Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/35074
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2019_CássiaAparecidaRabeloCorrêa.pdf11,77 MBAdobe PDFView/Open
Title: Influência das frações granulométricas de agregados miúdos reciclados no comportamento de argamassas de cimento
Other Titles: Influency of the granulometric fractions of small recycled aggregates on the behaviour of cement mortar
Authors: Corrêa, Cássia Aparecida Rabelo
Orientador(es):: Pereira, Claudio Henrique de Almeida Feitosa
Coorientador(es):: Rêgo, João Henrique da Silva
Assunto:: Agregados reciclados
Resíduos - construção civil
Argamassa reciclada
Atividade pozolânica
Issue Date: 12-Jul-2019
Citation: CORRÊA, Cássia Aparecida Rabelo. Influência das frações granulométricas de agregados miúdos reciclados no comportamento de argamassas de cimento. 2019. xvii, 246 f., il. Tese (Doutorado em Estruturas e Construção Civil)—Universidade de Brasília, Brasília, 2019.
Abstract: Há tempos a reciclagem de resíduos de construção civil é considerada um ponto importante dentro das questões ambientais. Contudo, é a escassez de areias naturais, em particular nos grandes centros urbanos, que têm levado a indústria da construção civil a se interessar pelo tema. Com relação à aplicabilidade técnica dos agregados miúdos reciclados, pesquisas científicas têm mostrado a viabilidade de seu uso. Porém, normalmente tais pesquisas tentam enquadrá-los à curva granulométrica dos agregados convencionais, algo complexo e ainda objeto de discussão. Sob este contexto, partindo do pressuposto de que as frações granulométricas dos agregados miúdos reciclados apresentam caraterísticas diferentes, e que, portanto, estas características influenciariam de forma distinta nas propriedades de argamassas e concretos; o trabalho propõe o estudo das frações granulométricas de duas areias recicladas, a AR1 (areia de uma usina de RCD) e a AR2 (areia de RC de corpos de prova de uma usina de concreto). As areias recicladas foram submetidas a ensaios de caracterização física; análises visuais (lupa eletrônica e MEV) e caracterização mineralógica e química (DRX e FRX). Na sequência as propriedades físico-mecânicas de argamassas com teores de substituição de 25% e 100% das frações granulométrica areias AR1 e AR2 foram avaliadas. As argamassas com 100% de areia recicladas foram submetidas às análises microestruturais (MEV/EDS e PIM). Por fim, testou-se a capacidade de aplicação das frações pulverulentas das areias AR1 e AR2 como pozolanas (Granulometria a Laser, Superfície Específica BET, Índice de Atividade Pozolânica, PIM). Os resultados de caracterização revelaram que as areias recicladas são formadas por dois grupos com comportamentos e características com tendências distintas. As análises de FRX confirmaram que as “frações finas” da areia AR1 são quimicamente semelhantes a areia de referência (areia do IPT), o que representa um avanço quanto à possibilidade de uso destas frações específicas na produção de materiais cimentícios. Os ensaios microestruturais revelaram que as argamassas com 100% de areia AR1 são semelhantes às argamassas com 100% de areia do IPT. Com relação às frações pulverulentas, apesar de não serem classificadas como pozolanas, constatou-se melhoras de mais de 70% nos IAP, quando as mesmas foram incorporadas às misturas com finuras e superfície específica adequadas. Os resultados de PIM mostraram que a areia AR1 e sua fração pulverulenta são capazes de refinar poros das argamassas. Por fim, o estudo mostrou que há diferenças nos comportamentos físico-mecânicos das argamassas recicladas, conforme a fração granulométrica é substituída, aumentando a possibilidade de aplicação dos agregados miúdos em designs de misturas de concretos e argamassas.
Abstract: Recycling of construction waste has long been considered an important point in environmental issues. However, it is the scarcity of natural sands, particularly in large urban centers, that have led the construction industry to become interested in the subject. Regarding the technical applicability of recycled small aggregates, scientific researchers have shown the viability of their use. However, these surveys usually try to fit them into the granulometric curve of the conventional aggregates, something complex and still under discussion. Under this context, based on the assumption that the granulometric fractions of the recycled kids aggregates present different characteristics, and that, therefore, these characteristics would have a distinct influence on the mortar and concrete properties; the work proposes the study of the granulometric fractions of two recycled sands, AR1 (sand from an RCD plant) and AR2 (RC sand from test specimens of a concrete plant). The recycled sands were submitted to physical characterization tests; visual analysis (electronic magnifier and MEV) and mineralogical and chemical characterization (XRD and FRX). Following the physical-mechanical properties of mortars with substitution levels of 25% and 100% of granulometric fractions sands AR1 and AR2 were evaluated. The mortars with 100% recycled sand AR1 and AR2 were subjected to microstructural analysis using Scanning Electron microscope and mercury intrusion porosimetry. Finally, the reactivity of the pulverulent fractions were evaluated through the Performance Index test and its porous structure by the technique of mercury intrusion porosimetry. These studies have shown that recycled sands are composed of two groups with different behavior and characteristics. FRX analyses confirmed that the “fine fractions” of sand AR1 are chemically similar to the reference sand (IPT sand) which represents an advance on the possibilities of application of these specific fractions in the production of cement materials. The microstructural tests revealed that mortars with 100% sand AR1 are similar to mortars with 100% sand of IPT. In relation to the powdery fractions, they were not classified as pozzolans, however, it was possible to observe improvements of more than 70% in the IPA, when they were incorporated into the mixtures with suitable fineness and specific surface area. The results of PIM showed that sand AR1 and its powdery fraction are capable of refining pores of mortars. Finally, the study showed that there are differences in the physical-mechanical behavior of recycled mortars, as the granulometric fraction is replaced, thus increasing the possibilities of applying recycled small aggregates to concrete mixtures and mortar designs.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Tecnologia, Departamento de Engenharia Civil e Ambiental, 2019.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Agência financiadora: Fundação de Apoio a Pesquisa do Distrito Federal (FAP-DF).
Appears in Collections:ENC - Doutorado em Estruturas e Construção Civil (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/35074/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.