Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/38723
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2020_JohnFredyRicardoMarroquin.pdf4,07 MBAdobe PDFView/Open
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorSilva, Sebastião William da-
dc.contributor.authorMarroquin, John Fredy Ricardo-
dc.date.accessioned2020-07-02T09:57:01Z-
dc.date.available2020-07-02T09:57:01Z-
dc.date.issued2020-07-02-
dc.date.submitted2020-03-02-
dc.identifier.citationMARROQUIN, John Fredy Ricardo. O uso da espectroscopia óptica na diferenciação e caracterização de microalgas. 2020. 102 f., il. Dissertação (Mestrado em Física)—Universidade de Brasília, Brasília, 2020.pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.unb.br/handle/10482/38723-
dc.descriptionDissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Física, Programa de Pós-Graduação em Física, 2020.pt_BR
dc.description.abstractNesse trabalho as espectroscopias Raman ressonante e FTIR foram usadas com sucesso na diferenciação e caracterização bioquímica de três espécies diferentes de microalgas: Chlamydomonas sp. (CA), Chlorella sorokiniana (CO) e Nannochloropsis oceanica (NN). As características dos espectros Raman e de FTIR, juntamente com a análise por compontes principais, permitiram diferenciar as três espécies de microalgas com precisão superior a 96%. Além do mais, os dados espectroscópicos permitiram estimar os teores relativos de carotenoides, lipídios e carboidratos nas diferentes espécies de microalgas. A precisão dessas estimativas foi validada por técnicas convencionais. A espectroscopia Raman determinou que o teor de carotenoides com relação ao teor de clorofilas a e b é 53 % maior na microalga NN, quando comparada com a microalga CO e 37 % superior com a observada na microalga CA. Por sua vez, a espectroscopia de FTIR mostrou que a espécie NN apresentou o maior teor lipídico relativo, seguido pela espécie CO. O menor teor lipídico foi observado para a espécie CA. Um comportamento semelhante foi observado para os teores relativos de carboidratos.pt_BR
dc.language.isoPortuguêspt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.titleO uso da espectroscopia óptica na diferenciação e caracterização de microalgaspt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.subject.keywordLipídiospt_BR
dc.subject.keywordEspectroscopia de Ramanpt_BR
dc.subject.keywordEspectroscopiapt_BR
dc.rights.licenseA concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.pt_BR
dc.description.abstract1In this work, resonant Raman and FTIR spectroscopies were used successfully to differentiating and biochemical characterization of three different microalgae species: Chlamydomonas sp. (CA), Chlorella sorokiniana (CO) and Nannochloropsis oceanica (NN). The characteristics of the Raman and FTIR spectra, together with the Principal Component Analysis, allowed differentiating the three microalgae species with an accuracy greater than 96%. Furthermore, the spectroscopic data allowed to estimate the relative levels of carotenoids, lipids and carbohydrates in the different microalgae species. The accuracy of these estimates has been validated by conventional techniques. Raman spectroscopy determined that the content of carotenoids in relation to the content of chlorophylls a and b is 53% higher in microalgae NN, when compared with microalgae CO and 37% higher than that observed in microalgae CA. On the other hand, FTIR spectroscopy showed that the NN species had the highest relative lipid content, followed by the CO species. The lowest lipid content was observed for the CA species. A similar behavior was observed for the relative levels of carbohydrates.pt_BR
Appears in Collections:IF - Mestrado em Física (Dissertações)

Show simple item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/38723/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.