Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/36936
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2019_FranciscoElícioCavalcantePacífico.pdf2,14 MBAdobe PDFView/Open
Title: Ex-crita e corpo em Antonin Artaud
Authors: Pacífico, Francisco Elício Cavalcante
Orientador(es):: Eyben, Piero Luis Zanetti
Assunto:: Artaud, Antonin, 1896-1948 - crítica e interpretação
Escrita literária
Teatro (Literatura) - história e crítica
Issue Date: 18-Feb-2020
Citation: PACÍFICO, Francisco Elício Cavalcante. Ex-crita e corpo em Antonin Artaud. 2019. 133 f., il. Dissertação (Mestrado em Literatura)—Universidade de Brasília, Brasília, 2019.
Abstract: O objetivo deste trabalho é estudar as relações entre corpo e escrita em Antonin Artaud. Partindo da ideia de furto da palavra coextensiva a de furto do corpo, ambos sutilizados pelo juízo de Deus, Artaud lança-se à experiência limite de elaboração de uma escritura que se perfaz como agenciamento de corpos para refazer um novo corpo humano. De suas experimentações no teatro da crueldade até seus desenhos escritos, corpo e escrita se entrelaçam sempre projetados no porvir em movimento contínuo de desfazimento-refazimento, figuraçãodesfiguração, morte-vida, em que ambos renascem incessantemente de sua própria ruína, a cada vez em que se dá o encontro entre escrita e corpo, excrevendo-se no toque de sentido que faz transbordar os sentidos de corpo e escrita em todos os sentidos. E é justamente dessa impossibilidade de fixação de imagens, de estabilização de sentidos e identidades que malogra toda e qualquer tentativa de representação do corpo na escrita.
Abstract: This work aims to study the relationship between body and writing in Antonin Artaud’s. Departing from the idea of word theft coextensive to the theft of the body, both made subtle by God’s judgement, Artaud sets off along the limit experience of elaborating a writing which is made as an agencing of bodies to remake a new human body. From his experiments in the theatre of cruelty to his written drawings, body and writing interlace always projected into the future in a continuous movement of unmaking-remaking, figuration-disfigurement, death-life, wherein both are incessantly reborn from their own ruin, every time the encounter of body and writing takes place, being exscribed in the touch of meaning which makes the meanings of body and writing overflow in all senses. And it is exactly from that impossibility of fixing images, of stabilizing senses and identities which every and any attempt to represent the body in writing is undermined.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Teoria Literária e Literaturas, Programa de Pós-Graduação em Literatura, 2019.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:TEL - Mestrado em Literatura (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/36936/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.