Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/32568
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
EVENTO_PerspectivasDesafiosTeletrabalho.pdf756,7 kBAdobe PDFView/Open
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorOliveira, Míriam Aparecida-
dc.contributor.authorPantoja, Maria Júlia-
dc.date.accessioned2018-09-05T15:04:50Z-
dc.date.available2018-09-05T15:04:50Z-
dc.date.issued2018-08-
dc.identifier.citationOLIVEIRA, Míriam Aparecida; PANTOJA, Maria Júlia. Perspectivas e desafios do teletrabalho no setor público. In: CONGRESSO INTERNACIONAL DE DESEMPENHO DO SETOR PÚBLICO, 2., 2018, Florianópolis. Anais eletrônicos... Florianópolis: Universidade do Sul de Santa Catarina - UNISUL; Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC; Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC; Fundação Ena Escola de Governo, 2018. Disponível em: <http://www.cidesp.com.br/index.php/Icidesp/2cidesp/paper/view/481>. Acesso em: 05 set. 2018.pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.unb.br/handle/10482/32568-
dc.description.abstractEste artigo tem como objetivo analisar a produção científica nacional sobre o teletrabalho, no período de 2010 a 2018, a fim de identificar os principais desafios deste regime de trabalho para a administração pública. Para tanto, foi realizada uma revisão sistemática da literatura baseada no protocolo de seleção e análise das fontes definido por Cronnin, Ryan e Coughlan (2008). A pesquisa foi realizada em periódicos com classificação A1 à B2, na área de avaliação em Administração Pública e de Empresas, Ciências Contábeis e Turismo, no Sistema Qualis da Coordenação de Aperfeiçoamento e Pessoas (CAPES). Além disso, foram consultados os Anais dos Congressos CONSAD e ENANPAD, considerados eventos técnico-científicos importantes na área de administração e gestão pública. Após a adoção desse protocolo foi possível proceder a análise de 11 artigos. Os resultados permitiram identificar que a produção científica nacional relacionada à temática teletrabalho ainda é incipiente, em especial, àquela voltada ao setor público, que representa apenas 5,5% da produção. Os temas abordados com maior frequência são aqueles relativos à identificação das vantagens e desvantagens do teletrabalho, bem como a percepção dos teletrabalhadores sobre as consequências desse regime de trabalho. Foi possível perceber que os benefícios adquiridos através de um programa de teletrabalho bem-sucedido podem ser diversos, contudo, desvantagens variadas também podem ser evidenciadas. Alguns desafios foram identificados nas pesquisas relacionadas ao setor público, todavia, a maior parte emergiu dos estudos realizados no setor privado. Tais obstáculos parecem se repetir independente da organização ou cultura organizacional, podendo também, refletir como possíveis vulnerabilidades para os órgãos públicos brasileiros.pt_BR
dc.language.isoPortuguêspt_BR
dc.publisherUniversidade do Sul de Santa Catarina - UNISUL; Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC; Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC; Fundação Ena Escola de Governopt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.titlePerspectivas e desafios do teletrabalho no setor públicopt_BR
dc.typeTrabalhopt_BR
dc.subject.keywordTeletrabalhopt_BR
dc.subject.keywordSetor públicopt_BR
dc.subject.keywordAdministração públicapt_BR
dc.rights.licenseAutorização concedida ao Repositório Institucional da Universidade de Brasília (RIUnB) pelas autoras, em 05 de setembro de 2018, para disponibilizar o trabalho, gratuitamente, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da obra.pt_BR
Appears in Collections:PPGA - Trabalho apresentado em eventos
TEC UnB - Trabalhos apresentados em eventos

Show simple item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/32568/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.