Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/31790
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2017_ElaineMariaGuaráLôbo.pdf3,33 MBAdobe PDFView/Open
Title: Análise antimicrobiana, imunomoduladora e sinérgica in vitro para terapia periodontal de interesse hospitalar
Authors: Lôbo, Elaine Maria Guará
Orientador(es):: Rezende, Taia Maria Berto
Coorientador(es):: Luiz Franco, Octávio
Assunto:: Biofilme dentário
Clorexidina
Pseudomonas aeruginosa
Peptídeos
Issue Date: 9-May-2018
Citation: LÔBO, Elaine Maria Guará. Análise antimicrobiana, imunomoduladora e sinérgica in vitro para terapia periodontal de interesse hospitalar. 2017. 106 f., il. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Abstract: As doenças periodontais (DPs) apresentam-se como as doenças infecciosas mais comuns da cavidade oral, associadas ao biofilme dento-bacteriano, podendo resultar na destruição dos tecidos de suporte dos dentes e perda dentária. A clorexidina, por sua vez, é o principal agente utilizado para o controle deste biofilme, por ser um antisséptico catiônico de amplo espectro. Entretanto, apresenta efeitos adversos como ardência bucal, manchamento de dentes, aumento do cálculo e perda do paladar em pacientes que fazem seu uso por períodos prolongados. Neste sentido, os peptídeos antimicrobianos (PAMs) têm sido propostos como uma abordagem alternativa ao tratamento de infecções e controle do biofilme dental, com o intuito de evitar a resistência microbiana e consequentemente, os efeitos colaterais do uso da clorexidina. Desta forma, o presente estudo teve por finalidade avaliar in vitro a capacidade antimicrobiana, citotóxica e imunomodulatória do peptídeo synoeca-MP e da clorexidina isolados e em sinergismo contra a bactéria Pseudomonas aeruginosa, além de avaliar a inibição da formação de biofilme e bactérias planctônicas de P. aeruginosa, em diferentes concentrações do peptídeo synoeca-MP e da clorexidina. De acordo com os resultados, infere-se uma comprovada ação antimicrobiana, imunomodulatória e antibiofilme do peptídeo synoeca-MP, assim como também quando combinado com o digluconato de clorexidina. Dessa forma, depreende-se que a atuação sinérgica entre clorexidina e synoeca-MP foi benéfica nos ensaios antimicrobianos in vitro envolvendo a bactéria oportunista P. aeruginosa. Neste contexto, espera-se que os agentes, em conjunto, possam ser capazes de controlar a infecção e sua disseminação, além de potencializar a resposta imune de macrófagos contra o microrganismo estudado. Em adição, a redução da concentração de clorexidina pela adição da synoeca-MP pode minimizar efeitos indesejáveis de ambos em ambiente clínico.
Abstract: The periodontal diseases (PDs) are the most common oral cavity’s infectious diseases. When associated with the dento-bacterial biofilm, may result in tooth support tissues’ destruction and even, tooth loss. The chlorhexidine, in turn, is the main agent used to control this biofilm, as it is a wide-spectrum cationic antiseptic. However, it has adverse effects such as oral burning, teeth staining, increased calculus and loss of taste in patients who use it for prolonged periods. In this sense, the antimicrobial peptides (AMPs) have been proposed as an alternative approach to the infections’ treatment and control of dental biofilm, in order to avoid microbial resistance and consequently, the side effects of the use of chlorhexidine. Thus, the aim of the present study was to evaluate in vitro the antimicrobial and immunomodulatory capacity and cytotoxicity of synoeca-MP peptide and chlorhexidine isolated and both in synergism against Pseudomonas aeruginosa bacterium, besides evaluating the inhibition of the biofilm formation and planktonic bacteria of P. aeruginosa, in different concentrations of the synoeca-MP peptide and chlorhexidine. According to the results, a proven antimicrobial, immunomodulatory and anti-biofilm action of the synoeca-MP peptide is inferred, as well as, when combined with chlorhexidine digluconate. Therefore, it is concluded that the synergistic action between synoeca-MP and chlorhexidine was beneficial in the in vitro antimicrobial assays involving the opportunistic P. aeruginosa bacterium. In this context, it is expected that the agents, together, could be able to control the infection and its dissemination, besides potentiating the immune response of macrophages against the studied microorganism. In addition, reducing the concentration of chlorhexidine by the addition of synoeca-MP peptide may minimize the undesirable effects of both in a clinical setting.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, 2017.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:FS - Mestrado em Ciências da Saúde (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/31790/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.