Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/38285
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2019_BrunoFonteneleCabral.pdf871,6 kBAdobe PDFView/Open
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorSilva, Suylan de Almeida Midlej e-
dc.contributor.authorCabral, Bruno Fontenele-
dc.date.accessioned2020-06-26T16:38:00Z-
dc.date.available2020-06-26T16:38:00Z-
dc.date.submitted2019-12-12-
dc.identifier.citationCABRAL, Bruno Fontenele . Influência dos burocratas de nível de rua na implementação da política pública de cotas raciais na polícia federal. 2019. 134 f., il. Dissertação (Mestrado Profissional em Administração)— Universidade de Brasília, Brasília, 2019.pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.unb.br/handle/10482/38285-
dc.descriptionDissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Gestão de Políticas Públicas, Programa de Pós-Graduação em Administração, Mestrado Profissional em Administração Pública, 2019.pt_BR
dc.description.abstractO objetivo geral do presente trabalho é averiguar de que forma os burocratas de nível de rua têm influenciado na implementação da política de cotas raciais nos concursos da Polícia Federal. Os temas debatidos no referencial teórico foram o racismo e a ideia de raça, o mito da democracia racial, a ideia de Justiça e as ações afirmativas e políticas de cotas raciais. Foram realizadas pesquisa documental e vinte e duas entrevistas individuais semiestruturadas. Dois grupos de entrevistados foram o foco dessas entrevistas: o primeiro grupo foi formado por professores que lecionaram na Academia Nacional de Polícia durante a 2a Etapa do Concurso Público da Polícia Federal. Já o segundo grupo foi formado por gestores responsáveis pela implementação da Política Nacional de Cotas Raciais nos concursos públicos da Polícia Federal. Os resultados da pesquisa apontam para a baixa influência dos professores na implementação da política de cotas raciais nos concursos da Polícia Federal. Infere-se, portanto, que a atuação dos professores parece ser limitada à atividade acadêmica e que esses burocratas, dada a rigidez das regras e da necessidade de cumprimento da Lei no 12.990/14, têm baixa discricionariedade. Por fim, foi feita uma proposta de intervenção no sentido de se ampliar a política de cotas raciais para a escolha de cargos de chefia na Polícia Federal do Brasil.pt_BR
dc.language.isoPortuguêspt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.titleInfluência dos burocratas de nível de rua na implementação da política pública de cotas raciais na polícia federal.pt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.subject.keywordCotas raciaispt_BR
dc.subject.keywordPopulação negrapt_BR
dc.subject.keywordBurocracia de nível de ruapt_BR
dc.subject.keywordConcursos públicospt_BR
dc.rights.licenseA concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições:Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.pt_BR
dc.description.abstract1This paper aims to investigate how street-level bureaucrats have influenced the implementation of affirmative action policy in Brazilian Federal Police hiring processes. The themes discussed in the theoretical framework were racism and the idea of race, the myth of racial democracy, the idea of justice and the affirmative action policy. Twenty-two semi-structured interviews were carried out. Two groups of interviewees were selected: teachers of the Brazilian National Police Academy and managers responsible for the implementation of the affirmative action policy in the Brazilian Federal Police. This paper contributes to the discussion about the influence of teachers (street-level bureaucrats) in the implementation of racial quota policies. The preliminary results show the low influence of the teachers in the implementation of the policy of racial quotas in the public hiring process of the Federal Police. The performance of teachers seems to be limited to academic activity and these bureaucrats, given the rigidity of the rules and the need to comply with Law No. 12,990/14, have little discretion. An intervention proposal was also made to increase the presence of black people on leadership positions in the Brazilian Federal Police.pt_BR
Appears in Collections:MPA - Mestrado Profissional em Administração Pública (Dissertações)

Show simple item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/38285/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.