Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/37826
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2005_AndreRosalvoTerraNascimento.pdf
???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.accessRestricted???
4,04 MBAdobe PDF ???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.restrito???
Title: Variações espaciais e sazonais de radiação solar em fragmentos de floresta estacional decidual em afloramento calcáreo e sua relação com a distribuição de espécies arbóreas
Other Titles: Seasonal and spatial variations of solar radiation in seasonally deciduous forest fragments in limestone outcrops and its relation on tree species distribution
Authors: Nascimento, André Rosalvo Terra
Orientador(es):: Felfili, Jeanine Maria
Assunto:: Sazonalidade
Florestas estacionais deciduais
Fenologia vegetal
Issue Date: 20-May-2020
Citation: NASCIMENTO, André Rosalvo Terra. Variações espaciais e sazonais de radiação solar em fragmentos de floresta estacional decidual em afloramento calcáreo e sua relação com a distribuição de espécies arbóreas. 2005. xix, 143 f., il. Tese (Doutorado em Ecologia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2005.
Abstract: As florestas estacionais deciduais na região do Vale do Paranã podem ocorrer em relevo plano e nos afloramentos de calcáreo. Estas formações florestais estão inseridas no bioma cerrado e estão relacionadas com os biomas secos como a Caatinga arbórea do Nordeste e a vegetação do Pantanal e do Chaco. Este estudo foi desenvolvido em três fragmentos de Floresta Estacional Decidual em afloramento de calcáreo sob terreno acidentado, situados na região nordeste do Estado de Goiás, Brasil. Cada um dos três fragmentos florestais foi dividido em faixas de 20 m de largura perpendiculares ao gradiente longitudinal. Em seguida, essas faixas foram subdivididas em parcelas quadradas de 20 x 20 m (400 m2) e procedeu-se ao sorteio das faixas e de 25 parcelas nas faixas, de modo que, a amostra totalizou um hectare em cada comunidade. Em cada unidade amostral de 400 m2 foram mensuradas a circunferência a altura do peito (CAP) e a altura total de todas as árvores com DAP ≥ 5 centímetros (CAP ≥ 15,78 cm). Utilizando o método das fotografias hemisféricas foi analisada a variação espacial e sazonal das estimativas de abertura do dossel, índice de área foliar e dos parâmetros da qualidade de luz para cada comunidade vegetal. Em cada comunidade, foram estimadas as áreas basais por hectare usando o relascópio de Bitterlich, a declividade do terreno e a cobertura do solo, em parcelas de 1m2 inclusas nas parcelas de 400 m2. As comunidades apresentaram padrões de diversidade dentro dos valores encontrados para florestas estacionais deciduais neotropicais, com uma riqueza de espécies variando de 39 espécies por hectare (H’= 2,83) com DAP ≥ 5 cm até 55 espécies (H’= 3,2) e valores de densidade por hectare variando de 633,0 (±68,1) a 956 (±85,2). A distribuição em diâmetro nas comunidades seguiu o padrão J-reverso, com a maior concentração dos indivíduos nas menores classes de diâmetro. Dentre as três funções testadas para ajustar a distribuição em diâmetro dos indivíduos (Exponencial, Gamma e Weibull) nas três comunidades, a função Exponencial [f (x) = λ*e -λx ] apresentou o melhor ajuste, com o maior coeficiente de determinação (r2 = 0,97 a 0,98), menor erro padrão estimado (Syx= 1,15 a 1,38) e uma distribuição mais uniforme dos resíduos. Os valores de abertura do dossel variaram de 31,8% (±1,44) a 43,6% (±2,62) e de IAF variaram de 0,9 m2 /m2 (±0,07) a 1,24 m2 /m2 (±0,05) nas duas estações chuvosas e nos três fragmentos. Durante a estação seca, as estimativas variaram de 54% (±3,67) a 64,6% (±4,64) para abertura e de 0,46 m2 /m2 (±0,08) a 0,64 m2 /m2 (±0,07) para o IAF. Os valores extremos registrados para o IAF durante a estação seca de 0,13 m2 /m2 e 0,18 m2 /m2 estão entre as estimativas mais baixas xvii registradas para formações florestais sazonais neotropicais. A Análise Canônica (CCA) sugere que a declividade e a rochosidade, dentre os fatores abióticos, e a abertura (%), IAF (m2 /m2) e área basal (m2 . ha-1), dentre os parâmetros do dossel, foram os fatores mais fortemente correlacionados com a distribuição das espécies arbóreas nos fragmentos. A relação existente entre as variáveis ambientais e a distribuição das espécies arbóreas explicou a maior parte da variação dos dados (>50% em todas as interações) nos dois primeiros eixos da ordenação. Espécies típicas de afloramento e que se desenvolvem em ambientes mais abertos como Acacia paniculata e Cavanillesia arborea foram fortemente correlacionadas com a abertura do dossel e com a área basal. As espécies Myracrodruon urundeuva, Commiphora leptophloeos e Sterculia striata foram fortemente correlacionadas com a rochosidade e a declividade.
Abstract: The seasonally deciduous forests in the Paranã valley region may occur on flat plains and on limestone outcrops. These forest formations occur within the cerrado biome and are related to the drier biomes of the Caatinga (northeast), Pantanal and the Chaco. This study was undertaken in three seasonally deciduous forest fragments on limestone outcrops on sloping lands, situated in the northeast region of the state of Goiás, Brazil. Each of the three forest fragments was divided into perpendicular transects of 20 m wide along a longitudinal gradient. After that, these transects were subdivided in 20 square plots of 20 x 20 m (400 m2 ) and 25 plots were randomly sampled from the transects, in total one hectare in each community. In each sample unit of 400 m2 the girth at breast height (GBH) and the total height of all the trees with DBH ≥ 5 centimeters (GBH ≥ 15.78 cm) was measured. Estimates of the spatial and seasonal variation of canopy openness, leaf area index and parameters of light quality for each vegetal community were analyzed by the method of hemispherical photographs. In each community basal area/hectare was estimated by the Bitterlich relascope, as well as slope and soil cover in samples of 1m2 within the plots of 400 m2 . In the communities patterns of diversity were within the values found for other neotropical seasonal deciduous forests, species richness varying from 39 species per hectare (H ' = 2.83) with DBH ≥ 5 cm up to 55 species (H' = 3.2) and density values per hectare varying from 633,0 (±68.1) to 956 (±85.2). The diameter distribution in the communities followed the reversed-J pattern, with the greatest concentration of the individuals in the lowest diameter class. Three functions were tested to adjust the diameter distribution of the individuals (Exponential, Gamma and Weibull) in the three communities, and the Exponential function [f (x) = λ*e -λx ] proved the best adjustment, with the highest coefficient of determination (r2 = 0.97 to 0.98), a low standard error (Syx= 1.15 to 1.38) and the best distribution of the residuals. The canopy opening values varied from 31.8% (±1.44) to 43.6% (±2.62) and LAI values from 0.9 m2 /m2 (±0.07) to 1.24 m2 /m2 (±0.05) in the three fragments.During the two dry seasons, the canopy opening estimates varied from 54% (±3.67) to 64.6% (±4.64) and LAI estimates from 0.46 m2 /m2 (±0.08) to 0.64 m2 /m2 (±0.07). The extreme values found for the LAI (0.18 m2 /m2 to 0.13 m2 /m2 ) during dry season are between the lowest registered estimates for neotropical seasonal forests formations. The Correspondence Canonical Analysis (CCA) suggests that slope and rock cover, within the abiotic factors, and opening (%), LAI (m2 /m2 ) and basal xix area (m2 . ha-1), within the parameters of canopy, were the factors more strongly correlated with the tree species distribution in the fragments. The relation between environmental variables and distribution of tree species explained most of the variation of the data (50% in all interactions) in two first axes of ordination. Typical species of outcrops which develop in more open environments such as Acacia paniculata and Cavanillesia arborea were strongly correlated with the opening of the canopy and the basal area. The species Myracrodruon urundeuva, Commiphora leptophloeos and Sterculia striata were strongly correlated with rock cover and slope.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Ecologia, 2005.
Agência financiadora: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) e Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).
Appears in Collections:ECL - Doutorado em Ecologia (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/37826/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.