Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/37454
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2019_JosianeSiqueiraSilvaQuintas.pdf3,61 MBAdobe PDFView/Open
Title: Noção de pertencimento : uma experiência em Educação Ambienta com estudantes do 4º ano do Ensino Fundamental I
Authors: Quintas, Josiane Siqueira Silva
Orientador(es):: Avanzi, Maria Rita
Assunto:: Educação ambiental
Ensino fundamental
Pertencimento
Experiências vivenciais
Parque Olhos D`Água (DF)
Issue Date: 13-Apr-2020
Citation: QUINTAS, Josiane Siqueira Silva. Noção de pertencimento: uma experiência em educação ambiental com estudantes do 4º ano do Ensino Fundamental I. 2019. 110 f., il. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências)—Universidade de Brasília, Brasília, 2019.
Abstract: Reconhecemos primeiro uma disjunção nos modos de conhecer o mundo. O conhecimento produzido em caixas separadas não contempla a complexidade dos diversos aspectos da vida e do mundo que compartilhamos. Estamos cada vez mais imersos em informações e cada vez menos munidos de conhecimentos. Nesse cenário, a Educação Ambiental comumente praticada em escolas está baseada na transmissão de informações técnicas, científicas e em práticas restritas a mudanças de comportamento. O acesso a essas informações, no entanto, não tem conseguido produzir mudanças nas relações entre os estudantes e a natureza. Assim, defendemos que metodologias baseadas em vivências com a natureza, que a partir do corpo e dos sentidos estimulam o desenvolvimento da afetividade, contribuam com a ampliação da noção de pertencimento de crianças aos espaços compartilhados e, mais amplamente, ao meio ambiente, promovendo novas formas de estar no mundo. Desse modo, a presente pesquisa, realizada com alunos de 4º ano do Ensino Fundamental I em uma escola do Plano Piloto, em Brasília/ DF, buscou conhecer a noção de pertencimento dos estudantes, além de promover e analisar a viabilidade de intervenções educativas pautadas em experiências vivenciais na natureza para ampliar a noção de pertencer. As pistas sobre a noção de pertencimento identificadas por meio de metodologia qualitativa e interpretativa de pesquisa foram: afetividade, origem, permanência, formação e lugar experienciado. Os estudantes indicaram, por meio de suas experiências, elementos que são próprios ao sentimento de pertencimento. Além disso, as vivências em ambiente natural, realizadas no Parque Olhos D` Água, se mostraram um possível caminho para ampliação do sentimento de pertencer, cujas atividades revelaram grande potencial a ser explorado na Educação Ambiental especialmente com crianças, que estão mais abertas a vínculos afetivos e à ludicidade.
Abstract: First, we acknowledge a disjunction in the forms of knowing the world. Knowledge produced in separate boxes does not contemplate the complexity of several aspects of life and of the world that we share. We are more and more immerse in information and less and less equipped with knowledge. In this scenario, the Environmental Education typically practiced in schools is based on the diffusion of technical, scientific information, and of practices restricted to changes in behavior. The access to this information, however, has not been able to produce changes in the relationships between students and Nature. Therefore, we advocate that methodologies based on experiences with nature, which encourage the development of an affection that stems from both body and senses, contribute with widening the notion of belonging in children concerning shared spaces, and more broadly, the environment, thus fostering new ways of being in the world. Hence, the aim of the present study, carried out with 4th grade students of an Elementary School in the Plano Piloto of Brasília/DF, was to become familiar with students' notion of belonging, as well as to encourage and analyze the feasibility of educational interventions based on life experiences with Nature to broaden this notion of belonging. The cues on the notion of belonging identified using a qualitative and interpretative research methodology were the following: affection, origin, permanence, education, and the place experienced. Students indicated, through their experiences, elements that are intrinsic to the feeling of belonging itself. In addition, experiences in natural environments were shown as a potential way to widen this feeling of belonging, as the activities showed great potential to be exploited in Environmental Education, especially with children, who are more open to affectionate bonds and to playfulness.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Instituto de Física, Instituto de Química, Faculdade UnB Planaltina, 2019.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:IQ - Mestrado Profissionalizante em Ensino de Ciências (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/37454/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.