Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/3342
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2006_Ana Rosa Domingues dos Santos.pdf2,23 MBAdobe PDFView/Open
Title: A organização social das fronteiras : etnografia do cotidiano fronteiriço chuí/chuy
Authors: Santos, Ana Rosa Domingues dos
Orientador(es):: Silva, Cristhian Teófilo da
Assunto:: Organização social
Identidade social
Etnografia
Issue Date: 15-Dec-2006
Citation: SANTOS, Ana Rosa Domingues dos. A organização social das fronteiras: etnografia do cotidiano fronteiriço chuí/chuy. 2006. 179 f., il. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde)-Universidade de Brasília, Brasília, 2006.
Abstract: A investigação dos contextos sociais das fronteiras nacionais oferece uma oportunidade de estudo das formas de interação onde a articulação entre a identidade e a nacionalidade possui um valor claramente estratégico para as populações envolvidas, possibilitando elucidar os mecanismos de identificação social e as instâncias através das quais as fronteiras são constantemente (re)atualizadas; sendo também um importante lócus para observar as relações complexas e mutáveis entre os Estados, seus agentes e as populações locais. São de particular interesse as chamadas fronteiras secas (que se caracterizam pela contigüidade territorial), geralmente marcadas por um mecanismo de interdependência onde, apesar de existir um alto grau de interação social e uma grande influência da conjuntura política e econômica, se fixam as identidades de duas ou mais populações dialeticamente "unificadas". Este trabalho busca compreender a organização social das fronteiras, a partir de uma etnografia do cotidiano da fronteira seca entre Chuí (Brasil) e Chuy (Uruguai), um universo complexo que se articula através de contatos, alianças, conflitos e interações entre nações fronteiriças. __________________________________________________________________________________________ ABSTRACT
The research at national border’s social contexts offers the opportunity to investigate social interaction ways which articulates identity and nationality in a clearly strategic manner, allowing the elucidation the mechanisms of social identification and spheres through which borders are constantly (re) actualized; also being an important locus to perceive complex and shifting relations between States, its agents and local peoples. Borders located in a contiguous territory, with no physical obstacles, are of particular interest - they are marked by a mechanism of interdependence which, in spite of both its high level of social interaction and a great influence of economical and political conjuncture, fixes the identities from two or more peoples dialectically “unified”. This research seeks to comprehend the social organization of borders, from ethnography of daily life at the border between Chuí (Brazil) and Chuy (Uruguay), a complex universe which articulates through contacts, alliances, conflicts and interactions of border nations.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Sociais, Centro de Pesquisa e Pós-Graduação sobre as Américas, 2006.
Appears in Collections:ELA - Mestrado Acadêmico em Estudos Comparados sobre as Américas (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/3342/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.