Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/34308
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018_CristianoFragaPajehú.pdf20,23 MBAdobe PDFView/Open
Title: Organização da cadeia produtiva da aroeira (Schinus terebenthifolius Raddi) nas comunidades indigenas Tupiniquins e Guarani no estado do Espírito Santo
Authors: Pajehú, Cristiano Fraga
Orientador(es):: Ludewigs, Thomas
Assunto:: Comunidades tradicionais
Índios - vida e costumes sociais
Índios Tupiniquim - Espírito Santo
Índios Guarani - Espírito Santo
Extrativismo
Aroeira
Issue Date: 3-Apr-2019
Citation: PAJEHÚ, Cristiano Fraga. Organização da cadeia produtiva da aroeira (Schinus terebenthifolius Raddi) nas comunidades indigenas Tupiniquins e Guarani no estado do Espírito Santo. 2018. [114] f., il. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Sustentável)—Universidade de Brasília, 2018.
Abstract: As comunidades Indígenas Tupiniquim e Guarani, localizadas na cidade de Aracruz- ES, vem sofrendo, durante muitos anos, mudanças no seu modo de subsistência. Através do extrativismo da aroeira, essas comunidades encontraram uma forma de gerar ocupação e renda. Porém, o extrativismo em comunidades, para seu bom funcionamento, necessita de regras e acordos bem definidos. A pesquisa descreve e analisa, com base no Plano de Desenvolvimento da Cadeia Produtiva da Aroeira nas Terras Indígenas Tupiniquim e Guarani (PDCPATI), do qual o autor participou ativamente desde o princípio, o arranjo produtivo da aroeira do ponto de vista organizacional e sob a ótica da governança de recursos comuns. A abordagem metodológica escolhida foi a de pesquisa participativa e quali-quantitativa. A coleta de dados se deu através de entrevistas realizadas com coletores, compradores e beneficiadores de aroeira, e lideranças locais nas TIs Tupiniquim e Guarani. Adicionalmente, o autor participou do mapeamento das áreas de produção, e de reuniões com coletivos de moradores, através do Grupo de Trabalho (GT) Aroeira, do qual o autor também faz parte. Realizou-se também uma revisão bibliográfica a respeito da história Tupiniquim e de sua luta pelo território, e, de forma mais sintética, sobre o extrativismo e suas tendências, e sobre os dilemas relativos a bens de uso comum. Existem dificuldades internas e externas nas comunidades, em relação à cadeia produtiva da aroeira, que prejudicam de forma substancial a comercialização do produto, destinado principalmente ao mercado externo. Através dessa percepção, foi construído o PDCPATI, que tem como objetivo principal estabelecer melhores práticas de manejo da aroeira, aumentando a geração de renda nas TIs através da venda direta (sem o atravessador), e permanecer no mercado com aroeira de qualidade. Os caciques e associações exercem a posição política de agentes da governança, mas o sistema semi-anárquico vigente de apropriação de recursos naturais e a dependência social generalizada de recursos financeiros externos, injetados de forma desorganizada na sociedade indígena, gera grandes dificuldades para a execução de atividades técnicas orientadas a metas e resultados. Observou-se que, após a elaboração e implementação do PDCPATI, e de um processo em que a comunidade experimentou perdas financeiras excepcionais em 2017, em função da queda nos preços e na qualidade, houve uma melhora significativa no manejo e colheita da aroeira em 2018, resultando em menores perdas e um produto de melhor qualidade.
Abstract: The Tupiniquim and Guarani Indigenous communities, located in the city of Aracruz- ES, have suffered, for many years, changes in their way of subsistence. Through the extraction of aroeira, these communities found a way to generate occupation and income. However, extractivism in communities, for its proper functioning, needs well defined rules and agreements. The research describes and analyzes, based on the Plan of Development of the Aroeira Productive Chain in the Tupiniquim and Guarani Indigenous Lands (PDCPATI), of which the author actively participated from the beginning, the productive arrangement of the aroeira from the organizational point of view and under the governance of common resources. The methodological approach chosen was that of participatory and qualitative-quantitative research. The data collection was through interviews with collectors, buyers and local leaders in the TIs Tupiniquim and Guarani, mapping of the production areas, and meetings with groups of residents and internally to the Working Group (GT) Aroeira, of which the author also is part of it. A bibliographical review was also carried out on the Tupiniquim history and its struggle for territory, and, more briefly, on extractivism and its tendencies, and on the dilemmas related to common use resources. There are internal and external difficulties in the communities, in relation to the production chain of aroeira, that substantially hinder the commercialization of the product, destined mainly to the foreign market. Through this perception, the PDCPATI was created, whose main objective is to establish better management practices for aroeira, increasing the income generation in IT through the direct sale of Aroeira (without the middleman), and remaining in the market with quality aroeira. Caciques and associations exercise the political position of agents of governance, but the prevailing semi-anarchic system of appropriation of natural resources and the generalized social dependence of external financial resources, injected in a disorganized way in the indigenous society, presents great difficulties for the execution of activities oriented to goals and results. It was observed that after the construction and implementation of the PDCPATI, and a process in which the community experienced exceptional financial losses in 2017, due to the fall in prices and quality, there was a significant improvement in the management and harvesting of aroeira in 2018, resulting in lower losses and a better quality product.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Centro de Desenvolvimento Sustentável, Mestrado Profissional em Sustentabilidade Junto a Povos e Terras Tradicionais, 2018.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições:Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:CDS - Mestrado em Sustentabilidade junto a Povos e Terras Tradicionais (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/34308/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.