Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/32480
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018_DéborahChristinaMoraesMesquita.pdf4,59 MBAdobe PDFView/Open
Title: Compatibilidade micelial de Sclerotium cepivorum e reação de genótipos de alho e cebola à podridão branca
Other Titles: Analysis of the mycelial compatibility of Sclerotium cepivorum and reaction of garlic and onion genotypes to white rot
Authors: Mesquita, Déborah Christina Moraes
Orientador(es):: Café Filho, Adalberto Corrêa
Coorientador(es):: Lourenço Junior, Valdir
Assunto:: Alho - doenças e pragas
Cebola - doenças e pragas
Podridão branca
Epidemiologia
Issue Date: 15-Aug-2018
Citation: MESQUITA, Déborah Christina Moraes. Compatibilidade micelial de Sclerotium cepivorum e reação de genótipos de alho e cebola à podridão branca. 2018. viii, 120 f., il. Dissertação (Mestrado em Fitopatologia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2018.
Abstract: As culturas do alho (Allium sativum) e da cebola (Allium cepa) destacam-se no Brasil e no mundo entre as hortaliças mais expressivas economicamente. Entretanto, ambas têm sido comprometidas pela podridão branca, doença ocasionada por Sclerotium cepivorum, um patógeno restrito a espécies de Allium. Presentemente não existem medidas eficientes de controle a podridão branca, mas o conhecimento da reação de genótipos de alho e cebola pode auxiliar no manejo da doença. Também pouco se sabe sobre a variabilidade do patógeno no Brasil, e a compatibilidade micelial pode ser utilizada para estimar esta variabilidade indiretamente. Desta forma, este estudo se propõe a: (i) avaliar a variabilidade de uma coleção de isolados de S. cepivorum brasileiros obtidos de cultivos de cebola e alho com o teste de compatibilidade micelial, e (ii) avaliar a reação de genótipos de cebola e alho a S. cepivorum em condições de cultivo comercial em campo. Inicialmente, a identificação de todos os isolados de S. cepivorum foi confirmada pela comparação de sequências do rDNA. Para análise de DNA, o DNA genômico total foi extraído e amplificado com os primers ITS1 e ITS4 para amplificar as regiões ITS1, ITS2 e 5.8S do DNA ribossômico. Posteriormente 52 isolados de diversas áreas produtoras de Allium sp. foram selecionados para a análise de compatibilidade micelial, em que foram confrontados todos os isolados em todas as combinações possíveis. Dois grupos de compatibilidade foram identificados. Segundo a análise do teste de compatibilidade, o grupo de 52 isolados apresenta indícios de baixa variabilidade genotípica, sendo predominantemente clonal. A resposta de genótipos de Allium spp. à prodridão branca foi avaliada em campo em 2016 e 2017. Em 2016 foi avaliada a resposta de 20 genótipos de alho e 30 de cebola, e em 2017, 12 de alho e 30 de cebola. Alguns genótipos testados em 2016 foram repetidos em 2017, como controle. Os experimentos foram conduzidos na estação experimental da Cooperativa Agropecuária do Alto Paranaíba – COOPADAP em Rio Paranaíba/MG no período de maio a setembro de 2016 e 2017. As áreas utilizadas para estes experimentos encontravam-se naturalmente infestadas com microescleródios de S. cepivorum, devido a cultivos anteriores e sucessivos de alho e cebola. Os genótipos de alho e cebola testados variaram quanto à reação à podridão branca. Dentre os genótipos de alho os que apresentaram a menor sucetibilidade e a maior produtividade foram UO 73, DDR 6024 e RAL 127. Entre os genótipos de cebola, Optima F1, Sirius F1, Franciscana IPA10, Shinju F1 e Perfecta F1 destacaram-se como os genótipos com o menor sucetibilidade e com as maiores produtividades. No segundo ano de experimento, onde as temperaturas foram mais baixas que no primeiro ano, os índices de doença foram extremamente altos e não foi possível a separação dos genótipos quanto a susceptibilidade ou resistência a doença. Ressalta-se que devido ao padrão de resposta aferido no primeiro ano de estudo, existem variações na resposta dos genótipos de alho e cebola à podridão branca que devem ser considerados do ponto de vista do manejo da doença, com também em programas de melhoramento.
Abstract: Garlic (Allium sativum) and onion (Allium cepa) are among the economically most important vegetable crops in Brazil and worlwide. However, both garlic and onion sustain high losses due to white rot, the most destructive disease of these crops, caused by Sclerotium cepivorum, a pathogen restricted to Allium species. Presently, there are no single efficient control measures for white rot, but the evaluation of genetic resistance among Allium genotypes may help in disease management. In addition, little is kown on the variability of the pathogen in Brazil, which can be estimated indirectly by mycelial compatibililty testes. Therefor, this study aims to: (i) estimate the variability of a collection of S. cepivorum isolates from several Brazilian garlic and onion growing regions, and (ii) evaluate the reaction of garlic and onion genotypes to S. cepivorum in commercial growing field conditions. Initially, the identification of all S. cepivorum isolates was confirmed by the comparison of rDNA sequences. For the DNA analysis, genomic DNA was extracted and amplified with primers ITS1 and ITS4 for the ITS1, ITS2 and 5.8S ribossomic DNA regions. Subsequently fifity-two isolates from different geographical origins were selected for mycelial compatibility tests, and all isolates were confronted in all possible combinations. Two mycelial compatibility groups were identified. According to the compatibility test, the group of 52 isolates appeared to display low genotypic variability and was predominantly clonal. The reaction of Allium genoypes to white rot was evaluated in the field, in the 2016 and 2017 cropping seasons. Twenty garlic and 30 onion genotypes were evaluated in 2016, while, in 2017, 12 garlic and 30 onion genotypes were tested. Some genotypes tested in 2016 were repeated in 2017, as controls. Experiments were carried out at the Cooperativa Agropecuária do Alto Paranaíba – COOPADAP experimental fields, in Rio Paranaíba/MG, from May to September of 2016 and 2017. The fields selected for the assays were naturally infested with microesclerotia of S. cepivorum, from previous successive garlic and onion crops. Responses of garlic and onion genotypes to white rot varied. Among garlic genotypes, the ones that showed lowest degree of successibility and higher yields were UO 73, DDR 6024 and RAL 127. Among the onion genotypes, cvs. Optima F1, Sirius F1, Franciscana IPA10, Shinju F1 and Perfecta F1stood out as the genotypes with the lowest degree of successibility and greater yields. In the second experimental year, when disease levels were extremely high, associated to the prevailing lower temperatures, no differences among the genotypes were detected. From the overall field results, there are variations in the response of garlic and onion genotypes to white rot and good yields, that may be useful for disease management as well as in breeding programs.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Fitopatologia, Programa de Pós-Graduação em Fitopatologia, 2018.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Agência financiadora: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e Fundação de Apoio a Pesquisa do Distrito Federal (FAP-DF).
Appears in Collections:FIT - Mestrado em Fitopatologia (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/32480/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.