Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/32007
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018_SheilaMaroccoloNunes.pdf2,35 MBAdobe PDFView/Open
Title: Contação de histórias e empatia : relações estabelecidas a partir do reconto de crianças
Authors: Nunes, Sheila Maroccolo
Orientador(es):: Ferreira, Jane Farias Chagas
Assunto:: Contação de histórias
Empatia
Crianças
Citation: NUNES, Sheila Maroccolo. Contação de histórias e empatia: relações estabelecidas a partir do reconto de crianças. 2018. xv, 149 f., il. Dissertação (Mestrado em Processos de Desenvolvimento Humano e Saúde)—Universidade de Brasília, Brasília, 2018.
Abstract: A relevância desta pesquisa está em identificar caminhos que auxiliem no entendimento de como a contação de histórias pode contribuir para o desenvolvimento de elementos empáticos, de forma a favorecer o desenvolvimento intrapessoal e interpessoal na infância, visto que, o baixo índice de repertório empático pode acarretar problemas aos relacionamentos e comprometimento cognitivo. A pesquisa teve como objetivo investigar quais são os elementos estruturais da história que as crianças apreendem a partir da técnica de reconto da história (TRH) e da técnica de histórias incompletas (THI) que auxiliam no processo de desenvolvimento da empatia. O estudo teve um delineamento qualitativo, e um projeto piloto que validou a TRH como a técnica mais profícua para os objetivos propostos. A construção de dados foi realizada em uma instituição de acolhimento social, a partir de dez encontros, dos quais em sete foram contadas histórias de cunho empático para 12 crianças com idade de seis anos. A análise dos dados foi realizada por meio dos elementos estruturais da história (Enredo, Personagens, Ação, Problema e Resolução do Problema), imbricados a tríade empática proposta por Goleman composta por aspectos Cognitivos (quando a criança pensa na dor do outro racionalizando-a); Emocionais (quando a criança sente a dor do outro); e Conativos (quando a criança se mobiliza em direção ao outro querendo ajuda-lo). Os resultados da pesquisa indicaram que os componentes da história com os quais as crianças mais se identificaram foram a Resolução de Problemas e os Personagens; e estes estavam associados aos elementos empáticos Cognitivos e Emocionais. Concluiu-se que para que os elementos empáticos conativos sejam promovidos no desenvolvimento da criança por meio da contação de história, faz-se necessário uma intervenção mais dirigida. Esse estudo, que se ancorou em autores clássicos e contemporâneos (Del Prette & Del Prette, Dohme, Galvão, Goleman, Justo, et al.; Moraes, Morrow, Murta et al., Perrow, Rodari, e Rodrigues), poderá contribuir em âmbito educacional e clínico para o desenvolvimento emocional da criança e também para a promoção da imaginação, fantasia e criatividade.
Abstract: The relevance of this research is to identify ways that help in the understanding of how storytelling can contribute to the development of empathic elements, so as to favor intrapersonal and interpersonal development in childhood, since the low index of empathic repertoire can lead to relationship problems and cognitive impairment. The research aimed to investigate the structural elements of the story that children learn from the technique of story retelling (TRH) and incomplete storytelling technique (THI) that aid in the development of empathy. The study had a qualitative design, and a pilot project that validated HRT as the most profitable technique for the propose dobjectives. Data were collected in a social institution, from ten meetings, of which seven empathic stories were reported for 12 children aged six years. The data analysis was carried out through the structural elements of the story (Plot, Characters, Action, Problem and Problem Solving), imbricated to the empirical triad proposed by Goleman composed by Cognitive aspects (when the child thinks about the pain of the other rationalizing it); Emotional (when the child feels the pain of the other); and Conative (when the child moves toward the other wanting to help him). The results of the research indicated that the components of the story with which the children most identified themselves were Problem Solving and Characters; and these were associated with the empathic Cognitive and Emotional elements. It was concluded that for the conative empathic elements to be promoted in the development of the child through the storytelling, a more directed intervention is necessary. This study, which was anchored in classical and contemporary authors (Del Prette & Del Prette, Dohme, Galvão, Goleman, Justo, et al., Moraes, Morrow, Murta et al., Perrow, Rodari, and Rodrigues) educational and clinical scope for the emotional development of the child and also for the promotion of imagination, fantasy and creativity.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Programa de Pós-Graduação em Processos de Desenvolvimento Humano e Saúde, 2018.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:PED - Mestrado em Processos de Desenvolvimento Humano e Saúde (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/32007/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.