Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/33063
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
EVENTO_UsoModeloHidrodinamico.pdf1,21 MBAdobe PDFView/Open
Title: Uso de modelo hidrodinâmico e medições de nível d’água para estimativa de vazão em canal de drenagem
Authors: Moura, Leonardo Zandonadi
Carvalho, Antero Gabriel Vidal
Assunto:: Estimativa de vazão
Hidrometria
Modelo hidrodinâmico
Escoamento supercrítico
Calibração
Issue Date: Oct-2018
Publisher: APESB
Citation: MOURA, Leonardo Zandonadi; CARVALHO, Antero Gabriel Vidal. Uso de modelo hidrodinâmico e medições de nível d’água para estimativa de vazão em canal de drenagem. IN: ENCONTRO DE ENGENHARIA SANITÁRIA E AMBIENTAL (ENASB), 18; SIMPÓSIO LUSO-BRASILEIRO DE ENGENHARIA SANITÁRIA E AMBIENTAL (SILUBESA), 18., 2018, Porto.
Abstract: Métodos alternativos para medição de vazão em situações de campo desfavoráveis são uma necessidade recorrente nos campos da hidráulica e hidrologia. Questões como custo e risco aos equipamentos e operadores podem gerar contextos de escassez de informação sobre locais de interesse. O presente trabalho empregou uma combinação de medições de nível d’água e uso do modelo hidrodinâmico HEC-RAS e de algoritmos evolucionários no pacote Solver do software Excel para estimar vazões em um canal de drenagem em Brasília, Brasil. O escoamento no local é supercrítico, rapidamente variado com ocorrência de ressalto hidráulico e com uma curva de cerca de 70 graus a jusante. Empregando hipóteses simplificadoras e fixando o coeficiente n de Manning entre 0,028 e 0,04, otimizou-se a vazão desconhecida tendo como função objetivo o erro quadrático do nível a jusante, observado por um linígrafo. O método convergiu, com os hidrogramas resultantes se mostrando pouco sensíveis à alteração de n na faixa proposta, e vazões de pico consistentemente próximas de 17 [m³/s]. Foi demonstrada uma alternativa conceitualmente simples e com softwares de uso disseminado para estimar vazão.
Abstract: Alternative methods for discharge measurement in unfavorable field situations are a recurring necessity in the fields of hydraulics and hydrology. Issues such as cost and risk to equipment and operators may generate contexts of data scarcity on locations of interest. The present work has employed a combination of water depth gauging, use of the HEC-RAS hydrodynamic model and evolutionary algorithms in the Solver add-in from Excel software to estimate discharges on a drainage channel in Brasília, Brazil. On this site the flow is supercritical, rapidly varied with the occurrence of hydraulic jump and a curve of about 70 degrees downstream. Employing simplifying assumptions and setting Manning’s n coefficient between 0,028 and 0,04, the unknown discharge was optimized having as objective function the squared error of water level downstream, observed by a level gauge. The method has converged, with resulting hydrographs showing small sensitivity to changes in n in the proposed range, and peak discharges consistently around 17 [m³/s]. A conceptually simple alternative to estimate discharge using widespread software has been demonstrated.
Licença:: Autorização concedida ao Repositório Institucional da Universidade de Brasília (RIUnB) pelo Professor Leonardo Zandonadi Moura, em 20 de novembro de 2018, para disponibilizar o trabalho, gratuitamente, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da obra.
Appears in Collections:ENC - Trabalhos apresentados em eventos

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/33063/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.