Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/35870
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2019_NayaraPessoadeOliveira.pdf1,64 MBAdobe PDFView/Open
Title: Caracterização biológica de isolados clínicos de Bordetella pertussis do Distrito Federal
Authors: Oliveira, Nayara Pessoa de
Orientador(es):: Campos, Tatiana Amabilis de
Assunto:: Coqueluche
Bordetella pertussis
Biofilmes
Epidemiologia molecular
Issue Date: 21-Nov-2019
Citation: OLIVEIRA, Nayara Pessoa de. Caracterização biológica de isolados clínicos de Bordetella pertussis do Distrito Federal. 2018. 69 f., il. Dissertação (Mestrado em Biologia Microbiana)—Universidade de Brasília, Brasília, 2019.
Abstract: A coqueluche é uma doença do trato respiratória altamente infecciosa causada pela bactéria gram-negativa Bordetella pertussis. Antes da introdução da vacina em 1950, a coqueluche era uma das principais causas de mortalidade infantil. Apesar dos números de casos terem reduzido drasticamente com a vacinação, a coqueluche continua endêmica com ciclos epidêmicos a cada 2-5 anos. No Brasil, o número de casos havia reduzido consideravelmente após aumento da cobertura vacinal, entretanto em 2011 a incidência de coqueluche aumentou em um surto que durou até 2014. Nesse período foram registrados 72.901 casos em todo o país. No Distrito Federal e entorno também foi registrado aumento dos números de casos de 2011 a 2014. Entre as hipóteses levantadas para o aumento da incidência estão: otimização do diagnóstico e evolução das linhagens circulantes perante pressão vacinal. Para um controle eficiente da coqueluche é importante conhecer o perfil genético e comportamento dos isolados circulantes. Assim, este trabalho teve como objetivo caracterizar dez isolados clínicos do Distrito Federal isolados entre 2011 e 2014, quanto a seu perfil genético utilizando MLVA e MLST. Além de avaliar os isolados quanto a sua capacidade de produção de biofilme e citoxicidade para células epiteliais de traqueia, e avaliar se houve adaptação a nível de expressão proteica comparando um dos isolados a cepa bp 137, utilizada no programa de vacinação nacional. Os isolados analisados demonstraram uma alta similaridade genética apresentando pouca variação nos lócus analisados no MLVA. Cinco dos dez isolados podem pertencer ao MT 70 ,91, 92 ou 137, perfis com pequena distribuição. A análise de MLST para os genes prn e ptxS encontrou variação alélica em comparação a cepa vacinal e isolados de outros países. Todos os isolados apresentam o alelo ptxP3, predominante em diversos países e relacionado ao ressurgimento da coqueluche. Quanto as análises microbiológicas, foi observado formação de biofilme em superfície abiótica e redução da viabilidade celular de células epiteliais após a infecção. Os resultados demonstraram pouca variação os isolados nos lócus analisados e variação alélica em relação a cepa vacinal. Os isolados também apresentaram uma boa capacidade para formação de biofilme e citotoxicidade celular, que podem constituir uma vantagem adaptativa para essas cepas. Em conjunto, os dados demonstraram que os isolados analisados apresentam perfil genético diferente da linhagem vacinal. Além disto, todos os isolados apresentaram capacidade de formação de biofilme e potencial citotóxico, sugerindo que apresentam elevada capacidade de colonização da célula hospedeira. Análises posteriores com um maior número de isolados permitirá identificar qual o perfil alélico mais prevalente na região, permitindo, assim, avaliar se há necessidade de inserção de uma linhagem brasileira na produção da vacina.
Abstract: Pertussis is a highly infectious respiratory tract disease caused by the gram-negative bacteria Bordetella pertussis. Previous to the introduction of the vaccine in 1950, whooping cough was a major cause of infant mortality. Although the numbers of cases have reduced with vaccination, pertussis remains endemic with epidemic cycles every 2-5 years. In Brazil, the number of cases had reduced considerably after increase of vaccine coverage, however in 2011 the incidence of pertussis increased in an outbreak that lasted until 2014. During that period, 72,901 cases were registered nationwide. In Distrito Federal and surroundings there was also an increase in the number of cases from 2011 to 2014. Among the hypotheses raised for the increase in incidence are: optimization of diagnosis and evolution of circulating strains under vaccine pressure. For efficient pertussis control it is important to know the genetic profile and behavior of the circulating isolates. Therefore, this study aimed to characterize ten clinical isolates from Distrito Federal isolated between 2011 and 2014, regarding their genetic profile using MLVA and MLST. In addition, the isolates were evaluated on their ability to produce biofilm and cytotoxicity to tracheal epithelial cells, and to evaluate whether there was adaptation at protein expression levels , we compare one of the isolates to the bp 137 strain, used in the national vaccination program. The analyzed isolates showed a high genetic similarity, presenting little variation in the locus analyzed in MLVA. Five of the ten isolates may belong to MT 70, 91, 92 or 137, profiles with small distribution. The MLST analysis for the prn and ptxS genes found allelic variation in comparison to the vaccine strain and isolates from other countries. All the isolates present the ptxP3 allele, predominant in several countries and related to the resurgence of pertussis. As for the microbiological analyzes, it was observed biofilm formation on abiotic surface and reduction of cell viability of epithelial cells after infection. The results showed little variation between the isolates in the analyzed loci and allelic variation in relation to the vaccine strain. The isolates also showed a good capacity for biofilm formation and cellular cytotoxicity, which may be an adaptive advantage for these strains. Together, the data demonstrated that the isolates analyzed presented a genetic profile different from the vaccine strain. In addition, all isolates presented biofilm formation and cytotoxic potential, suggesting that they have a high capacity for colonization of the host cell. Further analyzes with a greater number of isolates will allow to identify the most prevalent allelic profile in the region, thus allowing the evaluation of whether there is a need to insert a Brazilian lineage in the production of the vaccine.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Biologia, Pós-Graduação em Biologia Microbiana, 2019.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Agência financiadora: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).
Appears in Collections:IB - Mestrado em Biologia Microbiana (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/35870/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.