Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/37850
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PREPRINT_EvolucaoCasosConfirmados.pdf288,18 kBAdobe PDFView/Open
Title: Evolução de casos confirmados de COVID-19 em cinco países com transmissão comunitária da doença
Authors: Albuquerque, Nila
Pedrosa, Nathália
metadata.dc.identifier.orcid: https://orcid.org/0000-0002-9060-2296
Assunto:: Covid-19
Coronavírus
SARS-CoV-2
Saúde pública
Epidemias
Issue Date: 9-Apr-2020
Citation: ALBUQUERQUE, Nila; PEDROSA, Nathália. Evolução de casos confirmados de COVID-19 em cinco países com transmissão comunitária da doença. DOI: https://doi.org/10.1590/SciELOPreprints.21. SciELO Preprints, 2020. DOI: https://doi.org/10.1590/SciELOPreprints.21. Disponível em: https://preprints.scielo.org/index.php/scielo/preprint/view/21. Acesso em: 22 maio 2020.
Abstract: Diante da pandemia atual causada pela COVID-19, o estudo objetiva comparar a evolução de casos confirmados de COVID-19 em cinco países com transmissão comunitária da doença. Trata-se de estudo de séries temporais que incluiu casos confirmados de COVID-19 nos países: Brasil, China, Espanha, Estados Unidos e Itália. O período de análise compreendeu a data da confirmação do centésimo caso no país até o 42º dia de disseminação da doença, ou intervalo menor nos territórios que ainda não haviam alcançado esse estágio. Os dados foram segregados em períodos de sete dias e então foram calculados coeficientes de detecção por país por semana, além de média e a diferença de média entre os locus. No período estudado, foram registrados 9.114 casos confirmados no Brasil até o 21º dia, 79.251 na China até o 42º dia, 131.646 na Espanha até o 35º dia, 186.979 nos Estados Unidos até o 28º dia e 124.632 na Itália até o 42º dia. A evolução do número de casos confirmados mostra aumento da discrepância entre os países nas semanas posteriores ao marco inicial, tendo os Estados Unidos como maior número de casos. A Espanha possui os maiores coeficientes de detecção de casos e a China estabilizou seu coeficiente abaixo de 5 casos/100.000 hab. após o 29º dia. Também houve mudança no padrão da média de casos confirmados ao longo do período, com diferença de média estatisticamente significante entre os países na terceira semana de análise. A pandemia do COVID-19 avança de forma diferente no países estudados.
Licença:: Copyright (c) 2020 NILA ALBUQUERQUE, Nathála Pedrosa - (CC BY) - Este trabalho está licensiado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License. Fonte: https://preprints.scielo.org/index.php/scielo/preprint/view/21. Acesso em: 22 maio 2020.
DOI: https://doi.org/10.1590/SciELOPreprints.21
Appears in Collections:FMD - Artigos publicados em periódicos e preprints
UnB - Covid-19

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/37850/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.