Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/32721
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018_CamilaAbreudosSantos.pdf1,89 MBAdobe PDFView/Open
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorCoelho, Maria Francisca Pinheiro-
dc.contributor.authorSantos, Camila Abreu dos-
dc.date.accessioned2018-09-28T17:31:07Z-
dc.date.available2018-09-28T17:31:07Z-
dc.date.issued2018-09-28-
dc.date.submitted2018-04-16-
dc.identifier.citationSANTOS, Camila Abreu dos. Uma história de refúgio: narrativas de três irmãs negras do Congo no Distrito Federal. 2018. 101 f., il. Dissertação (Mestrado em Sociologia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2018.pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.unb.br/handle/10482/32721-
dc.descriptionDissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Sociais, Departamento de Sociologia, 2018.pt_BR
dc.description.abstractO objeto dessa dissertação consiste nas narrativas de três irmãs nacionais da República Democrática do Congo, solicitantes de refúgio, negras, de baixa renda e residentes no Distrito Federal. De Kinshasa, capital do Congo, ao Distrito Federal, as irmãs percorreram caminhos e histórias de violência, perseguição política, fuga, cerceamento de direitos humanos e de rupturas condicionadas pelo deslocamento forçado como condição de sobrevivência. Compreender como essas três mulheres interpretam e explicam a experiência do processo migratório constituiu o objetivo do presente estudo e, para tanto, foi metodologicamente organizado em duas partes principais. A primeira parte diz respeito à interpretação que fazem do processo de deslocamento forçado, abordando os momentos antes da fuga; o ato de fugir; e a chegada e a adaptação ao país de acolhida. Os elementos que se destacaram nessa parte foram: i) rupturas e transformações; ii) traumas, medos e revolta; iii) busca por estabilidade e adaptação; e iv) expectativas para o futuro. A segunda parte leva em conta as situações vividas no processo de interação e integração delas no Brasil, com base na análise da intersecção das categorias de gênero, raça, classe, status migratório (refugiadas) e nacionalidade. Observou-se que tais categorias impactam em termos de desigualdades. Por outro lado, a categoria de nacionalidade foi considerada um elemento que desperta curiosidade e não tratamento desqualificador. Tratou-se de pesquisa com foco na dimensão subjetiva, sem negligenciar o contexto macro-estrutural dos processos históricos, econômicos e culturais, o qual permeia e molda os caminhos e experiências pessoais.pt_BR
dc.language.isoPortuguêspt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.titleUma história de refúgio : narrativas de três irmãs negras do Congo no Distrito Federalpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.subject.keywordMigraçãopt_BR
dc.subject.keywordCongo (República Democrática)pt_BR
dc.subject.keywordNarrativapt_BR
dc.rights.licenseA concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.pt_BR
dc.description.abstract1The object of this dissertation consists on the narratives of three sisters from the Democratic Republic of the Congo, asylum seekers, black, low-income and residents in Federal District. From Kinshasa, the capital of Congo, to the Federal District, the sisters traveled along paths and histories of violence, political persecution, escape, human rights abatement and ruptures conditioned by forced displacement as a condition of survival. Understanding how these three women interpret and explain the experience of the migratory process was the objective of the present study and, for that, it was methodologically organized in two main parts. The first part concerns the interpretation they make of the forced displacement process, addressing the moments before the escape; the act of escaping; and the arrival and adaptation to the host country. The elements that stood out in this part were: i) ruptures and transformations; ii) traumas, fears and revolt; iii) search for stability and adaptation; and iv) expectations for the future. The second part takes into account the situations experienced in the process of interaction and integration in Brazil, based on the analysis of the intersection of the categories of gender, race, class, migratory status (refugees) and nationality. It was noted that such categories impact in terms of inequalities. On the other hand, the category of nationality was considered an element that arouses curiosity and not disqualifying treatment. This research focused on the subjective dimension, without neglecting the macro-structural context of historical, economic and cultural processes, which permeates and shapes personal paths and experiences.pt_BR
Appears in Collections:SOL - Mestrado em Sociologia (Dissertações)

Show simple item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/32721/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.