Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/35771
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2019_AndréiaMiguensRibeiro.pdf3,77 MBAdobe PDFView/Open
Title: Habilidades dos profissionais da área de gestão de pessoas de organizações públicas
Authors: Ribeiro, Andréia Miguens
Orientador(es):: Meneses, Pedro Paulo Murce
Assunto:: Competência profissional
Gestão de pessoas
Administração pública
Habilidade profissional
Issue Date: 8-Nov-2019
Citation: RIBEIRO, Andréia Miguens. Habilidades dos profissionais da área de gestão de pessoas de organizações públicas. 2019. 318 f., il. Dissertação (Mestrado em Administração)—Universidade de Brasília, Brasília, 2019.
Abstract: Por meio da investigação de sete organizações públicas da administração direta e indireta, o presente estudo teve por objetivo desenvolver uma medida de diagnóstico de habilidades de profissionais de unidades de Gestão de Pessoas de organizações públicas. Neste sentido, mesmo com a adoção da Gestão Estratégica de Pessoas no setor público, a área de Gestão de Pessoas e seus profissionais ainda enfrentam muitos desafios na transição do papel tradicional para um papel mais estratégico frente às organizações. E entre os fatores que os profissionais se deparam, identificou-se a carência de capacidades por parte destes, que permitam a implementação de políticas e maior inserção estratégica nas arenas decisórias no que tange a participação do setor de Gestão de Pessoas. Em observação à questão, os profissionais da área Gestão de Pessoas devem adotar uma postura proativa e questionar que mecanismos podem auxiliar no cenário em questão para que logrem exercer suas funções de modo eficiente, bem como gerar maior impacto nas organizações públicas. Assim, os objetivos específicos aqui foram atingidos, considerando que a primeira etapa consistiu na identificação de Conhecimentos, Habilidades e Atitudes e, a segunda etapa, na reunião de evidências de validade teórica, resultando no instrumento representativo de habilidades dos profissionais de Gestão de Pessoas de organizações públicas. A construção inicial dos itens resultou em um número de 815 Conhecimentos, Habilidades e Atitudes, divididos somente pelas categorias de níveis hierárquicos de alta liderança, média liderança, e as habilidades de nível operacional. Com a aplicação de filtros e critérios psicométricos, a primeira etapa resultou em uma lista compondo 92 itens representativos de habilidades. Tal lista apresentou as categorias de habilidades gerenciais, abarcando as habilidades de gestão organizacional, habilidades políticas e de gestão setorial, além das categorias respectivas às habilidades funcionais, contemplando as habilidades de pesquisa, de gestão da força de trabalho, habilidades de gestão de desenvolvimento e desempenho, e habilidades relativas às ações de bem-estar. Com a aplicação da validação semântica e de juízes, foram excluídas 12 habilidades, apresentando-se um número final de 80 habilidades representativas dos profissionais de Gestão de Pessoas, nas categorias de habilidades de gestão organizacional e setorial (que foram reunidas), habilidades políticas, habilidades de pesquisa de GP, habilidades de gestão da força de trabalho, de gestão de desenvolvimento e desempenho, e habilidades de bem-estar. Conclui-se que a organização dos blocos propostos são adequados, de forma que somente as categorias de gestão organizacional e setorial foram reunidas, visto que estão interligadas, considerando que ainda que os níveis hierárquicos sejam diferentes entre alta e média liderança, as habilidades de ambas categorias são necessários em complexidades diferentes. A categorização também foi adequada tratando-se das habilidades funcionais, considerando o contexto do setor público considerando a interface entre os processos de gestão de pessoas. A pesquisa mostra também a importância de que, principalmente os processos e habilidades funcionais estratégicas de GP sejam interligados entre si.
Abstract: Even with the adoption of Strategic Human Resource Management in the public sector, the Human Resources area and its professionals still face challenges in the transition between a traditional role and a more strategic role in the organization. Among the factors which professionals face, it has been identified in said professionals the lack of capacities that allow the implementation of policies and better strategic insertion in the decision-making arenas in reference to the participation of the Human Resources sector. In this interim, the professionals in the Human Resources area must adopt a proactive posture and question which mechanisms might help in the scenario in question, so that they may exercise their functions efficiently, as well as generate more impact in the public organizations. By means of an investigation of seven public organizations of the direct and indirect administration, the present study aimed to develop a diagnosis measure of the abilities of professionals in the Human Resources units in public organizations. The specific objectives were achieved, considering that the first stage consisted in the identification of knowledges, abilities and attitudes (KAAs); and that the second stage consisted in the gathering of evidences of theoretical validity, resulting in the representative instrument of the abilities of professionals in Human Resources in public organizations. The initial conception of the items resulted in 815 KAAs, divided only by the categories of hierarchical levels of high leadership, medium leadership and the abilities of operatinal levels. With the application of filters and psychometric criteria, the first stage resulted in a list featuring 92 representative items of abilities. Said list presented the categories of managerial abilities, covering organizational management abilites, political abilities and sectoral management abilities. The list also presented categories relatives to functional abilities, contemplating abilities related to research, management of the work force, management of development and performance, and actions of well-being. After the application of both the semantic validation and the judges' validation, 12 abilities were excluded, thus remaining a final number of 80 abilities representatives of the Human Resources professionals, in the categories concerning: abilities of organizational and sectoral management (which were assembled), political abilities, abilities of Human Resources research, abilities of work force management, abilities of development and performance management and abilities of well being.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Programa de Pós-Graduação em Administração, 2019.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Agência financiadora: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).
Appears in Collections:PPGA - Mestrado em Administração (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/35771/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.