Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/3520
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2006_VanessaLopesRivera.pdf1,65 MBAdobe PDFView/Open
Title: Estudos fitogeográficos em Vernonia Schreb. sensu lato (Asteraceae) no bioma cerrado
Authors: Rivera, Vanessa Lopes
Orientador(es):: Proença, Carolyn Elinore Barnes
Assunto:: Biogeografia
Cerrados
Bioma Cerrado
Botânica
Issue Date: 4-Feb-2010
Citation: RIVERA, Vanessa Lopes. Estudos fitogeográficos em Vernonia Schreb. sensu lato. 2006. 106 f., il. Dissertação (Mestrado em Botânica)-Universidade de Brasília, Brasília, 2006
Abstract: Este trabalho visa estudar a fitogeografia do gênero Vernonia Schreb. (Asteraceae) no bioma Cerrado, a fim de preservar este patrimônio genético, levando em consideração as distribuições regionais e endêmicas e além de fornecer dados importantes à cerca de locais prioritários para conservação dentro do bioma. Os dados foram obtidos em 13 viagens de coleta bem como de exsicatas identificadas, provenientes de 15 herbários, a partir das quais se obteve as coordenadas geográficas das 3810 coletas que foram ordenadas em planilha Excel. A partir desta foram confeccionados mapas de distribuição das espécies de Vernonia ocorrentes no bioma Cerrado contínuo, o qual foi dividido em um gride de 176 retângulos de 1ºlat x 1º30’long., a partir do gride de 1:250000 do IBGE. Foram também realizadas análises multivariadas – UPGMA (índice de Jaccard) e TWINSPAN. A partir do consenso das duas análises obtiveram-se 11 províncias fitogeográficas para o Cerrado segundo Vernonia. Se contarmos as unidades fitogeográficas, levando em conta as subprovíncias, seriam 14 unidades, destas, apenas 4 possuem mais de 1% da sua área protegida por unidades de conservação, evidenciando a situação de perigo em que o bioma se encontra. Das 158 espécies encontradas, 7.6% são endêmicas do bioma (de altas altitudes), 26% são restritas ao bioma e 74% ocorrem também fora do Cerrado, sendo que a maior parte está em zonas de transição com outros biomas brasileiros. Dentre as espécies de Vernonia, 26% encontram-se desprotegidas e 15% estão em perigo real. Também foi feita uma análise reversa, também com UPGMA e TWINSPAN, transpondo-se a matriz e agrupando as espécies pela ocorrência nas quadrículas e o resultado foi um total consensual de 20 grupos de espécies, sendo que a maioria pertence a subseção Scorpioides e são espécies de ampla distribuição no bioma, e em seguida tem-se a subseção Nudiflorae que abriga a maior parte das espécies endêmicas e restritas da análise. _______________________________________________________________________________ ABSTRACT
This study aims to elucidate the phytogeographic patterns of Vernonia Schreb. (Asteraceae) in the Cerrado biome, and be useful in conservation, providing high priority sites for the establishment of new reserves. Data were obtained from 13 collecting expeditions and from herbarium specimens of 15 herbaria. Specimens were identified and 3810 geographic coordinates were registered in an Excel table. Maps were produced of the Vernonia species that occured in the continuous Cerrado biome which was divided by the 1:250000 IBGE grid into 176 rectangles of 1º latitude x 1º 30' longitude. Data was analyzed using TWINSPAN and UPGMA (Jaccard coefficient). The consensus of these two analyses produced 11 phytogeographic provinces in the Cerrado biome. If subprovinces were included 14 phytogeographic units were obtained and only in 4 of these more than 1% of their area was protected by reserves, showing that the biome is in real danger. The study recorded 158 species of Vernonia, 7.6% were endemics (highlands), 26% are restricted to the biome and 74% occur also outside the Cerrado biome, most of these occuring in transitional areas. Twenty-six percent of the Vernonia species are unprotected and 15% are endangered. A reverse analysis was also performed transposing the matrixes and clustering species. The result was 20 groups of species the majority of which from section Vernonia, subsection Scorpioides which have a wide range in the Cerrado biome. The second most species-rich subsection was Nudiflorae that includes most of the endemics and restricted species of the analysis.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Departamento de Botânica, 2008.
Appears in Collections:BOT - Mestrado em Botânica (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/3520/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.