Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/36526
Files in This Item:
File SizeFormat 
ARTIGO_BrazilianAssessmentBiodiversity.pdf2,44 MBAdobe PDFView/Open
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorJoly, Carlos Alfredopt_BR
dc.contributor.authorScarano, Fabio Rubiopt_BR
dc.contributor.authorBustamante, Mercedes Maria da Cunhapt_BR
dc.contributor.authorGadda, Tatiana Maria Cecypt_BR
dc.contributor.authorMetzger, Jean Paul Walterpt_BR
dc.contributor.authorSeixas, Cristiana Simãopt_BR
dc.contributor.authorOmetto, Jean Pierre Henry Baulbaudpt_BR
dc.contributor.authorPires, Aliny Patrícia Flauzinopt_BR
dc.contributor.authorBoesing, Andrea Larissapt_BR
dc.contributor.authorSousa, Francisco Diogo Rochapt_BR
dc.contributor.authorQuintão, José Maurício Brandãopt_BR
dc.contributor.authorGonçalves, Leandra Reginapt_BR
dc.contributor.authorPadgurschi, Maíra de Campos Gorgulhopt_BR
dc.contributor.authorAquino, Michely Ferreira dos Santos dept_BR
dc.contributor.authorCastro, Paula Felício Drummond dept_BR
dc.contributor.authorSantos, Isabela Lima dospt_BR
dc.date.accessioned2020-01-24T10:31:33Z-
dc.date.available2020-01-24T10:31:33Z-
dc.date.issued2019pt_BR
dc.identifier.citationJOLY, Carlos Alfredo et al. Brazilian assessment on biodiversity and ecosystem services: summary for policy makers. Biota Neotropica, Campinas, v. 19, n. 4, e20190865, 2019. DOI: https://doi.org/10.1590/1676-0611-bn-2019-0865. Disponível em: http://scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032019000400401. Acesso em: 23 jan. 2020.pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.unb.br/handle/10482/36526-
dc.description.abstractA biodiversidade e os ecossistemas são elementos importantes para enfrentar as crises socioeconômicas e ambientais nacionais e globais, uma vez que proporcionam novas oportunidades de desenvolvimento. Incorporar a biodiversidade na vida cotidiana é uma oportunidade de ouro para promover o uso sustentável da biodiversidade e dos serviços ecossistêmicos. A conservação e a restauração da biodiversidade, dos ecossistemas e de seus serviços associados mostram potencial para um novo desenvolvimento social e econômico, como fonte de geração de emprego e renda, redução da pobreza e da desigualdade socioeconômica. A diversidade biológica brasileira também se expressa em sua imensa diversidade cultural, com uma grande variedade de detentores de conhecimento indígenas e tradicionais. Esses povos possuem vasto conhecimento sobre agrobiodiversidade, pesca, manejo do fogo, medicina natural, entre outros de valor comercial, cultural e espiritual. As principais conclusões deste Sumário para Tomadores de Decisão é que as mudanças no uso da terra e as mudanças climáticas tenham sido - e continuarão sendo ao longo deste século - os principais vetores da perda de biodiversidade e serviços ecossistêmicos no país. Intervenções políticas em diferentes níveis (do local ao nacional, do público ao privado) e a aplicação das leis existentes (mecanismos regulatórios e incentivos) são necessárias para promover a mitigação dos impactos negativos sobre a biodiversidade e a perda de serviços ecossistêmicos. O Brasil já possui uma ampla variedade de instrumentos de política e opções de governança socioambiental, bem como compromissos globais (ODS, Metas de Aichi, Acordo de Paris) relacionados à possibilidade de um futuro sustentável. Entretanto, o controle ineficiente da gestão ou a falta de incentivo para cumprir as regras traz riscos para a consolidação do caminho para esse futuro. O país tem instituições fortes e capazes, mas problemas de infraestrutura, processos lentos, medidas ineficazes e conflitos judiciais, sociais e ecológicos impedem a realização de um desempenho eficiente. Há uma falta de comunicação entre a ciência e a sociedade que precisa ser melhorada por meio do estabelecimento de um fluxo efetivo que torne a comunicação inclusiva e representativa, alcançando os tomadores de decisão públicos e privados. Esforços permanentes para integrar essas duas esferas de conhecimento na sociedade são desejáveis para criar confiança entre os formuladores de políticas e os pesquisadores.pt_BR
dc.language.isoenpt_BR
dc.publisherInstituto Virtual da Biodiversidade | BIOTA - FAPESPpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.titleBrazilian assessment on biodiversity and ecosystem services : summary for policy makerspt_BR
dc.title.alternativeDiagnóstico brasileiro sobre biodiversidade e serviços ecossistêmicos : sumário para tomadores de decisão-
dc.typeArtigopt_BR
dc.subject.keywordSustentabilidade e meio ambientept_BR
dc.subject.keywordSolo - usopt_BR
dc.subject.keywordMudanças climáticaspt_BR
dc.subject.keywordPolítica ambientalpt_BR
dc.rights.license(CC BY)-
dc.identifier.doihttps://doi.org/10.1590/1676-0611-bn-2019-0865pt_BR
dc.description.abstract1Biodiversity and ecosystems are important elements for addressing national and global socioeconomic and environmental crises, since they provide new development opportunities, for example, as source of job and income creation, and reduction in poverty and socioeconomic inequity. Brazilian biological diversity is also expressed in its immense cultural diversity, with a great variety of knowledge holders. These peoples possess vast knowledge on agrobiodiversity, fishing, fire management, natural medicine, among others of commercial, cultural and spiritual value. The main conclusions of this Summary for Police Makers is that land use changes and climate changes have been - and will continue to be throughout this century - the main drivers that result in the loss of biodiversity and ecosystem services in the country. Political interventions at different levels (from local to national, from public to private) and the enforcement of existing laws (regulatory mechanisms and incentives) are required to cope with the mitigation of the negative impacts of biodiversity and ecosystem services loss. Brazil has already a wide variety of policy instruments and socioenvironmental governance options, as well as global commitments (ODS, Aich Targets, Paris Agreement) related to the objective of a sustainable future. However, inefficient management control or lack of incentive to comply with the rules pose risks to consolidating the path to this future. The country has strong and capable institutions, but infrastructural problems, slow processes, inefficient measurements and judicial, social and ecological conflicts obstruct a proficient performance. There is a lack of communication between science and society which needs to be improved by establishing an effective flow that makes communication inclusive and representative, reaching public and private decision makers. Permanent efforts to integrate Science and policy knowledges are desirable to build confidence between policy makers and researchers.-
dc.identifier.orcidhttp://orcid.org/0000-0002-7945-2805-
dc.identifier.orcidhttp://orcid.org/0000-0002-4464-2094-
dc.identifier.orcidhttp://orcid.org/0000-0002-4221-1039-
dc.identifier.orcidhttp://orcid.org/0000-0002-9672-3216-
Appears in Collections:ECL - Artigos publicados em periódicos

Show simple item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/36526/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.