Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/36746
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2019_LázaroCastroSilvaNascimento.pdf3,11 MBAdobe PDFView/Open
Title: Gestalt-terapeutas do Brasil : formação e identidade
Authors: Nascimento, Lázaro Castro Silva
metadata.dc.contributor.email: mailto: lazarocsn@live.com
Orientador(es):: Ribeiro, Jorge Ponciano
Assunto:: Gestalt-terapia
Identidade
Psicologia - formação
Issue Date: 29-Jan-2020
Citation: NASCIMENTO, Lázaro Castro Silva. Gestalt-terapeutas do Brasil: formação e identidade. 2019. 138 f., il. Tese (Doutorado em Psicologia Clínica e Cultura)—Universidade de Brasília, Brasília, 2019.
Abstract: A Gestalt-terapia chegou ao Brasil nos anos 1970 e se desenvolveu por toda a extensão do país. Com sua organização política a partir de institutos e centros formadores de Gestaltterapeutas, a formação brasileira passou a ser heterogênea e diversificada. Esta tese objetiva explorar o campo das formações e identidades de Gestalt-terapeutas do Brasil, buscando responder como estão organizadas as formações em Gestalt-terapia no país, quais profissionais podem fazer a formação em Gestalt-terapia e o que é ser Gestalt-terapeuta no Brasil. De abordagem qualitativa, esta pesquisa se divide em duas etapas principais: 1) estudo documental, investigando as formações em Gestalt-terapia no território nacional; e 2) estudo descritivo com aplicação de questionários, investigando as/os Gestalt-terapeutas acerca da temática. Na primeira etapa, foram mapeados 47 formações/especializações em Gestaltterapia. Na segunda etapa, participaram da coleta 289 Gestalt-terapeutas pelo formulário online disponível entre dezembro de 2017 e fevereiro de 2018. O estudo identifica cursos de formação em Gestalt-terapia voltados majoritariamente para profissionais da Psicologia, com raras exceções para profissionais de áreas da saúde e educação, como Psiquiatria, Pedagogia, Psicopedagogia, Musicoterapia, Arteterapia, entre outros. Há uma diversidade nas formações em Gestalt-terapia e na forma como cada Gestalt-terapeuta compreende o que é Gestalt-terapia, seja como teoria que orienta sua prática profissional, seja como filosofia de vida que orienta sua vivência como sujeito no mundo. Revela que a Gestaltterapia carrega em si uma complexidade epistemológica passível sempre de novas revisões e ampliações. Essa complexidade ecoa diretamente em sua organização política e em todo o processo de formação e identidade de Gestalt-terapeutas do Brasil.
Abstract: Gestalt Therapy came to Brazil in the 1970s and has been developed throughout the country. With its political organization from institutes and training centers of Gestalt Therapists, the Brazilian formation became heterogeneous and diversified. This thesis aims to explore the field of Gestalt Therapist formations and identities in Brazil, seeking to answer how Gestalt Therapy training is organized in the country, which professionals can do the training in Gestalt Therapy and what does it mean to be Gestalt Therapist in the Brazil. This research is of qualitative approach and it’s divided in two main stages: 1) documentary study, investigating the formations in Gestalt Therapy in the national territory of Brazil; and 2) a descriptive study with application of questionnaires, investigating Gestalt Therapists about their identity. In the first stage, 47 training/specializations/institutes of Gestalt Therapy were located. In the second stage, 289 Gestalt Therapists participants answered the online form available between December 2017 and February 2018. The study identifies Gestalt Therapy training courses focused mostly on Psychology professionals, with rare exceptions for professionals in health and education areas, such as Psychiatry, Pedagogy, Psychopedagogy, Music Therapy, Art Therapy, among others. There is a diversity in the formations in Gestalt Therapy and in the way each Gestalt Therapist understands what Gestalt Therapy is, either as a theory that guides their professional practice, or as a philosophy of life that guides their experience as a subject in the world. It reveals that Gestalt Therapy carries within itself an epistemological complexity always susceptible of new revisions and extensions. This complexity echoes directly in its political organization and in the whole process of formation and identity of Gestalt Therapists in Brazil.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Programa de Pós-graduação em Psicologia Clínica e Cultura, 2019.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:PCL - Doutorado em Psicologia Clínica e Cultura (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/36746/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.