Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/31586
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ARTIGO_OmbudsmanMeiosPublicos.pdf360,39 kBAdobe PDFView/Open
Title: O ombudsman nos meios públicos de comunicação em Portugal e no Brasil : reflexão sobre atividades desenvolvidas entre 1989-2013
Authors: Paulino, Fernando Oliveira
Oliveira, Madalena
Assunto:: Ética
Metadiscurso
Issue Date: 2014
Publisher: Associação Brasileira de Pesquisadores de Jornalismo - SBPJor
Citation: PAULINO, Fernando Oliveira; OLIVEIRA, Madalena. O ombudsman nos meios públicos de comunicação em Portugal e no Brasil: reflexão sobre atividades desenvolvidas entre 1989-2013. Brazilian Journalism Research, Brasília, v. 10, n.1, p. 64-81, 2014. Disponível em: <https://bjr.sbpjor.org.br/bjr/article/view/585>. Acesso em: 10 abr. 2018.
Abstract: O objetivo do artigo é refletir sobre a história da prática de ombudsman em veículos de comunicação no Brasil e em Portugal, procurando, ao mesmo tempo, identificar os desafios e as dificuldades inerentes à função na comunicação mediática. A perspectiva adotada neste contexto recorre a uma abordagem comparativa que, à semelhança do que acontece nas ciências sociais em geral, visa descobrir regularidades e reconhecer dissemelhanças das atividades realizadas pelos ombudsmans do Brasil e de Portugal entre 1989 e 2013. Procurando, então, por meio da comparação, um método de objetivação da análise, neste artigo, buscamos delinear essa função nos veículos de comunicação dos dois países. Com uma história de quase 25 anos no espaço lusófono e não obstante as suas propriedades como mecanismo de accountability, hetero e autorregulação, a prática de ombudsman não chegou a generalizar-se nos países de língua portuguesa. Se no Brasil é ainda pensável a expansão dessa atividade, em Portugal, o ombudsman é já um instrumento em declínio. Afetados pela crise econômica que devasta a Europa, os veículos de comunicação portugueses resistem à instituição dessa posição e os que já a acolheram parecem estar a dispensá-la progressivamente.
Resumen: El objetivo del texto es reflexionar sobre la historia de las prácticas del defensor del lector (ombudsman) en medios de comunicación de Brasil y Portugal, procurando, al mismo tiempo, identificar los retos y las dificultades inherentes a la función. Se adoptó un enfoque comparativo que pretende descubrir regularidades y reconocer diferencias de las actividades desarrolladas por los defensores de Brasil y de Portugal entre 1989 y 2013. El artículo se propone hacer un retrato de esa función en medios de comunicación de los dos países, utilizando la comparación como método objetivo de análisis. Con una historia de casi 25 años en el espacio lusófono y a pesar de sus propiedades como mecanismo de transparencia (accountability), hetero y autorregulación, la práctica del defensor del lector no se ha generalizado en los países de lengua portuguesa. Si en Brasil todavía es concebible la expansión de esta actividad, en Portugal el defensor es un instrumento en declive. Los medios portugueses, afectados por la crisis económica en Europa, se resisten a crear ese cargo y los que ya lo hicieron, parecen estar prescindiendo de él de forma progresiva.
Licença:: BRAZILIAN JOURNALISM RESEARCH - This work is licensed under a Creative Commons Attribution- NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License. Fonte: https://bjr.sbpjor.org.br/bjr/about/submissions#copyrightNoti ce. Acesso em: 10 abr. 2018.
DOI: https://doi.org/10.25200/BJR.v10n1.2014.585
Appears in Collections:JOR - Artigos publicados em periódicos

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/31586/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.