Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/37088
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
1996_AnaLúciaCarrijoAdorno.pdf20,51 MBAdobe PDFView/Open
Title: Contribuição da armadura de pele na resistência ao cisalhamento na flexão em vigas de concreto armado
Authors: Adorno, Ana Lúcia Carrijo
metadata.dc.contributor.email: mailto: analuciacarrijo@gmail.com
Orientador(es):: Clímaco, João Carlos Teatini de Souza
Assunto:: Concreto armado
Estrutura (Engenharia Civil)
Cisalhamento
Issue Date: 11-Mar-2020
Citation: ADORNO, Ana Lúcia Carrijo. Contribuição da armadura de pele na resistência ao cisalhamento na flexão em vigas de concreto armado. xx, 158 f, il. Dissertação (Mestrado em Estruturas)—Universidade de Brasília, Brasília, 1996.
Abstract: As disposições correntes da norma brasileira para o projeto de estruturas de concreto armado (NB-1) e de outros códigos, como o MC-90 (CEB-FIP, 1991), EC2 (Eurocode, 1991), BS8110 (BS, 1985) e ACI 318M-83 (1984), indicam para o dimensionamento ao cisalhamento na flexão apenas três possibilidades de disposição da armadura: armadura transversal constituída por estribos verticais ou inclinados e armadura transversal composta por estribos e barras dobradas da armadura de flexão. Nenhuma delas considera uma possível contribuição na capacidade resistente ao esforço cortante de uma armadura longitudinal de pele, eventualmente existente. Segundo disposições de várias normas, as barras longitudinais laterais, chamadas “armadura de pele”, podem ser consideradas no cálculo da capacidade resistente ao cisalhamento na torção, sendo obrigatória sua colocação em vigas altas (d >60 cm, segundo a NB-1/78), para controlar abertura das fissuras na alma. Este trabalho apresenta resultados de pesquisas desenvolvidas no Laboratório de Estruturas do Departamento de Engenharia Civil da Universidade de Brasília, onde se evidencia a contribuição da armadura de pele na capacidade resistente ao cisalhamento na flexão, e um estudo específico sobre a influência da variação da taxa de armadura transversal sobre a mencionada contribuição, por meio do ensaio à ruptura de onze vigas de concreto armado. Dos resultados dos programas experimentais, constatou-se que a armadura de pele altera substancialmente o comportamento estrutural das vigas de concreto armado, tanto em relação à carga última quanto aos modos de ruptura. Verificou-se ainda que para valores de a/d (distância da carga ao apoio/altura útil) acima de 3,2 e da taxa de estribos verticais (pw) acima de 0,3%, diminui a contribuição da armadura de pele sobre a capacidade resistente ao cisalhamento na flexão de vigas de concreto armado.
Abstract: Design provisions given by the Brazilian Code NB-1 (ABNT, 1978) for concrete structures and other standards, such as MC-90 (CEB-FIP, 1991), EC2 (Eurocode, 1991), BS8110 (BS, 1985) and ACI 318M-83 (1984), consider three possibilities for shear reinforcement in bending: vertical stirrups, inclined stirrups and stirrups plus bent bars from the main tension reinforcement. None of these codes include a possible contribution in the shear resistance of horizontal web Steel as shear reinforcement for reinforced concrete members. According to most code requirements, these longitudinal bars can be taken into account to the shear resistance in torsion and they must be provided in beams with large effective depths, higher than 60 cm, according NB-1, to control web cracks width. This work presents results of research developed at the Structures Laboratory of the University of Brasília Civil Department, which provide evidence of contribution of this called “skin reinforcement” in the shear resistance of reinforced concrete beams in bending. An especifíc investigation was conducted and eleven beams were tested to failure to examine the influence of the amount of vertical stirrups on the mentioned contribution. From the experimental programme, emerged the conclusion that the horizontal web Steel changes substantially the behaviour of reinforced concrete beams, concerning the ultimate load and failure mode. Results indicate that for values of a/d (shear span/ effective depth) above 3,2 and for ratios of vertical stirrups ( pw ) higher than 0,3% decreases the contribution of the horizontal web reinforcement to the shear resistance of reinforced concrete beams in bending.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Tecnologia, Departamento de Engenharia Civil e Ambiental, 1996.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:ENC - Mestrado em Estruturas (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/37088/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.