Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/37061
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2019_CarlosAugustoFelipedeSousa.pdf1,91 MBAdobe PDFView/Open
Title: Pesquisa da resistência à ofloxacina e sua relação com a resposta clínica para hanseníase no Hospital Universitário de Brasília
Authors: Sousa, Carlos Augusto Felipe de
Orientador(es):: Gomes, Ciro Martins
Assunto:: Hanseníase - tratamento
Hanseníase - diagnóstico
Ofloxacina
Resistência medicamentosa
Issue Date: 11-Mar-2020
Citation: SOUSA, Carlos Augusto Felipe de. Pesquisa da resistência à ofloxacina e sua relação com a resposta clínica para hanseníase no Hospital Universitário de Brasília. 2019. 76 f., il. Dissertação (Mestrado em Ciências Médicas)—Universidade de Brasília, Brasília, 2019.
Abstract: Introdução: A hanseníase é uma doença infecciosa causada pelo Mycobacterium leprae e que resulta em importantes sequelas aos pacientes acometidos. O tratamento precoce é essencial para prevenção das incapacidades. Mecanismos moleculares e experimentais de resistência do M. leprae à ofloxacina vêm sendo descritos. O principal objetivo do presente estudo foi monitorar variáveis para instituição do tratamento substitutivo contendo ofloxacina e associar à identificação de resistência molecular como preditor de insucesso terapêutico. Métodos: Trata-se de um estudo de coorte prospectivo com variável independente principal a presença ou não de mutações genéticas de resistência à ofloxacina e variável dependente principal a presença de cura clínica. A resistência medicamentosa foi testada por meio do kit Genotype LepraeDR® (Hain Lifescience, Nehren, Alemanha). Resultados: Foram avaliados 53 pacientes. Vinte e um pacientes estavam em curso de retratamento por recidiva ou insuficiência terapêutica. Trinta e um pacientes utilizaram esquema substitutivo com ofloxacina. Não foram encontrados marcadores moleculares de resistência ao tratamento neste estudo. O tipo de medicação utilizada não influenciou a taxa de cura no curto prazo (de 6 a 8 meses) para a hanseníase, uma doença de evolução lenta. Os pacientes que estavam em retratamento tiveram menor porcentagem de cura do que os pacientes em primeiro tratamento (p=0,034). Conclusões: Conclui-se que a resistência bacteriana à ofloxacina, aparentemente, não é um fator limitante para o tratamento da hanseníase no Hospital Universitário de Brasília
Abstract: Introduction: Leprosy is an infectious disease caused by Mycobacterium leprae and results in important sequelae. Early treatment is essential for preventing deformities. Molecular and experimental mechanisms of M. leprae resistance to ofloxacin have been described. The main objective of the present study was to monitor variables for the institution of alternative treatment containing ofloxacin and to associate the identification of molecular resistance to therapeutic failure. Methods: We conducted a prospective cohort study considering the presence of genetic mutations related to treatment resistance to ofloxacin as the main independent variable and the presence of clinical cure as the main outcome. Drug resistance was tested using the commercial kit Hain LepraeDR® (Hain Lifescience, Nehren, Germany). Results: Fifty-three patients were included. Twenty-one patients were being retreated due to relapse or insufficiency of therapy. Thirty-one patients used a substitute regimen with ofloxacin. No molecular markers of resistance to treatment were found in this study. The type of medication used did not influence the cure rate in the short term (6 to 8 months). Patients who were in retreatment had a lower percentage of cure than patients on first treatment (p = 0.034). Conclusions: We can conclude that bacterial resistance to ofloxacin is probably not a limiting factor for the treatment of leprosy in the Hospital Universitário de Brasília.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, Programa de Pós-Graduação em Ciências Médicas, 2019.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:FMD - Mestrado em Ciências Médicas (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/37061/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.