Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/37236
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
EVENTO_CoisazulPesquisaSobreDanca.pdf1,65 MBAdobe PDFView/Open
Title: Coisazul : uma pesquisa sobre dança, pessoas e objetos
Authors: Giustina, Fabiana Marroni Della
Matsumoto, Roberta Kumasaka
Assunto:: Dança
Coreografia
Improvisação na dança
Interação
Issue Date: 2019
Publisher: Anda: Associação Nacional de Pesquisadores em Dança
Citation: GIUSTINA, Fabiana Marroni Della; MATSUMOTO, Roberta Kumasaka. Coisazul: uma pesquisa sobre dança, pessoas e objetos. In: Congresso Nacional de Pesquisadores em Dança, 6. 2019, Salvador. Anais… Salvador: ANDA, 2019. p. 1004-1014. Disponível em: https://proceedings.science/anda/anda-2019/papers/coisazul--uma-pesquisa-sobre-danca--pessoas-e-objetos. Acesso em: 30 mar. 2020.
Abstract: O artigo se constrói em diálogo com as Epistemologias Ecológicas e a coreografia Coisazul que em sua articulação criam as Epistemologias Dançadas. Pensamos Coisazul como um sistema celular hibrido entre pessoas e puffs azuis, que se acoplam afetivamente interagindo e ampliando as relações das presenças com o meio onde a dança acontece. A dança Coisazul acontece por meio de coreografias improvisadas coletivamente e entende suas vivências como um sistema de coisas que se organizam em unidade autopoética. A investigação da dança acontece num sistema híbrido de humanos e não-humanos que improvisam coletivamente sua coexistência, por atos cognitivos, existindo somente porque tal organização os faz produto de si mesmos. Apontamos que quando esse tipo de sistema acontece dança e coreografias passam a ser o mesmo evento, de modo que, a improvisação coletiva entre os corpos proporciona a sensação da organização do movimento como invento e a fluência do movimento como dança.
Abstract: This article is built in dialogue with Ecological Epistemologies and the Coisazul choreography that creates danced epistemologies when articulated. We think Coisazul as a hybrid cellular system between people and blue beans chair in an affective connection while they interact and enlarge the relations of the presences with the environment where the dance takes place. The Coisazul dance happens through choreographies improvised collectively and conceives its existence as a system of things organized in an autopoietic unit. The dance investigation happens in a humans and no-humans hybrid system that, through cognitive actions, improvise their coexistence collectively only existing because of this organization that makes them product of themselves. We point out that when this hybrid system happens, dance and choreographies become the same event, so that, the collective improvisation between the bodies provides a sense of organization of the movement as an invent and its fluence as a dance.
Licença:: Autorização concedida a Biblioteca Central da Universidade de Brasília pela Professora Fabiana Marroni Della Giustina, em 02 de março de 2020, para disponibilizar a obra, gratuitamente, para fins acadêmicos e não comerciais (leitura, impressão e/ou download) a partir desta data. A obra continua protegida por Direito Autoral e/ou por outras leis aplicáveis. Qualquer uso da obra que não o autorizado sob esta licença ou pela legislação autoral é proibido.
Appears in Collections:CEN - Trabalhos apresentados em eventos

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/37236/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.