Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/38126
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2020_CíntiaLiaraEngel.pdf2,57 MBAdobe PDFView/Open
Title: Partilha e cuidado das demências : entre interações medicamentosas e rotinas
Authors: Engel, Cíntia Liara
Orientador(es):: Fleischer, Soraya Resende
Coorientador(es):: Leibing, Annette
Assunto:: Demências
Doença de Alzheimer
Cuidado
Complexidade medicamentosa
Interação medicamentosa
Issue Date: 24-Jun-2020
Citation: ENGEL, Cíntia Liara. Partilha e cuidado das demências: entre interações medicamentosas e rotinas. 2020. 442 f., il. Tese (Doutorado em Antropologia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2020.
Abstract: O termo demências é utilizado para se referir a condições que afetam a memória, relações sociais e percepção, elas são comumente associadas ao envelhecimento. A Doença de Alzheimer é tida como a principal doença que causa demências. Ao longo dos últimos cinquenta anos, tal doença tem conectado uma série de atores e tecnologias de cuidado de modos diversos e, por vezes, contraditórios. Essa tese trata das formas de nomear e de cuidar das demências, especialmente da Doença de Alzheimer, em diálogo com instituições biomédicas e suas tecnologias. A narrativa é levada, em um primeiro momento, a partir de um centro de medicina público e multidisciplinar, especializado em geriatria e gerontologia, que atua no Distrito Federal e Entorno (DFE). Pelas suas práticas de diagnóstico, cuidado e atenção aos medicamentos e às relações amplas com a doença, desenvolve-se um debate acerca das divergências históricas no diagnóstico e cuidado das demências. Investiga-se, ainda, a quantidade e complexidade medicamentosa no cuidado das demências no contexto pesquisado, traduzida pelo termo interações medicamentosas. Em um segundo momento, a narrativa se desloca a partir de três casas localizadas em diferentes regiões do DFE, as quais se relacionam com o centro pesquisado e com outras instâncias e instituições da saúde públicas e privadas. Junto das lidas diárias e circulações em busca de cuidado das demências, são discutidas as variedades de categorização de sintomas dependendo das instituições e profissionais de saúde consultados, as dificuldades cotidianas para se fazer uma rotina, as vinculações do cuidado de uma doença e do uso de medicamentos com a cidade e os lugares; além dos muitos desafios que ameaçam fragmentar o cotidiano. Por fim, essas duas posições em campo são comparadas e debate-se como o cuidado das demências pode ser compreendido a partir do termo partilha, tanto no sentido do compartilhamento de sentidos, afetos e cotidianos, como na divisão – muitas vezes desigual – de sensibilidades, recursos e afetos políticos.
Abstract: The term dementia is used to refer to conditions that affect memory, social relationships and perception; and are commonly associated with aging. Alzheimer's disease is considered to be the main disease that causes dementia. Over the past fifty years, this disease has connected several actors and technologies of care in different and sometimes contradictory ways. This thesis deals with ways of naming and caring for dementia, especially Alzheimer's Disease, in dialogue with biomedical institutions and their technologies. The narrative is taken, at first, from a public and multidisciplinary medical center, specializing in geriatrics and gerontology, which operates in the Federal District of Brazil and its surroundings. A debate about the historical divergences concerning the diagnosis of dementia is developed due to this center's practices of diagnostic, care and attention to medications and the broad relationships with the disease. It is also investigated the quantity and complexity of drugs in the care of dementia in the context researched, translated by the term drug interactions. In a second moment, the narrative moves from three houses located in different regions of the metropolis, which are related to the researched center and other public and private health institutions. Along with daily care and circulations in search for medical care for dementias, are discussed: the varieties of symptom categorization depending on the institutions and health professionals consulted; the daily difficulties to perform a routine; the links between care, disease, drugs, and places; the challenges that threaten to fragment daily life. Finally, these two positions in the field are compared and it is debated how the care of dementias can be reflected upon using the term sharing, both in the sense of sharing meanings, affections and daily lives, as well as in the sense of division – often unequal – of sensibilities, resources, and political affections.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Sociais, Departamento de Antropologia, Programa de Pós-graduação em Antropologia Social, 2020.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:DAN - Doutorado em Antropologia (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/38126/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.