Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/32360
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CAPITULO_GestaoInstitucionalEducacao.pdf219,02 kBAdobe PDFView/Open
Title: Gestão institucional, educação ambiental e arquitetura do campus universitário : mudanças propelidas por avaliações de desempenhos, de satisfações e de espacialidades
Authors: Barreto, Frederico Flósculo Pinheiro
Assunto:: Gestão ambiental
Arquitetura - Universidade de Brasília
Educação ambiental
Issue Date: 2011
Publisher: Cidade Gráfica e Editora
Citation: BARRETO, Frederico Flósculo Pinheiro. Gestão institucional, educação ambiental e arquitetura do campus universitário: mudanças propelidas por avaliações de desempenhos, de satisfações e de espacialidades. In: CATALÃO, Vera Margarida Lessa; LAYRARGUES, Philippe Pomier; ZANETI, Izabel Cristina Bruno Bacellar (Org.). Universidade para o século XXI: educação e gestão ambiental na Universidade de Brasília. Brasília: Cidade Gráfica e Editora, 2011. p. 179-191.
Abstract: A gestão ambiental da universidade pode transformar a gestão acadêmica e administrativa num novo caldo de cultura institucional que supera o atual modelo, centralista e burocratizado, quantitativista e formalista, pouco flexível, pouco acessível, e avesso ao exame por instâncias independentes ou que estejam submetidas ao seu controle; nesse modelo, há pouca ou nenhuma partilha do poder de avaliação, fiscalização e tomada de decisão com estudantes, funcionários, e a massa dos próprios professores, como “corpo docente e consciente de seu papel transformador”. Uma abordagem da ecologia e do desenvolvimento humanos é associada a uma abordagem da ecologia natural. A comunidade universitária é vista como o sujeito da gestão ambiental, assim como seu mais importante objeto. Sua transformação exige a compreensão de sua diversidade como um projeto de desenvolvimento comunitário. O caminho da transformação é claramente apontado: ela se inicia pela implantação de procedimentos de avaliação dos espaços construídos, das atividades administrativas, dos padrões de experiência universitária e comunitária, em função dos vários grupos de interesses, de operação, de composição da universidade. As avaliações devem ser decisivas: devem empoderar os múltiplos avaliadores comunitários e institucionais, devem acarretar mudanças, devem ser consequentes – ou não haverá o menor progresso na direção de uma nova cultura de gestão ambiental e participativa na UnB. Qualidade ambiental e Qualidade da participação comunitária são indissociáveis na perspectiva de sustentabilidade que é defendida aqui.
Licença:: Autorização concedida ao Repositório Institucional da Universidade de Brasília pelo Decanato de Extensão da UnB para disponibilizar, no site repositorio.unb.br, o livro Universidade para o século XXI: educação e gestão ambiental na Universidade de Brasília.
metadata.dc.relation.isbasedon: http://repositorio.unb.br/handle/10482/32265
Appears in Collections:PRO - Livros e capítulos de livros

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/32360/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.