Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/38981
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2020_GlaucoAndréMachado.pdf3,84 MBAdobe PDFView/Open
Title: Contribuição ao estudo da circulação venosa coronariana na doença de Chagas crônica
Authors: Machado, Glauco André
Orientador(es):: Castro, Cleudson Nery de
Assunto:: Patogenia
Doença de Chagas
Seio coronário
Issue Date: 3-Jul-2020
Citation: MACHADO, Glauco André. Contribuição ao estudo da circulação venosa coronariana na doença de Chagas crônica. 2020. 135 f., il. Tese (Doutorado em Medicina Tropical)—Universidade de Brasília, Brasília, 2019.
Abstract: O seio coronário (SC) é uma estrutura altamente especializada que participa ativamente na circulação venosa coronariana. Como na doença de Chagas crônica (DCC) existem alterações na microcirculação coronariana, decidimos investigar o SC no contexto da DCC. Para tanto, realizamos estudo do menor e maior diâmetro do SC (< Ø SC e > Ø SC), com ecocardiografia transtorácica, com o modo-M, no corte apical 2 câmaras, em 50 participantes sem DCC com eletrocardiograma (ECG) normal (grupo 1) e em 56 participantes com DCC, dos quais 29 com ECG normal (grupo 2) e 27 com ECG alterado (grupo 3). Também foi verificada a associação do < Ø SC e > Ø SC com parâmetros ecocardiográficos e com alterações no ECG compatíveis com acometimento cardíaco na DCC. Como principais resultados, encontramos que os valores médios do > Ø SC foram significativamente maiores nos participantes do grupo 2 em relação aos participantes do grupo 1 (p = 0,022). Os valores médios do septo interventricular foram significativamente menores nos participantes do grupo 2 em relação aos participantes do grupo 1 (p = 0,002). Os participantes do grupo 3 apresentaram correlação entre aumento do > Ø SC e aumento da massa do ventrículo esquerdo (p = 0,026). Também houve correlação entre aumento do > Ø SC e aumento da espessura do septo interventricular nos participantes do grupo 3 que apresentaram bloqueio do ramo direito e anterossuperior esquerdo (p = 0,027). Como conclusão, identificamos neste estudo maior diâmetro no SC em participantes com DCC sem evidências eletrocardiográficas de cardiopatia. Os participantes com DCC e eletrocardiograma alterado, apresentaram associação entre o diâmetro do SC e massa do ventrículo esquerdo. Nos participantes com DCC que apresentavam bloqueios intraventriculares (bloqueio do ramo direito e anterossuperior esquerdo), houve associação entre o diâmetro do SC e espessura do septo interventricular. Estes achados podem contribuir para uma melhor compreensão da patogenia do dano cardíaco na doença de Chagas crônica, devendo, todavia, serem confirmados em estudos subsequentes.
Abstract: The coronary sinus (SC) is a highly qualified structure that actively participates in the coronary venous circulation. As there are changes in coronary microcirculation in chronic Chagas disease (CHD) we decided to investigate CS in the context of CHD. For this purpose, we carried out a study of the smallest and largest diameter of the SC (< Ø SC and > Ø SC), with transthoracic echocardiography, with the M-mode, without 2-chamber apical section, in 50 participants without CCD with a normal electrocardiogram (ECG) (group 1) and 56 participants with CHD, of which 29 with normal ECG (group 2) and 27 with altered ECG (group 3). An association of < Ø SC and > SC with echocardiographic parameters and changes in the ECG was also verified, with cardiac monitoring in the DCC. As main results, we found that the mean values of > Ø SC were significantly higher in group 2 participants compared to group 1 participants (p = 0.022). Mean interventricular septum values were significantly lower in group 2 participants compared to group 1 participants (p = 0.002). Group 3 participants reported a correlation between an increase > Ø SC and an increase in left ventricular mass (p = 0.026). There was also a correlation between an increase > Ø SC and an increase in the thickness of the interventricular septum in group 3 participants who blocked the right and left anterior superior branches (p = 0.027). As a conclusion, this study identified a larger diameter in SC in participants with CHD without cardiopathy electrocardiography. Participants with CHD and altered electrocardiogram, association between the diameter of the SC and the mass of the left ventricle. In participants with CHD who had intraventricular blocks (right branch and left anterior superior block), there was an association between the diameter of the SC and the thickness of the interventricular septum. These findings may contribute to a better understanding of the pathogenesis of cardiac damage in chronic Chagas' disease, however, they should be confirmed in subsequent studies.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, Programa de Pós-Graduação em Medicina Tropical, 2020.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:FMD - Doutorado em Medicina Tropical (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/38981/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.