Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/37615
Files in This Item:
There are no files associated with this item.
Title: Comunicação e dinâmica territorial : ressignificação do setor comercial sul
Other Titles: Comunication and territorial dynamics : resignification of the setor comercial sul
Authors: Aldrigue, Natália de Sousa
Assunto:: Comunicação
Espaços urbanos - Brasília (DF)
Turismo
Issue Date: 2019
Publisher: CISECO - Centro Internacional de Semiótica e Comunicação
Citation: ALDRIGUE, Natália de Sousa. Comunicação e dinâmica territorial : ressignificação do setor comercial sul. In: COLÓQUIO SEMIÓTICA DAS MÍDIAS, 8., 2019, Japaratinga - AL. Anais [...]. Japaratinga - AL: CISECO, 2019. Disponível em: http://www.ciseco.org.br/index.php/edicao-8-2019/101-comunicacao-e-dinamica-territorial-ressignificacao-do-setor-comercial-sul. Acesso em: 29 abr. 2020.
Abstract: Estudar o campo turístico, suas práticas, a circulação de seus materiais técno-simbólicos, compreender o papel de seus atores, sua relação com o processo institucional ou cultural onde se insere, requer ao mesmo tempo estudar as dimensões de linguagem, como representação do modo de pensar, desejar, desprezar, escolher, relacionar e sentir. Temos que ir das práticas turísticas, aos processos e à apropriação, e diversidade de lógicas, neste contexto, já que o turista mantém transações com programadores de sensações, no caso os atores das práticas turísticas. Observando como as informações passadas para os turistas são usadas para fins de divulgação/criação da imagem e como isso aponta para uma nova forma de fazer turismo, já que a tecnologia se torna instrumento indispensável para o exercício de tal atividade, conduziremos esta pesquisa, sob a ação comunicacional como incentivadora e muitas vezes porta de entrada para a atividade turística de uma localidade, observando se a dinâmica territorial de uma localidade sofre uma (re)significação no seu espaço por meio do turismo e da imagem que aquele local passa nesse circuito comunicacional. A região central de Brasília é considerada um dos principais complexos de atrativos turísticos, seja por sua representatividade cívica e arquitetônica ou por sua diversidade cultural. Nos últimos anos, alguns destes espaços tiveram sua imagem corrompida e associada à marginalização e, mais atualmente começou-se a se implantar um processo de revitalização, como resgate destes territórios. O Setor Comercial Sul reflete esta dinâmica e aos poucos tem se destacado no cenário local através dos novos usos dados aos espaços públicos por empreendedores a partir da associação colaborativa. O espaço urbano é hoje um espaço complexo, emaranhado, um conjunto de rupturas num fundo de continuidade, um espaço de extensão de fronteiras móveis. Fazendo parte de um projeto de pesquisa, da Universidade de Brasília (UNB), intitulado “Comunicação e Dinâmica Territorial: imagem e (re)significação do espaço através do turismo”, este artigo é o início para pensarmos: olhar a cidade hoje passa por complexos dispositivos midiáticos de produção de sentidos, e o que isto (re)significa para a dinâmica territorial? Sendo assim, como se dá essa (re)significação do espaço através da imagem turística de uma localidade? Estes são alguns dos questionamentos que pretendemos responder ao longo deste projeto.
Abstract: Study the tourist field, its practices, the circulation of its tecno-symbolic materials, understand the role of its actors, its relationship with the institutional or cultural process where it is inserted, it requires at the same time to study the dimensions of language, as a representation of the way of thinking, desireing, contempting, choosing, relating and feeling. We have to go from tourist practices, to processes and appropriation, and diversity of logics, in this context, since the tourist maintains transactions with programmers of sensations, in this case the actors of tourist practices. Observing how information passed on to tourists is used for the purpose of dissemination/image creation and how this points to a new way of doing tourism, since technology becomes an indispensable tool for the exercise of such activity, we will conduct this research, under the communication action as a promoter and often gateway to the tourist activity of a locality, observing whether the territorial dynamics of a locality suffers a (re)signification in its space through the tourism and the image that place passes in this communication circuit. The central region of Brasilia is considered one of the main complexes of tourist attractions, either for its civic and architectural representativeness or for its cultural diversity. In recent years, some of these spaces have had their image corrupted and associated with marginalization and, more so currently a revitalization process was begun, such as rescue of these territories. The Setor Comercial Sul reflects this dynamic and gradually has stood out in the local scenario through the new uses given to public spaces by entrepreneurs from the collaborative association. Urban space is now a complex, tangled space, a set of ruptures on a continuity fund, an extension space of movable borders. Being part of a research project, from the University of Brasilia (UNB), entitled "Communication and Territorial Dynamics: image and (re)meaning of space through tourism", this article is the beginning to think: look at the city today goes through complex media devices of sense production, and what does this (re)mean for territorial dynamics? Therefore, how does this (re)signification of space occur through the tourist image of a locality? These are some of the questions we intend to answer throughout this project.
metadata.dc.relation.publisherversion: http://www.ciseco.org.br/index.php/edicao-8-2019/101-comunicacao-e-dinamica-territorial-ressignificacao-do-setor-comercial-sul
Appears in Collections:CET - Trabalhos apresentados em eventos

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/37615/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.