progressive, idiopathic neurodegenerative pathology characterized by selective loss of dopaminergic neurons of substantia nigra in the midbrain, affecting mainly the elderly. Objective: To analyze the performance and muscle quality of knee extensors in individuals with Parkinson's disease (GP) and to compare them with neurologically stable individuals (GNP). Methods: Thirty-four male subjects were evaluated, 17 with PD (63,66 ± 8,06 anos; 169,91 ± 9,30 cm; 77,62 ± 16,13 kg) and 17 without PD (61,39 ± 4,36 anos; 173,55 ± 8,12 cm; 82,93 ± 15,53 kg). Muscle strength was assessed by isometric and isokinetic peak torque (PT) at two different speeds (60 and 240º / s) in both legs. We also evaluated the total work (TT) and fatigue index (IF) while performing a series of 30 maximum repetitions at a speed of 120º / s. For muscle quality, we used the parameters of Echo intensity (EI), muscle thickness (ME) and Specific Torque (TE), measured by ultrasound. Two-Way Mixed ANOVA 2 X 2 was used to verify the interaction between groups (GP vs GNP X Strong vs Weak) and a univariate ANOVA to verify the significance between the differences found. Results: A significant difference (p> 0.05) in the peak torque performed at higher speed (PT240º / s). There was no statistically significant interaction in the other variables analyzed, such as isometric peak torque, total work, fatigue index, muscle thickness, echo intensity and specific torque. Conclusion: The results of the present study demonstrate that central deficit seems to be the most important factor in the manifestation of motor symptoms observed in individuals with early Parkinson's disease, as no peripheral changes such as decreased muscle thickness or poor tissue quality were identified. In the early stage of the disease, the greatest loss is related to the execution of force at high speed, since only in the variable PT240º / s, a difference was observed between the Parkinson and non-Parkinson groups.pt_BR
Appears in Collections:FEF - Doutorado em Educação Física (Teses)

Show simple item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/39247/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.