Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/37278
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2019_PriscillaNascimentoDias.pdf1,81 MBAdobe PDFView/Open
Title: O desenvolvimento cultural do bebê : o uso do livro como objeto mediador
Authors: Dias, Priscilla Nascimento
Orientador(es):: Mieto, Gabriela Sousa de Melo
Assunto:: Desenvolvimento humano
Desenvolvimento infantil
Mediação semiótica
Livros
Issue Date: 1-Apr-2020
Citation: DIAS, Priscilla Nascimento. O desenvolvimento cultural do bebê: o uso do livro como objeto mediador. 2019. xv, 51 f., il. Dissertação (Mestrado em Processos de Desenvolvimento Humano e Saúde)—Universidade de Brasília, Brasília, 2019.
Abstract: Este estudo analisou a interação do bebê com o livro mediado pela professora, utilizando-se da tríade bebê-adulto-objeto, a partir da perspectiva teórica da pragmática do objeto. Os estudos dessa perspectiva (Rodríguez & Moro, 1999, 2008; Rodríguez, 2006; Contin, 2017) viabilizam a tríade como unidade mínima na construção de processos do desenvolvimento, discutindo sobre o processo de mediação semiótica. O destaque volta-se ao outro e ao objeto, intentando tal processo como fundamental para compreender a origem do pensamento na infância. Considerando que os bebês ainda não utilizam a linguagem verbal formal Como sistema, apesar de empregarem sistemas semióticos pré-linguísticos nas quais os objetos desempenham um papel central, o estudo tem como objetivo analisar, na relação triádica bebê-professora-livro, no contexto de creche, como as crianças se apropriam do uso cultural do livro, sinalizando, deste modo, novas dinâmicas de interação. Participaram deste estudo 5 bebês matriculados em uma turma de maternal I com crianças de até 01 ano de idade, 01 professora e 01 auxiliar da Educação Infantil. A abordagem metodológica foi de natureza qualitativa. Utilizou-se a videogravação como instrumento de construção de dados. Foram realizadas várias sessões de observação ao longo de um semestre letivo. Dessas sessões, foram selecionados 03 episódios para a análise dos momentos em que a professora apresentou livros para as crianças. A análise foi microgenética, realizada com o auxílio do software ELAN, com enfoque nos episódios selecionados. Concluímos que a leitura compartilhada para bebês promove importantes saltos no desenvolvimento, e que essa prática é compreendida pela criança desde a idade tenra (Rossmanith, Costall, Reichelt, López & Reddy, 2014; Ramos & Silva, 2014). Salientamos que a prática da leitura compartilhada nos ambientes da Educação Infantil e de creches não tem como finalidade a alfabetização precoce. Ademais, a eficácia da leitura decorre da mediação do adulto e a utilização do livro como objeto cultural adequado ao momento de desenvolvimento do bebê. Em posse da teoria referendada, foram incitadas reflexões sobre os usos e as funções do objeto no desenvolvimento infantil. Nessa vertente, observamos que a criança inicia a comunicação com o outro intencionalmente muito antes da fala e os signos comunicativos explorados foram os gestos e os rítmicos-sonoros (Rodríguez & Palacios, 2007). Portanto, os componentes rítmicos-sonoros agem como sistemas semióticos por meio dos gestos e dos usos dos objetos sobre a ação do adulto. Dessa forma, a pesquisa almeja contribuir para os estudos da primeira infância, com ênfase na prática da leitura compartilhada.
Abstract: This study analyzed the interaction of the baby with the book mediated by the teacher, using the triad baby-adult-object, from the theoretical perspective of object pragmatics. Studies from this perspective (Rodríguez & Moro, 1999, 2008; Rodríguez, 2006; Contin, 2017) enable the triad as a minimum unit in the construction of development processes, discussing the process of semiotic mediation. Emphasis goes back to the other and the object, intending such process as fundamental to understand the origin of thought in childhood. Considering that babies do not yet use formal verbal language as a system, despite employing pre-linguistic semiotic systems in which objects play a central role, the study aims to analyze, in the triadic baby-teacher-book relationship, in the context of nursery, as children appropriate the cultural use of the book, thus signaling new dynamics of interaction. Five babies enrolled in a maternal I class with children up to 01 years old, 01 teacher and 01 child education assistant participated in this study. The methodological approach was qualitative in nature. Video recording was used as a data construction instrument. Several observation sessions were held during a semester. From these sessions, 03 episodes were selected to analyze the moments when the teacher presented books to the children. The analysis was microgenetic, performed with the aid of ELAN software, focusing on the selected episodes. We conclude that shared reading for babies promotes important developmental leaps, and that this practice is understood by children from an early age (Rossmanith, Costall, Reichelt, López & Reddy, 2014; Ramos & Silva, 2014). We emphasize that the practice of shared reading in kindergarten and day care environments is not intended for early literacy. Moreover, the effectiveness of reading stems from the mediation of the adult and the use of the book as a cultural object appropriate to the moment of development of the baby. In possession of the referenced theory, reflections were encouraged about the uses and functions of the object in child development. In this sense, we observed that the child intentionally initiates communication with the other long before the speech and the communicative signs explored were the gestures and the rhythmic sounds (Rodríguez & Palacios, 2007). Therefore, the rhythmic- sound components act as semiotic systems through gestures and the use of objects on adult action. Thus, the research aims to contribute to early childhood studies, with emphasis on the practice of shared reading.Keyword: human development, baby, mediation, book.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Programa de Pós-Graduação em Processos de Desenvolvimento Humano e Saúde, 2019.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:PED - Mestrado em Processos de Desenvolvimento Humano e Saúde (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/37278/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.