Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/37466
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
1998_LianaLuccaJardim.pdf
???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.accessRestricted???
33,72 MBAdobe PDF ???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.restrito???
Title: Análise experimental de vigas parede com concreto de alta resistência reforçadas ao cisalhamento
Authors: Jardim, Liana de Lucca
Orientador(es):: Melo, Guilherme Sales Soares de Azevedo
Gomes, Ronaldo Barros
Assunto:: Reforço estrutural
Concreto de alta resistência
Cisalhamento
Vigas parede
Issue Date: 13-Apr-2020
Citation: JARDIM, Liana de Lucca. Análise experimental de vigas parede com concreto de alta resistência reforçadas ao cisalhamento. 1998. xviii, 220 f., il. Dissertação (Mestrado em Estruturas)—Universidade de Brasília, 1998.
Abstract: Este trabalho compõe parte de uma pesquisa desenvolvida em laboratório, com o objetivo de analisar o comportamento estrutural de vigas parede, com concreto de alta resistência, reforçadas ao cisalhamento, após terem sido submetidas a carregamento. Foram ensaiadas 9 (nove) vigas parede: uma viga básica de referência, uma viga monolítica de referência e sete vigas básicas reforçadas posteriormente. As vigas básicas foram moldadas simulando-se deficiência de armadura de cisalhamento, e a viga monolítica de referência foi moldada com armadura de reforço, para fins de comparação. O reforço ao cisalhamento das vigas parede foi realizado utilizando a técnica de adição de armadura com argamassa de alto desempenho, dosada em laboratório. As vigas foram ensaiadas simplesmente apoiadas, submetidas a duas cargas simétricas concentradas no bordo superior, até a ruptura e, durante os ensaios, foram realizadas e registradas leituras de deslocamentos, deformações, aberturas e desenvolvimento de fissuras, capacidade de carga e modos de ruptura. Os resultados experimentais obtidos indicaram que a técnica de reforço ao cisalhamento utilizada, foi bastante eficiente e satisfatória, e que o reforço pode levar estruturas a alcançar comportamento satisfatório em relação a estruturas monolíticas. Comprovou-se que, o acréscimo de armadura de cisalhamento, inclusive como reforço, proporcionou uma elevação da carga de ruptura e melhorou o comportamento em serviço das vigas parede ensaiadas.
Abstract: The behaviour of reinforced concrete deep beams strengthned in shear after being previously submitted to Service load is experimentally investigated. The test results of nine reinforced concrete deep beams, simply supported, submitted to two top point loads and strengthened in shear are shown and analysed. Seven of these beams, designed with deficient shear reinforcement, were loaded until Service load and were then strengthened. The two remaining were tested for comparison, one with deficient shear reinforcement and the other with full shear reinforcement. The beams were 800 x 120 x 1650 mm with fc around 50 MPa. The main strengthening variables considered were the type, position and amount of the reinforcement positioned, after the beams had been submitted to Service loads. The strengthening reinforcement were positioned with special mortar in ducts sawn at the surface of the beam. Displacements, strains, development of cracks. and crack widths were recorded during the tests. The results showed that the adopted strengthening technique worked properly without any problem of anchorage of the glued reinforcement. Besides this, the strengthened beams reached considerable higher ultimate loads and behaved very well in comparison with the reference ones.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Tecnologia, Departamento de Engenharia Civil e Ambiental, 1998.
Agência financiadora: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior Português (CAPES)
Appears in Collections:ENC - Mestrado em Estruturas (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/37466/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.