Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/38139
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2019_MarcoTúlioRodriguesFurtado.pdf3,34 MBAdobe PDFView/Open
Title: Biologia da polinização de palicourea aubl. e psychotria l. (rubiaceae) : variações e funcionalidade da hercogamia recíproca e dos polinizadores
Authors: Furtado, Marco Túlio Rodrigues
Orientador(es):: Consolaro, Hélder Nagai
Assunto:: Polimorfismo floral
Heterostilia
Distilia
Reciprocidade
Inacurácia
Corola
Fluxo de pólen
Eficácia
Polinização
Beija-flores
Abelhas
Issue Date: 25-Jun-2020
Citation: FURTADO, Marco Túlio Rodrigues. Biologia da polinização de palicourea aubl. e psychotria l. (rubiaceae): variações e funcionalidade da hercogamia recíproca e dos polinizadores. 2019. 102 f., il. Tese (Doutorado em Botânica) — Instituto de Ciências Biológicas, Universidade de Brasília, Brasília, 2019.
Abstract: A evolução da distilia é relatada como uma estratégia para melhorar a transferência de pólen cruzado e assim reduzir a perda de gametas. Esse sistema possuiu um ajuste morfológico das estruturas florais, de modo que ela apresenta dois morfos em uma mesma população, com uma posição recíproca das anteras e estigmas entre esses morfos. Nesse polimorfismo floral a presença de polinizadores eficazes é primordial, pois esses agentes são considerados os principais responsáveis pela a evolução e funcionalidade da hercogamia recíproca. Varias espécies distílicas, como as dos gêneros Psychotria e Palicourea mostram que a reciprocidade perfeita é na maioria das vezes ausente, sendo tal fenômeno atribuído a diferentes fatores. O objetivo geral dessa tese foi analisar quais fatores ecológicos/morfológicos estão envolvidos nessas variações da hercogamia recíproca, investigar sua relação com o fluxo de pólen legítimo entre os morfos e testar o papel de diferentes polinizadores no serviço de polinização em populações de Psychotria e Palicourea. A tese esta organizada em três capítulos com os seguintes objetivos específicos: 1) investigar quais componentes contribuem mais para o cálculo da inacurácia (reciprocidade) e testar quais possíveis fatores explicam as variações da reciprocidade; 2) analisar se a hercogamia recíproca, lobo do estigma e os polinizadores afetam o fluxo de pólen legítimo; 3) comparar a eficácia de dois grupos de polinizadores (beija-flores e abelhas) na deposição, no transporte de pólen e no sucesso reprodutivo. A reciprocidade não foi diferente entre os gêneros, contudo esse fator variou entre os órgãos sexuais de cada morfo, no qual os órgãos baixos (estigma brevistila e antera longistila) foram os mais recíprocos. O viés maladaptativo (desvio do ótimo), foi o principal componente que contribuiu para o cálculo da inacurácia, sobretudo nos órgãos baixos. Além disso, o aumento do coeficiente de variação da corola afetou negativamente a hercogamia recíproca. Essas variações da reciprocidade e o comprimento do lobo do estigma tiveram efeito no fluxo de pólen legítimo, e a presença de mais grupos de polinizadores não assegurou um fluxo de pólen simétrico entre os morfos. Os dois níveis de anteras depositaram os grãos de pólen em partes diferentes no corpo dos dois grupos de polinizadores, contudo os beija-flores foram mais eficazes em transferir pólen para os estigmas do que as abelhas, especialmente no morfo brevistilo. Por outro lado, essa diferença não foi encontrada na produção de frutos, demonstrando que ambos os polinizadores são eficazes no serviço de polinização.
Abstract: The evolution of distyly is reported as a strategy to improve cross-pollen transfer and thus reduce gametes loss. This system has a morphological adjustment of the floral structures, so that it presents two morphs in the same population, with a reciprocal position of anthers and stigmas between these morphs. In this floral polymorphism, the presence of effective pollinators is primordial since these agents are considered the main responsible for the evolution and functionality of reciprocal hercogamy. Several distylous species, such as Psychotria and Palicourea, show that the perfect reciprocity is mostly absent, being this phenomenon attributed to different factors. The general objective of this thesis was to analyze which ecological/morphological factors are involved in these variations of reciprocal herkogamy, investigate their relationship with the of legitimate pollen flow between the morphs, and test the role of different pollinators in the pollination service in populations of Psychotria and Palicourea. The thesis is organized into three chapters with the following specific objectives: 1) to investigate which components contribute most to the calculation of inaccuracy (reciprocity) and to test which possible factors explain the variations in reciprocity; 2) to analyze whether reciprocal herkogamy, stigmatic lobe, and pollinators affect the flow of legitimate pollen; 3) to compare the effectiveness of two groups of pollinators (hummingbirds and bees) in deposition, pollen transport, and reproductive success. Reciprocity was not different between genders, but this factor varied between the sexual organs of each morph, in which the lower organs (S-stigmas and L-anthers) were the most reciprocal. The maladaptive bias (deviation from the optimal) was the main component that contributed to the calculation of inaccuracy, especially in the lower organs. Also, the rise in the corolla coefficient of variation negatively affected reciprocal herkogamy. These variations in reciprocity and the length of the stigmatic lobe affected the legitimate pollen flow, and the presence of more pollinator groups did not ensure a symmetrical flow of pollen between the morphs. The two levels of anthers deposited pollen grains in different parts in the body of the two groups of pollinators, however hummingbirds were more effective in transferring pollen to the stigmata than bees, especially in the S-morph. On the other hand, this difference was not found in fruit production, demonstrating that both pollinators are effective in pollination service.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Botânica, Programa de Pós-Graduação em Botânica, 2019.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:BOT - Doutorado em Botânica (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/38139/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.