Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/36875
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2019_DiegueHenriqueNascimentoMartins.pdf4 MBAdobe PDFView/Open
Title: Avaliação da atividade fotoquimiopreventiva das espécies vegetais provenientes do cerrado brasileiro : Erythroxylum daphnites Mart. e Erythroxylum suberosum A.St.-Hil
Authors: Martins, Diegue Henrique Nascimento
Orientador(es):: Fonseca-Bazzo, Yris Maria
Assunto:: Erytrhoxylum daphnites
Erythroxylum suberosum
Radiação ultravioleta
Antioxidantes
Atividade antioxidante
Issue Date: 10-Feb-2020
Citation: MARTINS, Diegue Henrique Nascimento. Avaliação da atividade fotoquimiopreventiva das espécies vegetais provenientes do cerrado brasileiro: Erythroxylum daphnites Mart. e Erythroxylum suberosum A.St.-Hil. 2019. 148 f., il. Tese (Doutorado em Ciências da Saúde)—Universidade de Brasília, Brasília, 2019.
Abstract: A exposição à radiação ultravioleta é um fator de risco para o desenvolvimento de doenças que acomentem a pele. As radiações UVA e UVB são responsáveis pela diminuição de sistemas antioxidantes cutâneos, pelo aumento de sistemas oxidantes e influenciam na alteração do balanço redox celular. Pensando-se em prevenir e criar terapias para doenças envolvidas com radiação solar, busca-se formas para restabelecer a homeostasia celular utilizando substâncias antioxidantes e sequestradoras de espécies reativas oxidativas. Extratos aquosos de Erytrhoxylum daphnites e Erythroxylum suberosum foram padronizados em relação aos: conteúdo de polifenóis, cromatografias de camada delgada CCD (CCD) e líquida de alta eficiência (CLAE), atividade antioxidante por DPPH• e inibição da formação de complexo fosfomolibdênio. O IC50 capaz de inibir a atividade doadora de DPPH• foi estabelecido e a equivalência de ácido ascórbico dos lotes capazes de inibir a formação do complexo fosfomolibdênio foi avaliada. A citotoxicidade foi avaliada pelo ensaio de MTT em fibroblastos (3T3-L1). Formulações tópicas foram produzidas com a incorporação desses extratos e o FPS foi avaliado. O IC50 da atividade antioxidante avaliada variou de 5,15 a 7,97 µg/mL (E. daphnites) e 5,46 a 6,31 µg/mL (E. suberosum). Entre os lotes padronizados, a variação do equivalente de ácido ascórbico foi de 4,87 a 5,49 µg/mL (E. daphnites) e 4,02 a 6,17 µg/mL (E. suberosum). A CCD e a CLAE revelaram mesmo perfil cromatográfico para os lotes de E. daphnites com presença de ácido neoclorogênico. Os lotes de E. suberosum apresentaram mesmo perfil cromatográfico com presença de hiperosídeo em CCD e mesmo perfil cromatográfico por CLAE com presença de ácido neoclorogênico e hiperosídeo. De acordo com as diretrizes do RE N.º 899/03 da Anvisa, em consonância com a RDC 166/2017 e com base na IN Nº 4/14, a metodologia foi validada para os lotes de E. suberosum com o marcador hiperosídeo. Não foi observada citotoxicidade frente a linhagem celular quando utilizada a faixa de concentração variando de 0,02 a 1 mg/mL para as duas espécies de Erythroxylum. Ambas formulações apresentaram ~1 de FPS. Mesmo esses extratos não apresentando FPS satisfatório, foi observado potencial antioxidante dos extratos padronizados dessas espécies.
Abstract: Exposure to ultraviolet radiation is risk factor for the development of skin diseases. The UVA and UVB radiations can are responsable for reduction of skin antioxidant systems, by the increase of oxidizing systems, influencing the cellular redox balance movement. In order to prevent and create therapies for diseases involving solar radiation, we looked for ways to restore cellular homeostasis, using antioxidant substances and hijacking reactive oxidative species Thus, aqueous extracts of Erythroxylum daphnites and Erythroxylum suberosum were standardized for their total solids content, yield, polyphenol content, antioxidante activty by DPPH• inhibition and by inhibition the formation of phosphomolybdenum complex, Thin Layer Chromatography TLC and High Performance Liquid Chromatography (HPLC). The IC50 capable of DPPH• inhibiting activity and ascorbic acid equivalence of inhibiting phosphomolybdenum complex were also established. Cytotoxicity was assessed by MTT assay in fibroblasts (3T3). Antioxidant activity evaluated in IC50 ranged from 5.15 to 7.97 μg/mL (E. daphnites) and 5.46 to 6.31 μg/mL (E. suberosum). Among the standard lots, a variation of ascorbic acid was 4.87 to 5.49 μg/mL (E. daphnites) and 4.02 to 6.17 μg/mL (E. suberosum). The TLC showed the same chromatographic profile for E. daphnites lots and the presence of neochlorogenic acid. E. suberosum lots presented the same chromatographic profile with the presence of hyperoside and the same result was achieved for the chromatographic profiles by HPLC for both species, plus the presence of neochlorogenic acid for E. suberosum batches. According to the ANVISA guidelines N. 899/03 and based on RDC 166/17 on IN N. 4/14, the validated methodology for E. suberosum lots with the hyperoside standard. No cytotoxicity was observed for this cell when used concentrations ranging from 0.02 to 1 mg/mL here used Erythroxylum species and viability was about 100%. Both formulations showed ~ 1 FPS. Even though extracts did not present satisfactory FPS, the antioxidant potential of the standardized extracts of these species was observed.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, 2019.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Agência financiadora: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); Fundação de Apoio a Pesquisa do Distrito Federal (FAP/DF) e Fundação de Empreendimentos Científicos e Tecnológicos (FINATEC).
Appears in Collections:PPGCS - Doutorado em Ciências da Saúde (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/36875/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.