Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/37019
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2019_AndersonFerreiradaSilva.pdf55,82 MBAdobe PDFView/Open
Title: Megaeventos esportivos no Brasil : as infraestruturas urbanas e seus rebatimentos nas cidades-sede
Authors: Silva, Anderson Ferreira da
Orientador(es):: Ribeiro, Rômulo José da Costa
Assunto:: Copa do mundo (Futebol) - Brasil
Jogos Olímpicos
Olimpíadas
Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro (2016)
Infraestrutura urbana
Eventos esportivos - cidades-sedes
Issue Date: 2-Mar-2020
Citation: SILVA, Anderson Ferreira da. Megaeventos esportivos no Brasil: as infraestruturas urbanas e seus rebatimentos nas cidades-sede. 2019. 407 f., il. Tese (Doutorado em Arquitetura e Urbanismo)—Universidade de Brasília, Brasília, 2019.
Abstract: Os megaeventos esportivos no Brasil são lembranças ainda muito recentes nos cenários das cidades brasileiras, sobretudo naquelas que foram utilizadas como capitais-sede. Deles, muito se falou sobre projetos, obras, usos e investimentos financeiros. Apesar da existência de inúmeras pesquisas sobre o tema, pouco se trabalhou no sentido reunir as doze cidades-sedes e colocá-las sob um único modelo analítico a partir dos custos, projetos, obras, finanças e comportamentos urbanos. O intuito desta pesquisa é fazer um estudo lato sensu a partir da Copa do Mundo de 2014 e dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro de 2016, e stricto sensu, sobre as cidades-sede da Copa. O universo de trabalho é composto por 12 cidades-sedes, no recorte temporal de uma década, a partir do anúncio das cidades-sede pela FIFA e a definição das Olimpíadas do Rio pelo COI, ambos em 2009. São estabelecidas duas abordagens sobre as obras de infraestrutura urbana do Primeiro Ciclo de Planejamento da FIFA (arenas/estádios, aeroportos, portos e mobilidade urbana/transporte). Na primeira, para construção do cenário total de investimentos, são considerados os documentos oficiais da Copa e das Olimpíadas, matrizes de responsabilidades e planos de políticas públicas, suas primeiras versões, variações e versões finais. A segunda abordagem se ocupa em analisar os projetos e obras das doze cidades-sede da Copa do Mundo de 2014 e para isso são desenvolvidas duas frentes: uma pelos custos e usos, considerando as fases de projetos, obras, finanças, usabilidade e gestão e a outra avalia os impactos causados pelos projetos dentro de raios estabelecidos, verificando as existências de intervenções, transformações e adaptações urbanas e rebatimentos na estruturação e/ou reestruturação urbanas e sociais das cidades. A condução do estudo foi através do respaldo teórico e da contextualização dos megaeventos esportivos no mundo e no Brasil e suas reverberações, a partir dos aspectos teóricos da estruturação do espaço urbano e da leitura e construção da paisagem urbana. Foram argumentadas as implantações dos edifícios e das obras urbanas, suas pertinências, investimentos, especulação urbana imobiliária e os censos e contrassensos entre planejamento, projeto, obra, execução e funcionamento. Dos resultados, ficaram três grandes inferências: (1) os valores investidos extrapolaram as previsões e as prestações de contas feitas pelo estado, (2) as obras foram construídas sem previsões mais certeiras de usos futuros e (3) as infraestruturas construídas atuaram como estruturadoras e transformadoras dos espaços urbanos juntamente com os valores por elas motivados.
Abstract: Sports mega-events in Brazil are still very recent in the memory in the Brazilian cities, especially in those that were used as headquarters capitals. Of them, much was said about projects, works, uses and financial investments. Despite the existence of countless researches on the subject, little effort was made to bring together the twelve host cities and place them under a single analytical model based on urban costs, projects, works, finances, and behaviors. The purpose of this research is to make a lato sensu study from the 2014 World Cup and the 2016 Olympic Games in Rio de Janeiro, and stricto sensu study, about the host cities of the World Cup. The universe of work was made by 12 host cities, within the time frame of a decade, from the announcement of the host cities by International Football Federation (FIFA) and the definition of the Rio Olympic Games by the International Olympic Committee (IOC), both in 2009. Two approaches were established for the works of urban infrastructure in the first planning cycle of FIFA (arenas / stadiums, airports, ports, and urban mobility / transport). First, the official documents of the World Cup and the Olympics, the matrix of responsibilities and public policy plans, their first versions, variations, and final versions were considered for the construction of the total investment scenario. The second approach was the analysis of the projects and works of the twelve host cities of the 2014 World Cup. For these, two fronts are developed: one for costs and uses, considering the phases of projects, works, finances, usability and management; and other to evaluate the impacts caused by the projects within established radiuses, verifying the existence of interventions, transformations and urban adaptations and rebates in the structuring and / or urban and social restructuring of cities. The study was conducted through the theoretical support and contextualization of sport mega-events in the world and Brazil and its reverberations, based on the theoretical aspects of the structuring of urban space and the reading and construction of the urban landscape. The implantation of buildings and urban works, their pertinence, investments, urban real estate speculation and the censuses and counter-insights between planning, design, construction, execution and operation were argued. From the results, there were three major inferences: (1) the invested values extrapolated the forecasts and the renderings of accounts made by the state, (2) the works were constructed without more accurate forecasts of future uses, and (3) the built infrastructures acted as structuring and transforming urban spaces together with the values they motivate.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Programa de Pós Graduação em Arquitetura e Urbanismo, 2019.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Agência financiadora: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).
Appears in Collections:FAU - Doutorado em Arquitetura e Urbanismo (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/37019/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.