Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/38943
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2020_MarcosCoelhoSantiago.pdf13,86 MBAdobe PDFView/Open
Title: Avaliação de Propriedades Biológicas de Cimentos Biocerâmicos em Cultura de Células Osteoblástica Humanas e um Relatório de sua Aplicação Clínica em Perfuração Radicular
Authors: Santiago, Marcos Coelho
Orientador(es):: Salles, Loise Pedrosa
Assunto:: Tratamento do Canal Radicular
Cimento de Silicato
Cimentos Dentários
Obturação do Canal Radicular
Issue Date: 3-Jul-2020
Citation: SANTIAGO, Marcos Coelho. Avaliação de Propriedades Biológicas de Cimentos Biocerâmicos em Cultura de Células Osteoblástica Humanas e um Relatório de sua Aplicação Clínica em Perfuração Radicular. 2020. 84 f., il. Dissertação (Mestrado em Odontologia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2020.
Abstract: Atualmente o agregado de trióxido mineral (MTA) ainda é considerado o material de escolha para o tratamento reparador de perfuração radicular e cirurgias apicais. Ao longo dos anos esse material vem sendo aperfeiçoado, o que culminou na consolidação dos cimentos biocerâmicos para esse tipo de tratamento. Seu potencial bioativo e resistência a humidade também o credenciam como cimento obturador do sistema de canais radiculares. O objetivo desse estudo foi avaliar as propriedades biológicas dos cimentos biocerâmicos em cultura de células osteoblásticas humanas e relatar um caso clínico de tratamento de perfuração radicular com cimento obturador biocerâmico. O estudo foi dividido em 5 capítulos: No capítulo 1, foi apresentada uma introdução sobre a complexidade do tratamento endodôntico e a necessidade do desenvolvimento de materiais biocompatíveis tanto para obturação de canais radiculares quanto para tratamentos mais complexos como perfurações radiculares, lesões apicais persistentes, tratamentos regenerativos, ápices incompletos dentre outras. Uma revisão da literatura também foi realizada com pesquisas atuais que contribuíram para a execução deste trabalho. No capítulo 2, foi apresentado um estudo sobre a biocompatibilidade e bioatividade de cimentos biocerâmicos em cultura de células do tipo osteoblastos humanos (Saos-2). O objetivo deste trabalho foi avaliar a biocompatibilidade e a bioatividade de dois novos cimentos biocerâmicos reparadores, Bio-C® Repair e PBS HP®, que foram recentemente disponibilizados com a promessa de apresentarem propriedades biológicas superiores aos cimentos convencionais. Foram realizados experimentos para avaliação da viabilidade celular (MTT), proliferação celular (ensaio de Wound Healing) e bioatividade por PCR em tempo real (qPCR) dos genes marcadores de osteogênse (BGLAP, ALPL e BSP). A atividade enzimática (ALP) também foi aferida. O capítulo 3 é o relato retrospectivo de um caso clínico de tratamento de perfuração radicular no terço apical de um molar inferior com o cimento biocerâmico EndoSequence BC Sealer. O paciente foi inicialmente encaminhado para tratamento cirúrgico. Entretanto, diante dos estudos demonstrando excelentes propriedades biológicas dos cimentos biocerâmicos, optou-se por um tratamento conservador com o Endosequence BC sealer. Este relato de caso teve proservação por 3 anos. Condições clínicas como perfurações radiculares apresentam prognóstico desfavorável por afetar significativamente o periodonto e ser de difícil reparo sem uma intervenção cirúrgica. Os cimentos obturadores biocerâmicos surgiram como uma alternativa conservadora para tratamentos de perfuração desde que seja possível a descontaminação e selamento da área afetada. Nos capítulos 4 e 5 foram apresentadas as considerações finais sobre os cimentos biocerâmicos e um press release respectivamente.
Abstract: Currently, the mineral trioxide aggregate (MTA) is still considered the material of choice for the repair of root perforation and apical surgeries. Over the years, this material has been improved, which culminated in the consolidation of bioceramic cements for this type of treatment. Its bioactive potential and resistance to moisture also qualify it as a filling cement for the root canal system. The objective of this study was to evaluate the biological properties of bioceramic cements in human osteoblastic cell culture and to report a clinical case of root perforation treatment with bioceramic sealer. The study was divided into 5 chapters: In chapter 1, an introduction was presented on the complexity of endodontic treatment and the need for the development of biocompatible materials for both root canal filling and for more complex treatments such as root perforations, persistent apical lesions, treatments regenerative, incomplete apexes among others. A literature review was also carried out with current research that contributed to the execution of this work. In chapter 2, a study was presented on the biocompatibility and bioactivity of bioceramic cements in human osteoblast cell culture (Saos-2). The objective of this work was to evaluate the biocompatibility and bioactivity of two new bioceramic repair cements, Bio-C® Repair and PBS HP®, which were recently made available with the promise of presenting superior biological properties than conventional cements. Experiments were carried out to evaluate cell viability (MTT), cell proliferation (Wound Healing assay) and bioactivity by real-time PCR (qPCR) of osteogenesis marker genes (BGLAP, ALPL and BSP). Enzymatic activity (ALP) was also measured. Chapter 3 is a retrospective report of a clinical case of treatment of root perforation in the apical third of a mandibular molar with the bioceramic EndoSequence BC Sealer. The patient was initially referred for surgical treatment. However, in view of studies showing excellent biological properties of bioceramic cements, a conservative treatment with Endosequence BC sealer was chosen. This case report was follow-up for 3 years. Clinical conditions such as root perforations have an unfavorable prognosis because it significantly affects the periodontium and is difficult to repair without surgical intervention. Bioceramic filling cements have emerged as a conservative alternative for drilling treatments as long as decontamination and sealing of the affected area is possible. Chapters 4 and 5 presented the final considerations on bioceramic cements and a press release respectively.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Departamento de Odontologia, Programa de Pós-Graduação em em Odontologia, 2020.
Appears in Collections:ODT - Mestrado em Odontologia (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/38943/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.