Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/36548
Files in This Item:
File SizeFormat 
ARTIGO_EspaçoTempoEstruturas.pdf327,73 kBAdobe PDFView/Open
Title: Espaço, tempo e estruturas das teorias do movimento
Other Titles: Space, time and structures of motion theories
Authors: Santana, Ademir Eugênio
metadata.dc.identifier.orcid: http://orcid.org/0000-0003-0065-797X
Assunto:: Tempo
Espaço
Movimento
Issue Date: 2019
Publisher: Sociedade Brasileira de Física
Citation: SANTANA, Ademir Eugenio de. Espaço, Tempo e Estruturas das Teorias do Movimento. Revista Brasileira de Ensino de Física, v. 41, n. 1, e20180145, 2019. DOI: https://doi.org/10.1590/1806-9126-rbef-2018-0145. Disponível em: http://scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-11172019000100414. Acesso em: 23 jan. 2020.
Abstract: Considerando a conceitualização e definição do tempo e do espaço, elementos constitutivos de um programa mecânico, ou seja, de uma teoria do movimento, são identificados. Primeiro, aspectos históricos sobre a mensuração e a geometrização do conceito de tempo e espaço são descritos. A análise sobre os projetos mecânicos é então desenvolvida a partir da definição de pontos inerciais (materiais) e de campos. Como aplicação desse método, a mecânica clássica nas suas versões relativísticas e não-relativísticas são discutidas, com ênfase na natureza do tempo. Como outro exemplo, a teoria cinética é estudada enquanto uma teoria de campo. Aspectos pedagógicos sobre a transposição didática dos conceitos abordados são apresentados, em particular no caso da teoria cinética.
Abstract: Considering a conceptualization and a definition of time and space, constitutive elements of a mechanical program, that is, of a motion theory, are identified. Historic elements regarding measurement and geometric aspects of time and space are described. The analysis of mechanical theories is carried out by considering a definition for inertial points and fields. As an application of this approach, the relativistic and the non-relativistic mechanics are analysed, emphasizing the nature of time. As another example, the relativistic kinetic theory is studied as a field theory. Pedagogical aspects regarding a didactic transposition of concepts are presented, in particular with the formalism for the kinetic theory.
Licença:: (CC BY) - Licença Creative Commons
DOI: https://doi.org/10.1590/1806-9126-rbef-2018-0145
Appears in Collections:IF - Artigos publicados em periódicos

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/36548/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.