Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/36132
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2019_AndreiaPereiraSilvadeMorais.pdf1,49 MBAdobe PDFView/Open
Title: Discurso organizacional e controle social de trabalhadores em empresas de telecomunicações : uma análise crítica
Authors: Morais, Andreia Pereira Silva de
Orientador(es):: Siqueira, Marcus Vinicius Soares
Assunto:: Discurso organizacional
Controle social
Telecomunicações - empresas
Análise crítica do discurso
Issue Date: 16-Jan-2020
Citation: MORAIS, Andreia Pereira Silva de. Discurso organizacional e controle social de trabalhadores em empresas de telecomunicações: uma análise crítica. 2019. 127 f., il. Dissertação (Mestrado em Administração)—Universidade de Brasília, Brasília, 2019.
Abstract: A pesquisa aqui apresentada tem como objetivo analisar o processo de criação e promoção do discurso organizacional utilizado por executivos das empresas de telecomunicações, para alcançar o controle social dos trabalhadores. Para tanto, adotou-se a Teoria Crítica e a Análise Crítica do Discurso (ACD) como orientações teórico-metodológicas para analisar aspectos relacionados ao controle social, a subjetividade e as relações de poder entre indivíduos e organizações. Foram realizadas entrevistas individuais e semiestruturadas em profundidade com dez executivos (diretores e gerentes sêniores), selecionados de forma intencional e por conveniência, que atuam ou atuaram em duas diferentes empresas de telecomunicações. A análise dos dados foi realizada com base no modelo tridimensional de ACD, avaliando-se as dimensões textual, social e a discursiva, o que possibilitou identificar e discutir as práticas utilizadas pelas empresas de telecomunicações e reproduzidas pelos seus executivos na gestão dos trabalhadores. Os resultados evidenciaram a ocorrência de quatro categorias, identificadas à posteriori: 1) a produção do discurso, 2) a promoção do discurso, 3) a função gerencial, e 4) a pressão por resultados; baseadas nos objetivos específicos. As conclusões obtidas permitiram identificar que os jogos de poder adotados pelas organizações de telecomunicações são dissimulados em discursos, embebidos de promessas de sucesso, realização e reconhecimento, o que justifica a predominância e fortalecimento da ideologia gerencialista. Os discursos escondem um processo de fascínio e encantamento dos trabalhadores, levando essas organizações e seus gerentes a exercer controle tanto sobre o afetivo quanto sobre o intelectual do trabalhador. Afetados pelos componentes psíquicos e pelo ideal de ego, os sujeitos tendem a orientar todas as suas energias em função do alcance dos objetivos organizacionais.
Abstract: The present research aims to analyze the process of creating and promoting the organizational discourse that executives of telecommunications companies use to achieve social control of workers. For that, Critical Theory and Critical Discourse Analysis (CDA) were adopted as theoretical and methodological orientations to analyze aspects related to social control, subjectivity and power relations between individuals and organizations. Individual and semi-structured interviews were conducted in depth with ten executives (directors and senior managers), selected in an intentional way and for convenience. They work or acted in two different telecommunications companies. Data analysis performed based on the three-dimensional model of CDA to evaluate the social and discursive dimensions. The analysis allowed identifying and discussing the practices used by telecommunications companies and reproduced by their executives to manage workers. The occurrence of four categories, identified a posteriori, evidenced by the results: 1) The production of the speech; 2) The promotion of the speech; 3) The managerial function; and 4) The pressure for results, and based on specific goals. Overall, the research leads to identifying that the power games adopted by the telecommunications organizations hidden in speeches, which are embedded in promises of success, realization and recognition. The imbedded promises justify the predominance and strengthening of the managerialist ideology. The speeches conceal a fascinating process and enchanting of the workers, leading these organizations and their managers to exercise control over both the affective and the intellectual dimensions of the worker. Affected by the psychic components and ego ideal, subjects tend to focus all their energies on reaching the organizational goals.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Programa de Pós-Graduação em Administração, 2019.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:PPGA - Mestrado em Administração (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/36132/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.