Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/34919
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018_CamilaTavares.pdf1,15 MBAdobe PDFView/Open
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorBocca, Anamélia Lorenzetti-
dc.contributor.authorTavares, Camila-
dc.date.accessioned2019-06-18T17:58:37Z-
dc.date.available2019-06-18T17:58:37Z-
dc.date.issued2019-06-18-
dc.date.submitted2018-12-06-
dc.identifier.citationTAVARES, Camila. Papel imunomodulador de poliedros do baculovírus AcMNPV. 2018. 78 f., il. Tese (Doutorado em Patologia Molecular)—Universidade de Brasília, Brasília, 2018.pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.unb.br/handle/10482/34919-
dc.descriptionTese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, Programa de Pós-Graduação em Patologia Molecular, 2018.pt_BR
dc.description.abstractBaculovírus são vírus de DNA de dupla fita circular que infectam insetos. O potencial destes vírus como ferramenta para expressão de proteínas heterólogas começou a ser explorado na década de 70. Hoje, os baculovírus são utilizados amplamente para expressar antígenos de uso vacinal, diagnóstico e como potenciais vetores de terapia gênica e vacinas de DNA. Sabendo que a forma BV (Budded virus) de AcMNPV (Autographa californica multicapsid nucleopolyhedrovirus) induz alterações fenotípicas e funcionais em células da resposta imune inata e adaptativa, despertou-se o interesse do nosso grupo em saber se a forma OB (Occlusion Body) de AcMNPV, também conhecido como poliedros, apresenta a capacidade de estimular tanto a resposta imune inata como a adaptativa. Genes de interesse podem ser fusionadas ao gene da poliedrina, a proteína mais abundante do poliedro, o que permite assim sua produção de proteínas recombinantes em alta concentração. Neste presente trabalho foi avaliado a capacidade do poliedro de AcMNPV em estimular a resposta imune do hospedeiro saudável, apresentando uma ação imunomoduladora. Os resultados in vitro mostraram que o poliedro é capaz de induzir a maturação das células dendríticas derivadas da medula óssea (BMDC) observado pelo aumento da produção de citocinas inflamatórias (IL-1β, TNF-α, IL-6 e IL-12), quimiocina (CCL2), aumento da expressão de moléculas coestimulatória (CD80, CD86) e MHC-II. O poliedro foi capaz de ativar vias de sinalização intracelular semelhante ao obsevado por vírus com o aumento da transcrição dos genes. Além disso, observou-se a ativação de células da reposta imune adaptativa com aumento da proliferação celular com indução de um perfil mixto. Estes dados nos permite concluir que a fusão de proteínas de interesse fusionadas à poliedrina é uma estratégia interessante, não sendo necessária a utilização de adjuvantes nas estratégias de vacinas terapêuticas ou profiláticas.pt_BR
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).pt_BR
dc.language.isoPortuguêspt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.titlePapel imunomodulador de poliedros do baculovírus AcMNPVpt_BR
dc.typeTesept_BR
dc.subject.keywordBaculovíruspt_BR
dc.subject.keywordSistema imunológicopt_BR
dc.subject.keywordResposta imunológicapt_BR
dc.subject.keywordImunidade celularpt_BR
dc.subject.keywordCélulas dendríticaspt_BR
dc.subject.keywordPatologia molecularpt_BR
dc.rights.licenseA concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.pt_BR
dc.description.abstract1Baculoviruses are circular double-stranded DNA viruses that infect insects. The potential as an implement for heterologous proteins expression began to be explored in the 70´. Today, baculoviruses are widely used to express vaccine antigens, to diagnosis and as potential gene therapy vectors and DNA vaccines. It is already reported in the literature that the BV form of AcMNPV induces phenotypic and functional changes in cells of the innate and adaptive immune response. In this way, our group's interest in knowing whether the OBs form of AcMNPV, also known as polyhedra, has been shown to have the ability to stimulate the innate and adaptive immune responses. Proteins of interest can be fused to the polyhedrin gene, the most abundant protein of the polyhedron, which allows its production in high concentration. This study evaluated if the polyhedron of AcMNPV is able to exert immunomodulatory action. The in vitro results showed that the polyhedron is capable of inducing maturation of the BMDCs cells, which is observed by increased production of inflammatory cytokines (IL-1β, TNF-α, IL-6 and IL-12), chemokine (CCL2), increased expression of co-stimulatory molecules (CD80, CD86) and MHC-II. The polyhedron was able to activate intracellular signaling pathways, like those observed by viruses with increased transcription of TLR3, TLR9, IRF3 and IFN-α. In addition, it was through the activation of the BMDCs that it provided the activation of adaptive immune response cells with increased cell proliferation with induction of a mixed profile. These data allow us to conclude that the fusion of proteins of interest fused to polyhedrin is an interesting strategy and there is no need for the use of adjuvants in the strategies of therapeutic or prophylactic vaccines.pt_BR
Appears in Collections:FMD - Doutorado em Patologia Molecular (Teses)

Show simple item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/34919/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.