Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/38978
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2020_MoniquedeAbreuAzevedo.pdf15,62 MBAdobe PDFView/Open
Title: Concentração e competição nos mercados de crédito nacional e internacional : estudos empíricos realizados com base no período de 2000 a 2019
Authors: Azevedo, Monique de Abreu
Orientador(es):: Gartner, Ivan Ricardo
Assunto:: Concentração
Competição
Mercado de crédito
Taxa de juros
Persistência concorrencial
Issue Date: 3-Jul-2020
Citation: AZEVEDO, Monique de Abreu. Concentração e competição nos mercados de crédito nacional e internacional: estudos empíricos realizados com base no período de 2000 a 2019. 2020. 706 f., il. Tese (Doutorado em Administração)—Universidade de Brasília, Brasília, 2020.
Abstract: Esta Tese avalia a concentração e a competição no mercado de crédito nacional e internacional, no estudo 1 e no estudo 2, respectivamente, consubstanciada nas perspectivas teórico-empíricas e em resultados de modelos econométricos aplicados a painéis. A literatura acadêmica não apresenta consenso acerca do nexo entre concentração e concorrência no setor financeiro. A Tese defende que não há suporte para a concepção tradicional de que a concentração necessariamente reduz a competitividade. Resultados do modelo econométrico dinâmico sugerem que a competição bancária no âmbito interno e internacional é explicada pela persistência das condições concorrenciais. A despeito do aumento da concentração na indústria financeira brasileira atuante no crédito, a competitividade média não se alterou entre o I trimestre de 2000 e o III trimestre de 2019. O teste de causalidade de Granger indica que a competição pode ser explicada pela competitividade passada e não pela concentração defasada. Esta pesquisa também evidencia que o desempenho concorrencial das instituições bancárias brasileiras é menor que o das não bancárias e que as organizações de controle privado praticam margens maiores que as governamentais. No mercado bancário de crédito global, a concentração elevou-se em 6 das 7 regiões econômicas mundiais. A competitividade, por sua vez, aumentou em todas as 7 regiões, entre o I trimestre de 2000 e o II trimestre de 2016, com destaque para a América do Norte e a Europa e Ásia Central. A América Latina e Caribe manteve níveis baixos de concorrência, comparativamente as demais regiões, mas superiores aos apresentados pelo Brasil. Assim, o trabalho contribui para a epistemologia da administração bancária, à luz do debate acadêmico que se revela. Ainda, torna-se relevante para apoiar políticas de ordem microeconômica capazes de promover a entrada de novas empresas a custos proporcionais, tornando o mercado brasileiro mais contestável.
Abstract: This Thesis assesses concentration and competition in the Brazilian and international credit market, in study 1 and study 2, respectively, embodied in the theoretical-empirical perspectives and in the results of econometric models applied to panels. The academic literature does not show consensus on the nexus between concentration and competition in the financial sector. The Thesis argues that there is no support for the traditional view that concentration necessarily reduces competitiveness. Results of the dynamic econometric model suggest that domestic and international banking competition is explained by the persistence of competitive conditions. Despite the increased concentration in the Brazilian financial industry active in credit, the average competitiveness did not change between the first quarter of 2000 and the third quarter of 2019. Granger's causality test indicates that competition can be explained by past competitiveness and not because of the lagged concentration. This research shows that the competitive performance of Brazilian banking institutions is lower than that of non-banks. Private control organizations practice higher margins than government organizations. In the global credit banking market, the concentration increased in 6 out of the 7 economic regions worldwide. Competitiveness, in turn, increased in all 7 regions, between the first quarter of 2000 and the second quarter of 2016, with an emphasis on North America and Europe and Central Asia. Latin America and the Caribbean maintained low levels of competition, compared to other regions, but higher than those presented by Brazil. Thus, the work contributes to banking administration epistemology, in the light of the academic debate that unfolds. Still, it becomes relevant to support microeconomic policies capable of promoting the entry of new companies at proportional costs, making the Brazilian market more contestable.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade e Gestão Pública, Programa de Pós-Graduação em Administração, 2020.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:PPGA - Doutorado em Administração (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/38978/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.